“Pior do que a festa do Sporting”. Ingleses ao monte pelo Porto com muita cerveja e sem máscaras

José Coelho / EPA

Adeptos ingleses na Ribeira do Porto.

Adeptos ingleses na Ribeira do Porto.

Os adeptos de Manchester City e Chelsea, que neste sábado disputam a final da Liga dos Campeões no Estádio do Dragão, invadiram o Porto. E é uma mistura explosiva – sol, cerveja e futebol – em tempos de pandemia de covid-19. Rui Rio avisa que “ainda vai ser pior do que “a festa do Sporting” em Lisboa.

A Ribeira do Porto tem sido o local preferido dos adeptos ingleses para se juntarem na antecipação da final da Liga dos Campeões deste sábado, que se disputa pelas 20 horas entre Manchester City e Chelsea.

Nas imagens partilhadas nas redes sociais, é possível ver os adeptos ao monte, sem usarem máscaras, com copos de cerveja na mão, entoando os habituais cânticos do futebol.



Alguns adeptos já se envolveram em cenas de pancadaria que obrigaram a polícia a intervir, para evitar consequências mais graves.

Mas ainda há muitos adeptos a chegarem, com 80 voos oriundos de Inglaterra a aterrarem neste sábado.

O presidente do PSD, Rui Rio, já criticou que se permita a presença de adeptos no jogo da Liga dos Campeões no Porto quando, ao longo do campeonato português, não houve adeptos nas bancadas por causa da covid-19.

“Não consigo entender muito bem como é que nós fazemos um campeonato de futebol inteiro em que os espectadores não podem estar nos campos. E até direi bem. E agora vamos importar um jogo onde os estrangeiros podem estar e a andar por aqui a armar desacatos”, salienta Rui Rio.

“E depois dizer que não vai ser como foi a festa do Sporting, em Lisboa e, aparentemente, ainda vai ser pior ou está quase a poder ser pior“, critica ainda o líder do PSD referindo-se às celebrações do título dos leões ao cabo de 20 anos de jejum.

“Não podemos levantar a guarda agora que as coisas estão a correr um bocado melhor”, aponta ainda Rio, frisando que “é altura de ter o máximo de atenção”.

Alheios a isso, os adeptos ingleses continuam a celebrar na Ribeira, aproveitando o tempo quente e a expectativa de ver o seu clube a erguer o caneco na final de logo.

Quem está a caminho do Porto para assistir à final é o músico Liam Gallagher, vocalista da antiga banda Oasis e um dos mais conhecidos adeptos do Manchester City.

Gallagher tinha pedido ao FC Porto nas redes sociais se não lhe arranjava um bilhete para a final. E tudo indica que o músico terá conseguido o que pretendia.

“Porto, põe a chaleira ao lume”, escreveu agora nas redes sociais, indicando que vai estar nas bancadas quando soar o apito do Manchester City-Chelsea.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

23 COMENTÁRIOS

  1. Mas depois de retirar os prejuízos causados em desacatos, covid, etc, o que fica em gasto turístico paga tudo.
    Dormidas, viagens, almoços e jantares, cinemas… e tudo o mais que não me lembro.

  2. Os senhores anglo-saxónicos do mundo, que nos atormentam desde o século XVIII, não passam de uns selvagens incapazes de aprender a respeitar o resto do mundo. Agora que na Europa nos livrámos da Inglaterra só precisamos de nos livrar também dos americanos para que tenhamos uma hipótese de viver em paz…

  3. O problema não é o Covid. O problema é o Costa que tem arruinado o país.
    Mais falido do que já alguma vez esteve, o país anda a reboque do que quer que seja para trazer uns euritos cá para dentro nem que seja com o sacrifício da saúde dos portugueses.

    • Há que aproveitar todas as deixas para atacar o Costa por pira masturbação ideológica:

      Há fogo? Foi o Costa que o deitou.
      Há tremores de terra? A culpa é do Costa porque durante a PAF não houve nenhum!
      Há cheias? A culpa é do Costa porque durante a PAF houve só secas (a começar pela própria PAF).
      Há Covid? A culpa é claramente do Costa pois durante a PAF o covid não apareceu.

