Investigadores propõem alargar testes a quem tem dor de cabeça e obstrução nasal

Guillaume Horcajuelo / EPA

Um grupo de quatro investigadores da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) recomendou o alargamento dos critérios para testes de covid-19, aconselhando que passem a incluir sintomas como dor de cabeça, corrimento ou obstrução nasal, dor de garganta e dores musculares.

A atual norma da Direção-Geral da Saúde (DGS) considera um caso como suspeito apenas quando há ou tosse ou febre, falta de ar, perda de olfato ou de paladar, lembrou o Público, que avançou a notícia na terça-feira.

A equipa sugere igualmente “uma estratégia de comunicação” junto da população para esclarecer sobre os sintomas ligeiros, propondo que seja dada “uma indicação clara para isolamento de pessoas com sintomas respiratórios de qualquer gravidade, acautelando a sua proteção relativamente a questões laborais e financeiras”.

“Medidas restritivas mais gerais podem falhar na contenção da transmissão se os cidadãos continuarem a desvalorizar um conjunto de sintomas ligeiros”, sublinharam Vasco Peixoto, André Vieira, Pedro Aguiar e Alexandre Abrantes, no artigo de opinião publicado na terça-feira no Barómetro Covid-19 da ENSP da Universidade Nova de Lisboa.

“Com a evolução da pandemia a lista de sintomas tem sido alargada e, hoje, o Center for Disease Control (CDC) dos EUA e a Organização Mundial de Saúde recomendam que se incluam como critérios para se se fazerem testes de covid-19 a combinação de dois ou três dos sintomas seguintes: nariz obstruído, corrimento nasal, dor de garganta, dores musculares, dores de cabeça, náuseas, vómitos, diarreia ou fadiga”, referiram.

A desvalorização destes sintomas “representa um ângulo morto do controlo da pandemia e pode estar a contribuir para o atual descontrolo da mesma na Europa em contexto de maiores contactos laborais e sociais associados a diminuição de restrições”, indicaram.

De acordo com a equipa, a utilização de testes rápidos de antigénio, que arrancou segunda-feira em Portugal, pode permitir que se testem as pessoas que apresentam sintomas respiratórios ligeiros.

“Há um custo-benefício em valorizar sintomas ligeiros. Deixar a transmissão da infecção descontrolada também implica fazer mais testes durante um período de tempo. É importante levar em conta aquilo que se prevenia em número de casos de infeção, possível ‘lockdown’ e custos com hospitalizações”, disse Vasco Peixoto.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …

O novo amplificador de guitarra tem maior capacidade de encaixe (e é mais poderoso)

Em 2016, o engenheiro eletrónico Chris Prendergast lançou um projeto Kickstarter para o amplificador de guitarra portátil JamStack. Este encaixava-se num pino de correia e emitia sons gerados por um smartphone. Agora foi lançada a …

Etiópia. Comissão de direitos humanos denuncia massacre de 600 civis na região de Tigré

A organização independente que investiga acusações de violência contra civis na Etiópia corroborou o relatório da Amnistia Internacional que denunciou a chacina de pelo menos 600 pessoas na região de Tigré, no Norte do país. Segundo …