Iniciativa Liberal quer remodelação e alargamento dos cuidados paliativos

António Cotrim / Lusa

João Cotrim de Figueiredo, Iniciativa Liberal

Num projeto de resolução a que a agência Lusa teve acesso, e que deu entrada no parlamento, o deputado único da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, defende uma aposta efetiva nos cuidados paliativos.

A Iniciativa Liberal propôs esta quinta-feira ao Governo que remodele o Plano Estratégico para o Desenvolvimento dos Cuidados Paliativos, garantindo assim os recursos necessários para uma cobertura a nível nacional. Num projeto de resolução a que a agência Lusa teve acesso, e que deu entrada no parlamento, o deputado único da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, defende, assim, uma aposta efetiva nos cuidados paliativos.

Os liberais pretendem que o Governo “remodele o Plano Estratégico para o Desenvolvimento dos Cuidados Paliativos”, defendendo que o novo plano assente, por um lado, “no rigor na estimação de recursos, tempos alocados e implementação”.

Por outro lado, a Iniciativa Liberal pretende que seja garantida uma “cobertura universal, a nível nacional, destes recursos, integrando as recomendações internacionais” e, ainda, “considerando a efetivação das quatro principais áreas profissionais, medicina, enfermagem, psicologia e serviço social, essenciais neste suporte”.

Na perspetiva de João Cotrim Figueiredo “os cuidados paliativos transcendem os cuidados médicos, compreendendo uma dupla dimensão emocional e espiritual, tanto do doente como dos seus familiares, que é essencial para salvaguardar o princípio da dignidade da pessoa humana”, sendo por isso a sua reestruturação e alargamento fundamentais.

“Em 2016, o Governo elaborou o primeiro Plano Estratégico para o Desenvolvimento dos Cuidados Paliativos, referente ao biénio 2017-2018. Apesar das melhorias verificadas, existem ainda medidas a tomar para atingir uma cobertura universal da população”, refere o mesmo projeto.

De acordo com os liberais, um outro relatório de Outono de 2019 do Observatório Português dos Cuidados Paliativos conclui que “Portugal ainda está longe da pretendida cobertura universal da população no âmbito dos Cuidados Paliativos”. “Estima-se que exista um défice de 384 camas e uma taxa de cobertura de apenas 50% a nível nacional, com enormes assimetrias a nível distrital/regional”, alerta ainda.

No projeto de lei apresentado pela Iniciativa Liberal relativo à eutanásia, que “regula a antecipação do fim de vida, de forma digna, plenamente consciente e medicamente assistida”, está previsto que seja garantido o acesso aos cuidados paliativos como alternativa às pessoas que cumpram os requisitos para poder iniciar um procedimento clínico de antecipação da morte.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pós-Brexit. Imigrantes do Reino Unido vão ter de falar inglês e ter qualificações

O Reino Unido apresentou detalhes sobre as novas regras para a imigração pós-Brexit, que vão dificultar o acesso dos cidadãos da União Europeia (UE) e impor requisitos, como falar inglês, qualificações e um salário mínimo …

Ações de Isabel dos Santos na Galp, NOS, Efacec e EuroBic escapam a ordem judicial

As ações de Isabel dos Santos em empresas como Galp, NOS, Efacec e EuroBic não estão abrangidas na ordem judicial relativa ao arresto das suas contas bancárias. O arresto das contas bancárias de Isabel dos Santos …

Covid-19. Presidente chinês diz que há “progresso visível”, mas número de mortos ultrapassa os 2.000

O Presidente da China defendeu esta quarta-feira que as medidas aplicadas pelas autoridades chinesas para travar a propagação do novo coronavírus, estão a alcançar um "progresso visível", num "momento crucial" da crise que paralisou o …

Tomás Correia foi pessoalmente ao Banco de Portugal buscar a nova condenação

Esta segunda-feira, Tomás Correia foi pessoalmente ao Banco de Portugal buscar a nova condenação de que foi alvo, por violação das regras de controlo e branqueamento de capitais. A notícia é avançada esta quarta-feira pelo Público, …

Alunos do ensino profissional vão poder entrar no ensino superior sem exames nacionais

Os estudantes que terminem um curso profissional ou artístico terão melhores condições de acesso ao ensino superior já no próximo ano. O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, anunciou esta quarta-feira que os …

Trump indulta ex-governador que tentou "vender" lugar de Obama no Senado

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, indultou na terça-feira o ex-governador de Illinois Rod Blagojevich, preso por corrupção após ser considerado culpado de tentar "vender" o lugar de Barack Obama no Senado, depois …

"Toca a reunir" no PS para aprovar eutanásia (e 6 médicos admitem que já a praticaram)

O PS está a mobilizar os seus deputados no sentido de garantir que, desta feita, a eutanásia passará no Parlamento. Tudo indica que venha a ser aprovada numa altura em que os médicos estão divididos …

CP está a escapar à multas por falhas nos serviços

A CP - Comboios de Portugal está a escapar às multas por falhas nos serviços, como atrasos e supressões de comboios, porque ainda não entrou em vigor o contrato de serviço público assinado com o …

Alegadas agressões a Taarabt valem processos a Marega e Pepe

A Comissão de Disciplina da FPF abriu processos disciplinares a Moussa Marega e Pepe devido a alegadas agressões sobre Taarabt, no jogo com o Benfica. Os jogadores do FC Porto Moussa Marega e Pepe vão ser …

Costa arrasa proposta "forreta" de orçamento europeu

A proposta de quadro financeiro plurianual para 2021-2027 do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, vai morrer na praia. António Costa diz que os líderes europeus não devem ceder à pressão dos quatro países “forretas”. "Esta …