Irão faz ultimato para novo acordo nuclear e anuncia fim do limite de reservas de urânio

rouhani.ir

O presidente do Irão, Hassan Rouhani

Hassan Rouhani afirmou que o país vai deixar de limitar as suas reservas de urânio e água pesada, decisão que contraria o acordo nuclear de 2015.

O Presidente do Irão, Hassan Rouhani, deu 60 dias às potências mundiais para se negociar um novo acordo nuclear, caso contrário retomará o enriquecimento do urânio. Além disso, anunciou a redução de compromissos firmados no pacto de 2015.

O Irão vai deixar de limitar as suas reservas de urânio e água pesada, uma decisão que contraria o acordo nuclear de 2015. O anúncio do líder iraniano foi feito num discurso à nação e teve lugar um ano após a decisão do Presidente norte-americano, Donald Trump, de retirar os Estados Unidos do acordo nuclear e de retomar as sanções contra Teerão.

Rouhani disse que o Irão quer negociar novos termos com os demais signatários do acordo, mas reconheceu que a situação era grave.

O Irão enviou também cartas, nas quais informa da sua decisão os líderes do Reino Unido, China, União Europeia, Rússia, França e Alemanha, todos signatários e apoiantes do acordo nuclear. “Se os cinco países se juntarem às negociações e ajudarem o Irão a alcançar benefícios no campo petrolífero e bancário, o Irão retomará os compromissos assumidos no acordo nuclear”, garantiu Rouhani.

Nos termos do acordo, o Irão pode manter reservas que não podem exceder mais de 300 quilos de urânio de baixo índice de enriquecimento, um valor muito distante dos dez mil quilos de urânio enriquecido que já possuiu.

A pressão sobre o setor petrolífero aumentou no mês passado, quando Washington decidiu não renovar as isenções para a compra de petróleo cru iraniano por parte de oito países, incluindo grandes importadores, como a China, a Rússia e a Turquia.

Além disso, o Departamento de Estado dos Estados Unidos anunciou na sexta-feira a imposição de novas sanções com o objetivo de restringir o programa nuclear iraniano.

A Europa adotou uma série de medidas para tentar neutralizar as sanções dos Estados Unidos, incluindo um canal de pagamento especial mas, por enquanto, sem sucesso.

Os Estados Unidos consideram haver “uma ameaça credível” por parte de Teerão, que justifica a intensificação da sua presença militar na região.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

    • Andar na chantagem do Irão a pagar-lhes para nao terem armas é que é uma grande solução.
      N dizes nada de jeito

      • Chantagem?!
        Há um acordo internacional assinado entre o Irão e os EUA, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha. Todos dizem que o Irão está a cumprir o acordo mas, mesmo assim, o Trampa fez das dele e rasgou o acordo. Agora, um ano depois, o Irão também ameaça deixar de cumprir o acordo; de quem é a culpa?!
        Os EUA não querem pagar para o Irão não ter armas nucleares?
        Então tem bom remédio – ficam no seu canto e deixam o Irão fazer os que lhe apetece!!
        Até porque, os EUA (e o Reino Unido) são os únicos culpados pelo que o Irão se tornou – foram eles (CIA) os responsáveis pelo golpe de estado que levou a ditadura ao poder – o resultado está à vista!…
        .
        É… não digo nada de jeito, mas vens sempre comentar!
        E quase sempre com inverdades – mesmo à Trump!…

        • Grande Trump que não se submete à retórica do Irão.

          Como vossa excelência não deve saber nada de história, nem do Islão vem com baboseiras para a internet. Que afinal é um espaço livre. Todos podem dizer o que querem. Incluindo as suas baboseiras.

          Informe-se sobre o que é a Taqiyaa, o que é um kafir, e quais foram as últimas palavras de Maomé.

          Aí vossa excelência poderá começar a entender o porquê de Trump sair do acordo.

