“Idosos enclausurados”. Instituições pedem uma data para retomar visitas

A Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS) defendeu que é preciso “apontar uma data” para a retoma das visitas aos idosos em lares.

“Com testes feitos, doentes a serem tratados como devem ser tratados, com equipamentos de proteção individual, com distanciamento assegurado, penso que o dia de hoje era já um dia bom para isso, não é possível, mas é o Dia da Mãe, era uma forma concreta de o podermos celebrar”, afirmou à Lusa o presidente da CNIS, Lino Maia, reforçando que tal “não é possível”, porque “não está decidido”.

Segundo a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, ainda não é possível apontar uma data certa para o levantamento da suspensão das visitas em lares, instituições que estão de portas fechadas, a nível nacional, desde 16 de março, situação que se iniciou na região Norte, a 7 de março.

Primeiro é preciso eliminar riscos, reduzir ao mínimo o perigo de contágio, e é isso que estamos a fazer ao testar todos os funcionários de lares – o perigo vem de fora – e idosos sintomáticos a nível nacional, o que deverá estar concluído daqui a duas ou três semanas”, afirmou a ministra Ana Mendes Godinho, na sexta-feira, numa entrevista ao jornal Expresso.

“Soma-se a isso a formação dos trabalhadores em questões de segurança e o reforço dos recursos humanos. E, mesmo assim, só se avançará com datas quando a avaliação técnica da Direção-Geral da Saúde (DGS) o permitir”, acrescentou.

Para o padre Lino Maia, presidente da CNIS, deve-se, “pelo menos, apontar uma data” para o levantamento da suspensão das visitas aos idosos, lembrando que a proibição das visitas “foi a primeira medida adotada” no âmbito da pandemia da covid-19, em que “as instituições cumpriram religiosamente e compreendem perfeitamente essa medida”, mas “já lá vão dois meses”.

“Os idosos estão ali enclausurados”, ressalvou Lino Maia, reclamando que “não podem ser esquecidos, não podem ser abandonados”.

“Com testes feitos, com equipamentos de proteção individual assegurados, com os doentes covid-19 a ser tratados como devem ser tratados, com identificação de espaços para que só uma visita de cada vez possa ser feita, com distanciamento entre o utente e a visita, com moderação, com programação, penso que era oportuno pensar-se já em visitas”, reforçou o presidente da CNIS, em declarações à agência Lusa, acrescentando que os idosos também vão tendo notícias sobre a retoma da atividade económica e a reabertura de escolas e creches.

Assim, as instituições de solidariedade defendem que é “conveniente e necessário” avançar com uma data a partir da qual será possível retomar as visitas nos lares, de forma programada, acautelando que não se trata de “escancarar as portas”.

“A data não pode ser muito lá para adiante, não podemos pensar que 1 de outubro é o Dia Mundial dos Idosos, não pode ser para essa data, tem de ser para mais cedo, muito mais cedo”, declarou Lino Maia, esperando que a data para levantar a suspensão das visitas nos lares seja “em breve”, com todos os cuidados de segurança devido à covid-19.

Com 847 lares no país, a CNIS tem procurado assegurar, permanentemente, os contactos dos idosos com os seus familiares, tarefa que “não é fácil” e acaba por ser insuficiente: “O idoso precisa de ver um sorriso, precisa de partilhar uma lágrima, ainda que não seja e não pode ser em contacto físico, mas visivelmente é importante que isso aconteça”.

Sobre iniciativas de lares que estão a organizar visitas, assegurando a distância de segurança entre utentes e familiares, o representante das instituições de solidariedade considerou que “é louvável” a capacidade de ir descobrindo formas de manter idosos e famílias em contacto, mas não se pode “unilateralmente tomar qualquer decisão que antecipe uma decisão vinda de cima”.

“É importante que multipliquemos contactos, mas à distância, com os meios que estão facultados, mas a entrada no lar ainda não é autorizada, por isso temos de aguardar“, advertiu.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Não só os idosos enclausurados nos lares, mas também os idosos enclausurados nas suas residências e que não tenham sintomas de infecção, podendo circular na rua ou em espaços públicos, devidamente protegidos por máscara e luvas.

RESPONDER

Marcha do Orgulho de Budapeste será um protesto contra as leis anti-LGBTQI, diz organização

A marcha do Orgulho em Budapeste, que ocorrerá no sábado, será "uma celebração, mas também um protesto", disseram os organizadores, enquanto a comunidade LGBTQI húngara se prepara para desafiar a escalada da campanha anti-homossexual do …

PSD propõe máximo de 215 deputados e divisão de grandes círculos eleitorais

O PSD apresentou, esta sexta-feira, a sua proposta para a reforma do sistema eleitoral, que fixa um máximo de 215 deputados, menos 15 do que o total atualmente em vigor. A proposta do PSD para a …

Variante Lambda: o que saber sobre a nova mutação que preocupa as autoridades

Está a ter um foco mais circunscrito à América Latina, mas já houve dois casos desta mutação em Portugal. A OMS está atenta e de momento classifica a Lambda como uma variante de interesse. Foi inicialmente …

PSD força audição de Eduardo Cabrita sobre inquérito da IGAI

O PSD recorreu à figura da audição potestativa a que os partidos têm direito a usar regimentalmente para ouvir membros do Governo e entidades públicas.  O PSD requereu esta sexta-feira a audição parlamentar obrigatória do ministro …

Nuno Graciano "disponível" para acordo com Carlos Moedas

Nuno Graciano, candidato à Câmara Municipal de Lisboa pelo Chega, disse que há "condições" para conversar com Carlos Moedas, em caso de vitória do social-democrata. Em entrevista ao Diário de Notícias, Nuno Graciano, candidato do Chega …

Jogos Olímpicos: 4 modalidades estiveram em todas as edições

Curiosamente, em Tóquio também se vão estrear quatro modalidades (mais duas vertentes). Há desportos que só estiveram nos Jogos uma vez. Os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 já arrancaram oficialmente. Depois do início de algumas modalidades, na …

Rússia "desconectada com sucesso" da Internet mundial em nova ronda de testes

A Rússia se "desconectou com sucesso" da rede mundial de Internet durante novos testes da sua tecnologia 'RuNet', informou o site de notícias RBC. De acordo com o site, que cita fontes não identificadas no setor …

Depois das cheias, Alemanha tem outra luta em mãos: limpar montanhas de lixo

Foram as cheias mais devastadoras da Alemanha nos últimos 60 anos, mas os problemas não acabaram com as chuvas. O país terá agora de lidar com montanhas de lixo, frigoríficos estragados e carros destruídos, amontoados …

Síndrome de Guillain-Barré apontada como efeito "muito raro" na vacina da Janssen

Infarmed justifica a decisão com os resultados da investigação feita pela Agência Europeia do Medicamento, iniciada após os reguladores norte-americanos terem dado o alerta para o "risco acrescido de se desenvolver uma condição neurológica rara …

Presidenciais. Tweets de Sara Sampaio e Barroco de Melo motivam abertura de inquérito no MP

Sara Sampaio e Eduardo Barroco de Melo fizeram publicações no Twitter, durante o período de reflexão para as últimas presidenciais, que serão agora investigadas pelo Ministério Público (MP). O Ministério Público (MP) abriu um inquérito para …