Iniciativa Liberal já tem candidato para fazer frente a Marcelo Rebelo de Sousa

Tiago Mayan Gonçalves / Facebook

Tiago Mayan Gonçalves, candidato à Presidência da República apoiado pelo Iniciativa Liberal

O advogado Tiago Mayan Gonçalves, de 43 anos, anunciou, este sábado, que é candidato à Presidência da República, numa corrida a Belém que conta com o apoio do Iniciativa Liberal (IL), partido do qual é membro fundador.

“Olá, sou o Tiago Mayan Gonçalves e sou candidato à Presidência da República. Sou o primeiro candidato genuinamente liberal à Presidência”, começa por dizer o advogado no vídeo partilhado, este sábado, nas redes sociais.

“Sou candidato para que um grande espaço político tenha em quem votar, um espaço político que congrega liberais, mas também pessoas que não se reveem num Presidente que abdicou de o ser, ou em populistas de esquerda ou de direita”, continua.

“Décadas de governação socialista levaram-nos a estar cada vez mais dependentes do Estado e cada vez menos livres para fazermos as nossas escolhas. Sou candidato contra essa dependência, contra esse marasmo, contra essas teias de interesses e de clientelismo, contra o populismo, contra o controlo pelo Governo do aparelho do Estado, da economia e dos media”, enumera.

O membro fundador da Iniciativa Liberal – que atualmente preside ao Conselho de Jurisdição – manifesta “muito orgulho em ter o apoio do partido que trouxe uma forma diferente de pensar e de fazer política a Portugal”.

“Sou um cidadão como vocês, farto da bolha em que o sistema político vive, alheado da vida dos portugueses. Sou descomprometido. Não estou envolvido em teias de interesses, de cumplicidades e de conveniências, dos séquitos e das elites do Terreiro do Paço”, garante.

“Se eu for Presidente, não vos direi que ninguém vos vai mentir. Vou dizer-vos a verdade”, afirma ainda, garantindo que o seu objetivo é recentrar “a ação política no soberano que é o cidadão” e criar “um país mais justo, mais próspero, mais livre”.

À agência Lusa, fonte oficial do Iniciativa Liberal refere que “foi com grande entusiasmo que recebeu a disponibilidade e motivação de Tiago Mayan Gonçalves para assumir uma candidatura à Presidência da República”, considerando o partido que fica, assim, garantido que “na eleição para a mais alta função da nação os portugueses terão um candidato verdadeiramente liberal no qual votar”.

Depois deste anúncio, segue-se a recolha de assinaturas necessárias para poder formalizar a candidatura à corrida eleitoral para o Palácio de Belém, sendo para isso necessário um mínimo de 7500 proponentes.

De acordo com a nota biográfica disponibilizada, o advogado tem um “longo percurso de serviço associativo e voluntário, do qual se destaca o trabalho na ELSA (The European Law Students Association) e na Refood.

Tiago Mayan Gonçalves esteve envolvido nas campanhas e movimento “Porto, o Nosso Partido”, que elegeram Rui Moreira para a Câmara do Porto, sendo membro suplente da Assembleia da União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde por este movimento.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Olha, olha… não foi este partido que ainda há dias votou contra a fim das comissões no MBWay??
    Pois… são contra taxas, mas só as do Estado… com as taxas da mafia bancária está tudo bem!!
    Quando ele diz um que quer um “país mais livre”, deve quer um país onde a banca (etc) terá ainda mais liberdade para roubar o povo!…

  2. Nenhum partido votou contra no diploma das comissões do MBWay, só houve votos a favor e de abstenção do PCP, CDS-PP, Verdes, Iniciativa Liberal, Chega e da Joacine Katar Moreira.

RESPONDER

"Contra tudo e contra todos". Moedas fez história em Lisboa

O cabeça de lista da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, afirmou hoje ter vencido “contra tudo e contra todos”, porque “a democracia não tem dono”, agradeceu o “voto de confiança” e comprometeu-se …

Ventura admite que “vitória não foi total” ao falhar objetivo de ficar em terceiro

O líder do Chega admitiu hoje que a “vitória não foi total” nas autárquicas de domingo, ao falhar o objetivo de ser a terceira força política, mas defendeu que se “fez história” em Portugal, recusando …

Liveblog Autárquicas. Carlos Moedas ganha Lisboa

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Contra a "vigarice" das sondagens, "o PSD teve um excelente resultado"

O PSD conseguiu todos os objectivos a que se propôs nestas eleições autárquicas, segundo Rui Rio. O presidente do PSD considera que o partido teve "um excelente resultado" contra a "vigarice" das sondagens e "contra …

Medina assume derrota em Lisboa. "É uma indiscutível vitória de Carlos Moedas"

Fernando Medina acaba de assumir a derrota nas eleições autárquicas, felicitando Carlos Moedas pela vitória na Câmara de Lisboa. "É uma indiscutível vitória pessoal e política de Carlos Moedas", sublinha Medina. "Foi um privilégio servir esta …

Costa: "PS continua a ser o maior partido autárquico nacional"

António Costa canta vitória nas eleições autárquicas, apesar de ainda não se conhecerem os resultados finais de Lisboa, Sintra e Loures. Para o secretário-geral socialista, não há dúvida de que o "PS continua a ser …

O "primeiro amarelo" para Costa e o "CDS superou todos os objectivos"

"O CDS superou todos os objectivos a que se propôs nestas autárquicas". É assim que Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, canta vitória, considerando que António Costa "viu o seu primeiro cartão amarelo". Na reacção …

Pegadas provam que as Américas foram povoadas milhares de anos antes do que pensávamos

Investigadores descobriram evidências da presença de humanos nas Américas: pegadas com, pelo menos, cerca de 23.000 anos. A nossa espécie começou a migrar para fora de África há cerca de 100.000 anos. Além da Antártida, as …

Jerónimo assume que CDU ficou "aquém", mas não é "determinante para a política nacional"

Jerónimo de Sousa reconhece que os resultados da CDU, nas eleições autárquicas, ficaram "aquém" dos objectivos, mas alerta que não são "determinantes para a política nacional" e rejeita a hipótese de deixar a liderança do …

Geringonça à direita... ou à esquerda? Com Moedas e Medina taco a taco, IL e Bloco entram em jogo

Freguesia a freguesia, eis como Fernando Medina e Carlos Moedas estão a disputar a eleição para a Câmara de Lisboa. As sondagens dão um empate técnico e a Iniciativa Liberal já manifestou que está disponível …