Investigadores suspeitam de falha no revestimento de segurança em acidente da Virgin Galactic

jfoust / Flickr

SpaceShipTwo, a segunda nave espacial da Virgin

SpaceShipTwo, a segunda nave espacial da Virgin

Os investigadores que analisam as causas da queda da nave espacial de turismo SpaceShipTwo anunciaram esta segunda-feira que um revestimento de segurança usado para a reentrada da nave na atmosfera foi acionado à revelia dos pilotos durante o voo de teste na última sexta-feira.

O chefe da comissão investigadora, Cristopher Hart, disse, contudo, que ainda é cedo para confirmar se a falha pode ter sido uma das causas do acidente que matou um dos pilotos e deixou o outro gravemente ferido no Deserto do Mojave, Califórnia (EUA).

O piloto morto no teste foi identificado como o americano Michael Alsbury, de 39 anos. O seu colega, Peter Siebold, de 43 anos, conseguiu saltar de paraquedas.

Ambos trabalhavam para a Scaled Composites, empresa para a qual a Virgin Galactic terciariza as operações do seu projeto em que oferece voos para “turistas espaciais”.

No domingo, os investigadores afirmaram que poderia levar até um ano para encontrar uma explicação para o acidente. A empresa dona da aeronave, a Virgin Galactic, também especulara sobre possíveis problemas com um novo tipo de combustível.

No entanto, tanto o tanque como o motor da SpaceShip 2 foram encontrados intactos nas operações de busca.

“Os dados de telemetria mostram que a nave espacial foi lançada normalmente e o motor teve ignição sem problemas. Nove segundos depois, os dados mostram que o revestimento de segurança foi acionado”, explicou Hart.

“Mas gostaria de sublinhar que ainda não é possível determinar as causas do acidente. Temos meses e meses pela frente para descobrir o que aconteceu. Iremos avaliar os procedimentos de treino dos pilotos, analisar a segurança, o projeto estrutural. Temos muito que fazer”.

Testes

A comissão investigadora não proibiu, contudo, a Virgin Galactic de prosseguir com os testes.

E a empresa negou que tivesse a negligenciar a segurança da aeronave ou dos pilotos, apesar dos adiamentos no início das operações de “turismo espacial”.

A imprensa britânica especulou durante o fim de semana que as pressões do cronograma tinham levado a Virgin Galactic a acelerar o número de testes.

No domingo, em entrevista à BBC concedida na Base Espacial de Mojave, onde a nave estava a ser desenvolvida, o dono da Virgin Galactic, o bilionário Richard Branson, disse que “ninguém subestima os riscos envolvidos na viagem espacial”.

Branson afirmou ainda que acidentes nas primeiras tentativas do homem de desenvolver a aviação comercial não impediram que o meio de transporte se tornasse o mais seguro.

O chefe da comissão investigadora do acidente, Cristopher Hart, explicou que falha no revestimento de segurança ainda não pode ser apontada como causa da queda: “Devemos aos nossos pilotos de testes descobrir o que saiu errado e, quando descobrirmos, poderemos superar isto e vamos garantir que o sonho continue”, disse o bilionário.

Segundo Branson, a Virgin Galactic e os parceiros no projeto estão “a realizar um amplo programa de testes há muitos anos e a segurança sempre foi a prioridade número um”.

Acidente

O plano original da Virgin Galactic era lançar o primeiro voo sub-espacial a partir do próximo ano. Mais de 700 pessoas já tinham feito reservas, apesar do preço altíssimo do bilhete – cerca de 200 mil euros.

A SpaceShipTwo estava a realizar o primeiro voo teste em nove meses quando explodiu logo depois da decolagem perto da cidade de Bakersfield, na Califórnia, EUA.

De acordo com o editor de Ciência da BBC, David Shukman, mesmo quando a causa do acidente for descoberta, este será um grande problema para a Virgin, “uma companhia que tentava ser a pioneira em um novo setor, turismo espacial”.

“Confiança é tudo e isto não vai estimular a longa lista de celebridades e clientes milionários esperando pelo primeiro voo”, diz Shukman.
Branson seria passageiro da viagem de inauguração, mas celebridades como o cantor Justin Bieber e os atores Tom Hanks e Leonardo Di Caprio também entraram na fila.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Salário mínimo de 700 euros "é perfeitamente razoável", diz líder da CIP

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), António Saraiva, considerou que é "perfeitamente razoável" que o salário mínimo nacional (SMN) alcance os 700 euros durante a próxima legislatura. “Parece-me tão razoável como pode parecer outro …

Descoberto caminho de peregrinos mandado construir por Pôncio Pilatos em Jerusalém

Um caminho em pedra que terá sido usado há cerca de 2000 anos por peregrinos e mandado construir por Pôncio Pilatos foi descoberto perto do Monte do Templo, em Jerusalém, com uma centena de moedas …

Canadá. Trudeau luta por segundo mandato depois de meses de casos polémicos

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, corre o risco de perder a maioria nas legislativas de segunda-feira, tornando-se o primeiro chefe de governo canadiano apoiado por uma maioria parlamentar a falhar a reeleição desde 1935. Para …

Exumação de Francisco Franco já tem data marcada

Os restos mortais do ditador espanhol serão trasladados, esta quinta-feira, da Basílica do Vale dos Caídos, em Madrid, para o cemitério Pardo, nos subúrbios da capital espanhola. Em comunicado, o Governo espanhol adianta que, esta quinta-feira, …

"Sabe a muito pouco." Costa não tem "um Governo de combate"

No habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes disse que o novo Governo de António Costa não é novo, mas antes um "remodelação do anterior". "O primeiro erro político de António Costa" é, para …

A terceira eliminatória da Taça de Portugal deixou a sua "elite" ainda mais reduzida

Sete equipas da I Liga de futebol tombaram na terceira eliminatória da Taça de Portugal. A próxima ronda vai ter mais equipas do Campeonato de Portugal do que da "elite". A terceira eliminatória da Taça de …

Brexit volta a jogar-se no Parlamento. Presidente dos Comuns poderá travar nova votação

O Governo britânico, liderado pelo primeiro-ministro Boris Johnson, vai tentar aprovar o acordo alcançado para o Brexit no Parlamento esta segunda-feira, mas o Presidente da Câmara dos Comuns pode bloquear a nova votação. O sábado passado …

Ministério Público sabia quem era o informador do caso de Tancos (mas não disse a Ivo Rosa)

O Ministério Público pediu ao juiz de instrução Ivo Rosa que autorizasse escutas telefónicas a dois suspeitos de um assalto que ainda não tinha acontecido, mas omitiu um facto. O MP, de acordo com o semanário …

Presidente do Chile decreta estado de emergência e diz que país está "em guerra" contra grupos de "criminosos"

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, afirmou que o país está "em guerra" contra os "criminosos" responsáveis pelos protestos violentos que causaram vítimas mortais e que levaram o Governo a decretar o estado de emergência …

Federação Nacional dos Médicos quer menos horas de trabalho em urgência

Este domingo, a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) aprovou, em congresso, uma grelha salarial com base num horário de 35 horas, e a diminuição do trabalho em urgência de 18 para 12 horas semanais no …