          • Eh lá…
            Estou a ver que temos aqui o dono da verdade e o único “iluminado” que sabe a história do Irão (e quiçá da Pérsia)!…
            Curiosamente, nem uma palavra sobre o golpe de estado levado a cabo pela CIA, que “minou” tudo e destruiu um governo LAICO e DEMOCRÁTICO – o que levou à ascensão dos aiatolas ao poder no Irão!…
            Será que o resultado desse golpe de estado tem alguma relação com “Taqiyaa”, “kafir” ou com “as últimas palavras de Maomé”?!
            Pois é… tanta sabedoria e foste logo esquecer estes “pequenos pormenores”!…
            E, é preciso alguém ser muito ingénuo (para ser “meigo”) para achar que o Trump sabe alguma coisa sobre o Irão (ele, provavelmente, nem sequer sabe apontar o Irão no mapa, quanto mais)!…
            .
            PS: Por uma questão de credibilidade, quando se diz que alguém escreve baboseiras, convém, pelo menos, indicar uma dessas baboseiras, senão pode-se pensar que é apenas mais um Trumpiano, que debita disparates sem se preocupar com os factos!…

            • Já tinha saudades de ver o Eu! (dos estaleiros de Viana do Castelo) aqui pegado forte e feio com mais um camarada!

  1. Os últimos 100 anos ficarão para a História mundial como a Era dos EUA e o rabo entre as pernas da Europa. Os EUA têm sempre de fazer algo 10 ou 20 vezes pior do que os outros países, para ser sequer colocado em causa. Já os outros países, sobretudo se não forem Israel ou outros aliados dos EUA, até do que não fazem são acusados.

RESPONDER

Descoberta enguia que tem a maior descarga elétrica alguma vez vista

Foram descobertas duas novas espécies de enguias elétricas (Electrophorus electricus), sendo que uma delas tem a maior descarga elétrica alguma vez vista num animal, com uma potência de 850 volts. Podendo chegar a 2,5 metros de …

Nova tecnologia consegue gerar eletricidade através das noites frias

Cientistas da Universidade de Stanford e da Universidade da Califórnia em Los Angeles construíram um dispositivo que consegue gerar eletricidade através do frio sentido durante a noite. Há dois anos, numa noite gelada de dezembro, num telhado da Califórnia, …

Descoberto um mundo subterrâneo perdido no meio da Antártida

Durante as primeiras expedições na Antártida, exploradores polares descobriram uma caverna de gelo "perdida" com três andares, vários lagos e um rio. A formação geológica foi encontrada na ilha Galindez, onde estão baseados os exploradores da …

Boavista 1-1 Sporting | Duelo felino de portas fechadas

O Sporting foi ao Estádio do Bessa perder mais dois pontos. Após a derrota em casa com o Rio Ave na ronda anterior, que valeu o despedimento a Marcel Keizer, Leonel Pontes estreou-se no banco …

Durante a Guerra Fria, os melhores agentes da CIA não eram humanos

A CIA desclassificou dezenas de documentos da época da Guerra Fria, que revelam detalhes das suas missões. A agência de inteligência norte-americana não apostava só em humanos. De acordo com a agência France-Press, os documentos revelam …

Israel vai (outra vez) a votos e Netanyahu enfrenta novo teste à sobrevivência política

Benjamin Netanyahu, o primeiro-ministro há mais tempo em funções em Israel, enfrenta um novo teste à sua capacidade de sobrevivência nas legislativas de terça-feira e não tem desperdiçado oportunidades para atrair eleitores. As questões de segurança …

Hugo Soares na campanha, "para que o resultado do PSD possa ser o melhor possível"

O deputado e ex-líder parlamentar do PSD Hugo Soares manifestou-se disponível para fazer campanha pelo partido "sempre que for convidado", como aconteceu este sábado, em Pombal, a convite da cabeça-de-lista por Leiria Margarida Balseiro Lopes. O …

Portimonense 2-3 Porto | Susto resolvido nos descontos

O FC Porto sofreu a bom sofrer para somar os três pontos no Algarve. Os dragões acabaram por chegar à vitória aos 98 minutos, por Iván Marcano, colocando lógica no marcador, se tivermos em conta …

Astrónomos viram "bolhas" gigantes no buraco negro da Via Láctea

Uma equipa internacional de astrónomos descobriu um dos maiores fenómenos já observados no centro da Via Láctea: duas "bolhas" gigantes, emissoras de ondas de rádio, acima e abaixo da região central da nossa galáxia. Segundo o …

Aveiro. Há 170 casos de violência doméstica parados por falta de magistrados

Uma procuradora com 170 casos de violência doméstica em mãos entrou de baixa e o Ministério Público de Aveiro não tinha magistrados para a substituir. Segundo o Jornal de Notícias, mais de 170 inquéritos sobre violência …