      E assim vai o encéfalo dos acéfalos.

      • A menos que se trate de religião, não é possivel mandar-se em tudo sem se ser responsabilizado por nada! O Costa manda em tudo! Até na comunicação social.

      • Não perceber que esta situação da final da liga dos campeões em Portugal foi toda mal gerida é que é verdadeiramente um reflexo da sua falta de cérebro. Vinham em bolha e vinham e iam no próprio dia. Viu-se…
        Acha mesmo que se fosse uma final em Inglaterra com duas equipas portuguesas em plena pandemia, os ingleses alguma vez iriam permitir isto?

  4. O Rio só fala agora. Quando se soube que este disparate ia acontecer ele nada disse. De qualquer forma… Pior? Não! Vai ser tão mau como em Alvalade. Em Alvalade andaram todos juntos, sem máscaras e abeber cerveja, assim como no Porto só que a nacionalidade agora é britânica. O que era preciso era “explicar” aos britânicos que os acolhemos mas não é para desrrespeitar as leis de Portugal!

    • Neste período, em que o risco de transmissibilidade aumenta, com todas as portas escancaradas, en prol de “salvar o Verão, a Economia”, talvez preservar a Saúde e “salvar” a Vida da População Portuguesa, seja menos Importante. Medidas preventivas, as suas reais aplicações, estão a vista de todos. Mas enfim …….a Futebolite aguda, vai-se talvez tornar numa nova Variante Covid !….vamos ver, vamos ver !….O Inverno será de certeza “Rude” !

  5. Os bifes vão estar juntos. Fizeram todos testes antes de embarcar e tiveram que os apresentar a entrada.
    Os festeiros de Alvalade estiveram com toda a gente. Não me consta que tenham feito qualquer teste de entrada no Marquês.
    Logo…
    mais uma prova de que o rio me faz apoda-lo de “O gajo que odeia o Porto”

  6. …desde que a malta do norte se mantenha à distância vai ser mais um episódio de auto selecção da espécie, no worries.

  7. Não há problema porque é na cidade do Porto.
    Em Lisboa é que é mau porque pode espalhar o Covid e entupir os hospitais.
    Com os ares do Norte o Covid não quer nada.

  8. O reino Unido é um dos países do mundo onde mais população foi vacinada estando bem à frente de Portugal nesse aspecto… Não faz por isso sentido qualquer tipo de medo em relação ou nervosismo por causa do covid .. Por outro lado vandalismos ou falta de civismo esse sim é uma preocupação e não pode ser tolerável… É bom ver as cidades e as esplanadas com pessoas é sinal de produtividade emprego e dinheiro ao final do dia!…. Em relação ao facto de nós portugueses não podermos fazer aquilo que os ingleses fazem prende se com o facto de ainda não termos atingido 70%de vacinação e tbm por termos um governo com ares de ditador….

    • Antes de mais, a vacinação não é assim tão protetora quanto isso (ainda se pode apanhar o vírus e infetar outros mesmo vacinado). E não há assim tantos britânicos vacinados quanto isso. Isso de ditador… Ha, ha, ha!!! Você acha que se o governo tivesse “ares de ditador” estaríamos nesta situação? Acorde! Este governo tem sido muito fraco na contenção da pandemia porque não tem tom…tes para ser bem mais rígido! E ponha uma coisa na cabeça: Enquanto a saúde da população estiver em risco, muitas liberdades têm de ser suspensas. Isso não é ditadura! E digo-lhe mais! Quem fala muito na ditadura, geralmente fa-lo porque tem saudades dela… Espero que não seja uma “dessas” pessoas…

  9. Querem comparar o incomparável. No Sporting eram portugueses que depois foram para as suas casa em Portugal. Estes são ingleses, vacinados, testados e a BOLHA deles era aquela e já estão a caminho de casa e que se saiba não entraram em casa dos portugueses. Eram mais de 20 mil, querem comparar os desacatos destes com os do continente quando vão aos Açores ou Madeira, já para não falar nas áreas de serviço das auto estradas e por isso deixaram de lá parar (e eram uns autocarros). Façam inquérito aos comerciantes na baixa do Porto.

