Índia subestimou mortes por covid-19 em centenas de milhares, afirmam especialistas

A Índia registou oficialmente mais de 390.000 mortes por covid-19, mas famílias, especialistas e estatísticos dizem que esse número é muito inferior ao real.

Segundo uma reportagem do Wall Street Journal, publicada no domingo, a contagem deficitária no país criou uma lacuna na compreensão do impacto da Delta a nível global, variante que os especialistas acreditam ter impulsionado um dos piores surtos de covid-19, entre abril e maio. A Índia foi a primeira a detetar a variante, que se espalhou pelo mundo.

A contagem precisa de infeções e mortes é “muito importante para entender o quão grande é a ameaça de novas variantes”, disse Christopher Murray, diretor do Instituto de Avaliação e Métricas de Saúde da Universidade de Washington, nos Estados Unidos (EUA), sugerindo que o número real de óbitos por covid-19 no país excede os 1,1 milhões.



Murray acredita que, devido a testes insuficientes, a Índia detetou apenas cerca de 3% a 5% das infeções. Já o matemático Murad Banaji, da Universidade Middlesex, em Londres, estima que o número real de mortes pode ser cinco vezes maior que o número oficial.

Em maio, a Organização Mundial da Saúde (OMS) referiu que o número global de mortes por covid-19 podia ser duas ou três vezes superior ao oficial. O problema é particularmente grave em países em desenvolvimento, onde o acesso aos cuidados de saúde e aos testes são mais limitados.

Os especialistas indicaram que a subcontagem na Índia deve-se, em parte, à recusa dos hospitais em receberem pacientes em abril e maio, à medida que o rápido aumento de casos sobrecarregava o sistema de saúde, levando a que muitas pessoas morressem em casa sem fazer o teste à covid-19.

Outro dos motivos prende-se com o facto de haver uma vasta população rural, com pouco acesso a cuidados de saúde ou testes.

De acordo com Banaji, o governo central costuma elogiar os estados com baixas contagens de mortes e classificar aqueles com contagens mais altas como incompetentes. “Essa narrativa de sucesso e fracasso centrada em números de fatalidade é muito perigosa”, comentou o matemático.

O ministério da saúde indiano informou que o governo tem enfatizado regularmente a necessidade de sistemas robustos para monitorizar e relatar casos e mortes em todos os distritos. Alguns estados e cidades revisaram o seu número de mortos após críticas de políticos e juízes, mas os especialistas garantiram que os ajustes são insuficientes.

Uma investigação recente no estado de Bihar revelou quase 4.000 mortes a mais por covid-19 do que as contabilizadas, aumentando em 72% o número de vítimas.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Sondas espaciais com "cunho" português vão passar perto de Vénus

As sondas espaciais europeias Solar Orbiter e BepiColombo, ambas com tecnologia e ciência portuguesas, vão passar perto de Vénus a 9 e 10 de agosto, respetivamente, anunciou esta segunda-feira a Agência Espacial Europeia (ESA). A passagem …

Elvis Presley terá morrido de doenças genéticas (e não por overdose de medicamentos)

Segundo um novo livro de Sally Hoedel, a morte de Elvis Presley estará, afinal, relacionada com o tratamento para doenças congénitas das quais sofria. O cantor norte-americano, que morreu há quase 44 anos, estava fortemente medicado …

A cidade mais populosa de África está a viver em contra-relógio

Os habitantes da Nigéria, o país mais populoso de África, já estão habituados a contornar as inundações anuais que invadem o país. No entanto, este ano a situação saiu fora do controlo, com o principal …

"Pensávamos que a Casa Branca mandava". Biden sob fogo devido ao fim da proibição dos despejos

A inacção de Joe Biden perante o fim das moratórias que proíbem os despejos durante a pandemia está a ser criticada até dentro do próprio Partido Democrata. A moratória federal aos despejos acabou este sábado, para …

Na ausência de Biles, Sunisa Lee coroou-se rainha da ginástica. É a primeira hmong a ganhar ouro

Sunisa Lee chegou a Tóquio com a missão de ajudar os Estados Unidos a garantir o ouro e de garantir a presença em finais individuais de aparelhos. Com o abandono de Biles, tornou-se a estrela …

Presidente afegão culpa retirada “abrupta” dos EUA pelo rápido avanço dos talibãs

O chefe de Estado afegão prometeu vencer o conflito com as milícias talibãs e os Estados Unidos dizem-se prontos a receber mais milhares de refugiados. O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, prometeu esta segunda-feira vencer o …

42% das pessoas em enfermaria no Hospital de são João têm vacinação completa

No Centro Hospitalar de São João (CHSJ), 42% das pessoas internadas em enfermaria e 15% das internadas em unidades de cuidados intensivos tinham a vacinação completa. Segundo os últimos dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), apenas …

António Oliveira e uma arbitragem "conveniente"

Athletico Paranaense perdeu novamente no Brasileirão e a equipa de arbitragem ajudou os vencedores, queixou-se o treinador português. O Athletico Paranaense, líder do Brasileirão nas primeiras jornadas, está numa fase negativa: apenas uma vitória nas últimas …

André Ventura - Chega

Autárquicas. Chega concorre sozinho a 220 municípios para avaliar o seu "impacto"

André Ventura anunciou esta segunda-feira que o Chega irá concorrer nas eleições autárquicas a “cerca de 220 municípios” do país, sublinhando que o partido vai a votos sozinho para avaliar o seu “impacto”, mas sem …

Ex-guarda nazi julgado aos 100 anos por cumplicidade em assassinatos

Um homem de 100 anos que supostamente serviu como guarda num campo de concentração nazi será julgado em outubro por cumplicidade no assassinato de mais de 3.500 pessoas durante a Segunda Guerra Mundial, informou a …