Índia ultrapassa quatro mil mortos num só dia. Cuba vai imunizar população com vacinas nacionais

Darren Staples / AFP

A Índia registou mais de quatro mil mortes associadas à covid-19 num só dia e o Brasil contabilizou 2.165 óbitos nas últimas 24 horas. Em contraste, Cuba vai começar a vacinar a população contra a covid-19 com vacinas desenvolvidas na ilha. Alemanha baixa infeções e regista 238 mortes num dia.

A Índia registou pela primeira vez mais de quatro mil mortos diários devido à covid-19, elevando para 238.270 o número de óbitos desde o início da pandemia, anunciou o Governo, este sábado.

Nas últimas 24 horas, o país registou 4.197 mortes e 401.078 casos da doença, elevando o número total para quase 21,9 milhões.

Com 4.197 mortos registados nas últimas 24 horas, a Índia mantém-se como o terceiro país como mais mortes no mundo, atrás dos Estados Unidos e do Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde indiano e a contagem independente da Universidade norte-americana Johns Hopkins.

No mesmo período, o país contabilizou 401.078 casos, o que eleva o número total de infeções para 21.892.676 desde o início da pandemia.

A Índia, com 1,3 mil milhões de habitantes, atravessa uma segunda onda da doença, que sobrecarregou o sistema de saúde, com escassez de oxigénio e de camas.

Alguns peritos consideraram que os números reais de óbitos e de casos podem ser muito mais elevados.

Mais de 40 países começaram a enviar ajuda para a Índia para ajudar a combater a pandemia, incluindo ventiladores e equipamento médico, bem como geradores de oxigénio, cilindros, concentradores e reguladores.

Brasil aproxima-se dos 420 mil mortos

O Brasil aproximou-se na sexta-feira de um total de 420 mil mortos (419.114) devido à covid-19, após ter contabilizado 2.165 óbitos nas últimas 24 horas, informou o Ministério da Saúde.

Em relação aos casos positivos, a nação sul-americana, com 212 milhões de habitantes, somou 78.886 novas infeções entre quinta e sexta-feira, totalizando 15.082.449 diagnósticos de covid-19 desde o início da pandemia.

O Brasil é um dos países mais afetados pela pandemia, ocupando a segunda posição mundial na lista de nações com mais mortes e a terceira com mais casos.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela tutela da Saúde, a taxa de incidência da doença no país aumentou hoje para 199 mortes e 7.177 casos por 100 mil habitantes. Já a taxa de letalidade da covid-19 mantém-se em 2,8%.

Geograficamente, São Paulo continua a ser o foco da pandemia no país, concentrando 2.984.182 casos do novo coronavírus e 99.989 vítimas mortais desde que a doença chegou ao Estado, o mais rico e populoso do Brasil.

Apesar de a vacina Coronavac, do laboratório chinês Sinovac, estar em falta em, pelo menos, 32 cidades do Estado de São Paulo, o governador, João Doria, conseguiu ser imunizado na sexta-feira com a primeira dose desse antídoto, que é produzido localmente pelo Instituto Butantan.

Doria, adversário político do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, foi vacinado pela primeira pessoa imunizada contra a covid-19 no Brasil, a enfermeira Mônica Calazans, e disse estar honrado.

“Todas as vacinas são boas, mas a minha foi Coronavac. Olha como é o mundo. No início de janeiro a CoronaVac era a ‘vacina da China’, a ‘vachina’, a ‘vacina do jacaré’, ‘que ia deixar você com sequelas, paralítico’, a ‘vacina do Doria’. Hoje, ela é a mais querida do Brasil, que todos querem tomar. Confiança é a credibilidade do Butantan, que já salvou 43 milhões no Brasil. 43 milhões que tomaram a CoronaVac“, disse Doria, mencionando algumas críticas feitas por Bolsonaro ao imunizante chinês.

“Briguei durante meses com o Governo Federal que não queria comprar essa vacina. O Presidente da República disse que não ia comprar e ponto. Em alto e bom som. Hoje é a vacina que mais salva vidas. Se não fosse o negacionismo e um esforço contra a vacina, Paulo Gustavo [ator brasileiro] e outros brasileiros poderiam ter sido salvos antes”, acrescentou Doria, de 63 anos, em declarações à imprensa.

A gestão de João Doria foi responsável por articular a parceria entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac para a produção da Coronavac, atualmente o imunizante mais usado no Brasil, na campanha nacional de imunização.