  10. “pior do que a festa do Sporting”??
    Estais a brincar, não? Foi muito melhor!! Adeptos Ingleses, sim, são adeptos a sério!

  11. Que exagero, não acho que tivesse corrido assim tão mal, mas salta á vista a unanimidade da crítica na Comunicação Social, tal e qual como nos Partidos ditos de Oposição, revelando esta unanimidade que na comunicação social não há opiniões, á um diretório que emite a notícia oficial, fazendo uma pequena análise se conclui que há Anos que o Jornalismo, os Jornalistas, os seus Sindicatos tem tido uma vida calma na Comunicação Social, não há Greves, não há contestações, nem exigências, exigências de liberdade na ação do trabalho de jornalismo, uma sensação muito estranha, de Mordaça, até na RTP que era muito fácil e frequente as contestações e Greves, até porque ai é fácil, é o contribuinte a pagar, ninguém pode ser despedido, é mesmo ai, o conforto, a Harmonia é preocupante, alguém terá uma explicação para esta unanimidade de reações na comunicação social?

RESPONDER

Misturar doses da AstraZeneca e da Pfizer aumenta até seis vezes as defesas contra covid-19

Um novo estudo realizado na Coreia do Sul concluiu que o número de anticorpos contra a covid-19 aumentou seis vezes em quem misturou as doses da AstraZeneca e da Pfizer em relação a quem tomou …

Bruxelas abre infração contra Portugal por não transpor regras da UE para comércio desleal

A Comissão Europeia abriu, esta terça-feira, um procedimento de infração contra Portugal e outros 11 Estados-membros por não terem transposto regras da União Europeia (UE) que proíbem práticas comerciais desleais entre empresas na cadeia de …

Federação Portuguesa de Futebol confirma: Supertaça vai ter público nas bancadas

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) confirmou, esta terça-feira, que a final da Supertaça, agendada para este sábado, vai poder ter 33% da lotação do Estádio Municipal de Aveiro. Depois de a ministra da Saúde, Marta …

Relatório final da comissão de inquérito sobre o Novo Banco aprovado com voto contra do PS

O relatório final da comissão de inquérito ao Novo Banco foi aprovado pelos deputados, esta terça-feira, apenas com o voto contra do PS e a abstenção do CDS-PP. O relatório final da Comissão Eventual de Inquérito …

Califórnia e cidade de Nova Iorque exigem vacinas — ou testes semanais — aos funcionários públicos

O estado da Califórnia e a cidade de Nova Iorque querem incentivar os funcionários públicos a vacinarem-se numa altura em que os Estados Unidos sofrem um aumento de casos devido à variante Delta. Todos os funcionários …

Hong Kong. Veredicto de culpado no primeiro julgamento sob a lei de segurança nacional

A primeira pessoa acusada e julgada de acordo com a lei de segurança nacional de Hong Kong foi esta terça-feira considerada culpada de terrorismo e incitação à secessão, numa decisão histórica que estabelece um precedente …

Medina queixa-se dos juízes: "Há coisas que não dá para entender"

Dia de emoções diferentes para o Brasil, no surf. O primeiro campeão olímpico na modalidade é brasileiro mas Gabriel Medina nem chegou à final; e não gostou da pontuação na meia-final. Aí está a primeira medalha …

Estado demora dois anos a pagar aos fornecedores

Atrasos nos pagamentos têm vindo a diminuir, com muitos organismos a conseguir cumprir os 60 dias previstos pela lei. À semelhança do que acontece com os prazos, também os valores em dívida apresentam uma tendência …

Ministra da Saúde abre a porta à presença de público na Supertaça

A Supertaça, entre Sporting e Sporting de Braga e agendada para sábado, pode vir a ter adeptos nas bancadas, admitiu a ministra da Saúde, esta terça-feira, descrevendo o jogo como um possível "evento-teste". "Em relação ao …

Escolas avançam para a "desmaterialização dos manuais"

"As escolas estão já a avançar para a desmaterialização dos manuais e materiais clássicos da aprendizagem", indicou esta segunda-feira o vice-presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), David Sousa, a …