Seis anos e mil milhões de links depois, cientistas concluem que a Internet está a crescer (e a encolher)

Uma equipa de investigadores analisou mil milhões de links ao longo de seis anos e concluiu que a Internet está tanto a crescer como a encolher.

O mundo online está em constante expansão — cada vez a agregar mais serviços, mais utilizadores e mais atividades. No ano passado, o número de sites registados no domínio “.com” ultrapassou 150 milhões.

No entanto, mais de um quarto de século desde o seu primeiro uso comercial, o crescimento do mundo online está a desacelerar em algumas categorias importantes.

Investigadores conduziram um projeto de pesquisa de vários anos analisando as tendências globais em diversidade e domínio online. O estudo, publicado na Public Library of Science, é o primeiro a revelar algumas tendências de longo prazo de como as empresas competem na era da web.

Assistiu-se a uma consolidação dramática de atenção para um grupo cada vez menor (mas cada vez mais dominante) de organizações online. Portanto, embora ainda haja um crescimento nas funções, aplicações e recursos oferecidos na web, o número de entidades que fornecem essas funções está a diminuir.

Diversidade na web em queda livre

Os investigadores analisaram mais de seis mil milhões de comentários de utilizadores da rede social Reddit desde 2006, bem como 11,8 mil milhões de publicações no Twitter desde 2011. No total, o estudo usou um enorme tesouro de dados de 5,6 terabytes de mais de uma década de atividade global.

Este conjunto de dados era mais de quatro vezes o tamanho dos dados originais do Telescópio Espacial Hubble, que ajudou Brian Schmidt e o seus colegas a fazerem o seu trabalho laureado com o prémio Nobel em 1998 para provar que a expansão do universo está a acelerar.

Com as publicações do Reddit, os investigadores analisaram todos os links para outros sites e serviços online — mais de um milhão no total — para entender a dinâmica do crescimento, domínio e diversidade do link ao longo da década.

Há uma década, havia uma variedade muito maior de domínios nos links publicados por utilizadores do Reddit, com mais de 20 domínios diferentes para cada 100 links aleatórios divulgados pelos utilizadores. Agora, existem apenas cerca de cinco domínios diferentes para cada 100 links.

Na verdade, entre 60-70% de toda a atenção nas principais plataformas de redes sociais está voltada para apenas dez domínios populares.

Além das plataformas de redes sociais, os autores também estudaram os padrões de link na web, analisando quase 20 mil milhões de links em três anos. Estes resultados reforçaram que “os ricos estão a ficar mais ricos” online.

A autoridade, influência e visibilidade dos 1.000 principais sites globais está a crescer a cada mês, às custas de todos os outros sites.

Diversidade de aplicações está a aumentar

A web começou como uma fonte de inovação, novas ideias e inspiração. Agora também está a tornar-se um meio que realmente sufoca a competição e promove monopólios e o domínio de apenas alguns.

As descobertas resolvem um paradoxo de longa data sobre a natureza da web: ajuda a desenvolver negócios, empregos e investimentos? Ou torna mais difícil progredir ao permitir que qualquer pessoa participe no jogo? A resposta, ao que parece, é que faz as duas coisas.

Enquanto a diversidade de fontes está em declínio, há uma força contrária de funcionalidade continuamente crescente com novos serviços, produtos e aplicações — como serviços de streaming de música (Spotify), programas de compartilhamento de arquivos (Dropbox) e plataformas de mensagens (Messenger e Whatsapp).

“Mortalidade infantil” de sites

Outra descoberta importante foi o aumento dramático na taxa de “mortalidade infantil” dos sites.

Os investigadores examinaram novos domínios que eram continuamente referenciados ou “linkados” nas redes sociais após a sua primeira aparição. Descobriram que, embora quase 40% dos domínios criados em 2006 estivessem ativos cinco anos depois, apenas um pouco mais de 3% daqueles criados em 2015 permanecem ativos hoje.

A dinâmica da competição online está a tornar-se cada vez mais clara. E a perda de diversidade é preocupante. Ao contrário do mundo natural, não há santuários; a competição faz parte tanto da natureza quanto dos negócios.

Este estudo tem implicações profundas para líderes empresariais, investidores e governos. Mostra que os efeitos de rede da web não se aplicam apenas a negócios online. Atravessam toda a economia e estão a reescrever muitas das suas regras.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Internet e uma selva. Uns acham romantico, outros local para expor sua vida, outros para roubar, outros para esconder frustacoes e conquistas, outros para trabalharem, outros para divertir-se… e grande salada tem de ser disciplanada…

RESPONDER

Portugal tem 9,6% de probabilidade de vencer o Euro 2020

França é claramente favorita no grupo de Portugal e no próprio torneio. Vice-campeã mundial aparece mais abaixo na lista. É sempre uma previsão, que como todas pode dar errada, mas o The Analyst prevê que a …

Cerca de 40% dos portugueses já foram vacinados com a primeira dose

Perto de quatro milhões de portugueses receberam a primeira dose da vacina contra a covid-19, o equivalente a 39% da população, e mais de 2,3 milhões têm a vacinação completa, anunciou a Direção-Geral da Saúde …

Diego Llorente é o segundo jogador da seleção espanhola com covid-19

O defesa central é o segundo jogador da seleção espanhola a testar positivo ao novo coronavírus, depois do capitão Sergio Busquets, anunciou, esta quarta-feira, a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF). "A RFEF lamenta comunicar que …

"Declaração insultuosa". Costa responde a Rio

O primeiro-ministro considerou insultuosas as acusações proferidas pelo presidente do PSD sobre a escolha do professor universitário Pedro Adão e Silva para comissário executivo das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril. Numa publicação na …

Peixe-leão ameaça vida marinha ao longo da costa brasileira

Desde que chegou ao norte do Oceano Atlântico, há menos de 30 anos, o peixe-leão tornou-se rapidamente uma das espécies invasoras mais difundidas e vorazes, impactando negativamente os ecossistemas marinhos - especialmente os recifes de …

O nosso Universo era um vasto oceano de líquido (surpreendentemente semelhante à água)

Uma equipa de físicos usou o maior acelerador de partículas do mundo, o Large Hadron Collider (LHC), na Suíça, para esmagar partículas de chumbo a uma velocidade quase impercetível. Era uma tentativa de recriar a …

A formação de estrelas começa quando as nuvens de gás colidem

Quando uma nebulosa - nuvem de gás e poeira - entra em colapso, pode fragmentar-se. Os fragmentos colapsam individualmente e podem alcançar as densidades necessárias para eclodir uma estrela recém-nascida. No ciclo de vida estelar, as …

Cães nascem "prontos" para comunicar com os humanos

Um novo estudo indica que os cães com pouco contacto com pessoas conseguem entender gestos como o de apontar e têm tendência para prestar atenção ao rosto dos humanos. A pesquisa sugere que cães com apenas …

Mistério sobre restos mortais de criminosos de guerra do Japão finalmente resolvido

Um investigador japonês encontrou documentos oficiais dos Estados Unidos que detalham como os militares norte-americanos espalharam as cinzas do antigo primeiro-ministro Hideki Tojo e de outros seis criminosos de guerra no Pacífico. Segundo a agência japonesa …

Hospitais do Quénia têm administrado água em vez de vacinas contra a covid-19

Numa altura em que o país se encontra a tentar acelerar o processo de vacinação - de modo a imunizar os 54 milhões de habitantes o mais rápido possível - surgem rumores de que alguns …