Cuba inicia vacinação com vacinas próprias

Por outro lado, Cuba vai começar, na próxima semana, a vacinar a população contra a covid-19 com vacinas desenvolvidas na ilha, que ainda estão em fase experimental, anunciaram as autoridades na sexta-feira.

A campanha de vacinação vai começar em Havana e nas províncias de Santiago de Cuba (sul) e Matanzas (centro), onde serão usadas duas das cinco vacinas atualmente em desenvolvimento.

As vacinas Abdala e Soberana 2 são as mais avançadas e serão administradas em três doses.

“Acreditamos que teremos sucesso em ter vacinado 22% da população em junho, 33% em julho e 70% em agosto”, disse o ministro da Saúde, José Angel Portal, citado pela agência de notícias France-Presse (AFP).

Segundo o ministro, as primeiras vacinas servirão como ensaio em larga escala e, se tudo correr como esperado, permitirá que em junho essas vacinas sejam aprovadas.

O plano foi corroborado por Olga Lidia Jacobo, diretora do Cecmed, administração responsável pela homologação de medicamentos: “Nas próximas semanas, talvez já em junho se os resultados forem favoráveis ​​e corresponderem ao que se espera, poderemos dar a autorização de emergência, e então poderemos iniciar uma vacinação em massa”.

A vacina Abdala concluiu a sua terceira e última fase de testes clínicos, cujos resultados estão a ser alvo de analise, enquanto a Soberana 2 deverá concluir sua fase final de testes em meados de maio.

Cuba tem cerca de 11,2 milhões de habitantes e registou recentemente um aumento de casos de infeção, mas continua pouco afetada em comparação com outros países latino-americanos.

Até ao momento, as autoridades registaram 114 mil casos de infeção e 713 mortos vítimas de covid-19.

Alemanha baixa infeções e regista 238 mortes num dia

A Alemanha registou na sexta-feira 15.685 novas infeções por covid-19 e 238 mortes, segundo dados do Instituto Robert Koch (RKI), numa altura em que a incidência do vírus no país continua a baixar.

O número de contágios é inferior aos divulgados há uma semana, quando as autoridades de saúde anunciaram 18.935 novas infeções. Já o número de vítimas mortais aumentou de 232 no último sábado para as 238 de sexta-feira, de acordo com os últimos dados conhecidos.

Os números divulgados pelo RKI indicam que na sexta-feira estavam internados em unidades de cuidados intensivos 4.669 pacientes com o novo coronavírus e 2.818 estão com suporte de vida, segundo os registos da Associação Interdisciplinar Alemã de Cuidados Intensivos e Medicina de Emergência (DIVI).

Num dia, as unidades de cuidados intensivos na Alemanha receberam 429 novos doentes com covid-19 e 110 desses pacientes morreram.

A viver a terceira vaga da pandemia, a Alemanha atingiu o máximo de infeções em 18 de dezembro de 2020, com 33.777 casos num só dia, e o pico de mortes foi registado em 14 de janeiro, data em que 1.244 pessoas perderam a vida vítimas de complicações associadas ao novo coronavírus.

A incidência do vírus atingiu o seu máximo em 22 de dezembro, com 197,6 novas infeções por cem mil habitantes. Há uma semana esse número era de 148,6 e esta sexta-feira a incidência caiu para os 125,7.

O fator de reprodução semanal é de 0,91, o que significa que cada 100 pessoas infetadas contagiam uma média de 91 outras.

Desde o início da pandemia, a Alemanha soma 3.507.673 casos positivos de covid-19 e 84.648 mortes.

Cerca de 3.147.100 pessoas terão recuperado do novo coronavírus, enquanto o número de casos ativos se situa atualmente em 275.900.

Até quinta-feira, 7.360.108 pessoas na Alemanha, o equivalente a 8,8% da população, tinham recebido duas doses da vacina e 26.220.901 (31,5%) receberam pelo menos uma dose.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.258.595 mortos no mundo, resultantes de mais de 155,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. No Brasil excepcionalmente na cidade de São Paulo, o número de mortos pelo covid 19 é questionado como também em outros tantos estados. Muitos hospitais colocaram a causa da morte por covid 19, pessoas que eram internadas por outras doenças, entravam no hospital por um outro problema e quando falecia a causa da morte era por covid19. Isso tudo são questões políticas . No inicio que o governador veio com essa vacina da Índia, a Anvisa não queria aprovar pois faltavam alguns itens exigidos, portando esse governador João Dória, dizia que ele era o pai da criança com a vacina coronavac e que iria começar a distribuir as vacinas mesmo sem o consentimento da Anvisa publicando e comunicando para o cidadão através de coletivas de imprensa até a data que iria iniciar a vacina. Infelizmente vivemos numa política suja da esquerda, sem ética, sem escrúpulo e sem moral. Enquanto o nosso Presidente quer agir conforme a Lei manda e a Constituição Federal, o partido de esquerda atropela totalmente em tempo integral os trabalhos do Presidente. A briga é acirrada. E para maiores informações há controversas em praticamente tudo a respeito do que esse governador de São Paulo publica, a maioria dos cidadãos quer esse governado fora saindo às ruas por várias vezes pedindo o impeactman desse senhor que para contrariar o Presidente pune o povo com aumento de impostos, colocando todo mundo confinado dentro das suas casas, fechando comércios, dando ordens que não está ao alcance dele. Hoje o governador de São Paulo não pode sair as ruas sozinho porque o povo quer lincha-lo.

RESPONDER

Portugal recebeu no domingo grupo de 80 afegãos

Portugal recebeu no domingo 80 afegãos, na maioria atletas da equipa de futebol feminino e seus agregados familiares, elevando para 178 o total de cidadãos acolhidos após a emergência humanitária no Afeganistão, anunciou esta segunda-feira …

Inspeção obrigatória das motas começa em janeiro de 2022

Quase dez anos depois de a medida ter sido aprovada pelo Governo, a inspeção obrigatória de motas com mais de 125 cc vai arrancar em janeiro de 2022. Jorge Delgado, secretário de Estado das Infraestruturas, referiu …

André Ventura - Chega

Ventura diz que PSD está "igual" ao PS - e desafia Rio a justificar atraso no interior

O líder do Chega, André Ventura, manifestou-se hoje preocupado com o panorama político à direita, observando que o PSD está “igual” ao PS e acusando ambos os partidos de terem abandonado o interior do país. “Estou …

Sem Cristiano, o que se passa com a Juventus?

Nenhum triunfo em quatro jornadas do campeonato. Não acontecia há 60 anos. E o problema maior não estará no ataque, apesar da saída de Cristiano Ronaldo. Estreia na temporada: 2-2 no terreno da Udinese. Receber o …

Pacto AUKUS. Nova aliança dos EUA na Ásia-Pacífico pode levar a "corrida às armas nucleares"

A nova aliança dos Estados Unidos (EUA) na região da Ásia-Pacífico e a recente compra de submarinos norte-americanos por parte da Austrália pode desencadear uma "corrida às armas nucleares" na região, avisou esta segunda-feira a …

Costa foi omnipresente, agradeceu a regueifa e recarregou a "bazuca" como arma política

António Costa correu oito concelhos do Norte, em missão de campanha eleitoral. A "bazuca" europeia é usada como arma política, assim como a gestão da pandemia. A pandemia era um ponto de inflexão para as eleições …

"Queremos justiça", exigem famílias de vítimas do ataque em Cabul. CIA alertou para a presença de civis

A família das 10 vítimas mortais do ataque com drone dos EUA a um veículo em Cabul exigem que os operadores sejam julgados em tribunal. A CIA terá alertado para a presença de civis segundos …

Rio abre o jogo sobre o futuro do PSD. Não se recandidata se fizer "igual, pior ou muito pouquinho melhor"

Líder social-democrata deu a conhecer o que é, para o próprio, um bom resultado nas próximas autárquicas, recusou-se a falar sobre as movimentações internas no PSD, expôs o papel do partido na votação do OE …

FBI diz ter encontrado corpo em parque natural que "será de Gabby Petito"

Este domingo foi encontrado um corpo no parque nacional de Wyoming, nos Estados Unidos, que corresponde ao da jovem Gabrielle Petito, que se encontrava desaparecida, anunciou a polícia federal norte-americana (FBI). Gabby Petito, de 22 anos, …

Nuno Espírito Santo admite que "muita coisa correu mal", mas não escapa às críticas

O Tottenham saiu derrotado por 3-0 do embate com o Chelsea. Nuno Espírito Santo reconheceu os problemas na equipa, que foi duramente criticada por Roy Keane. O Chelsea manteve-se no comboio dos líderes da Liga inglesa, …