Há um incêndio que dura há mais de um ano (e ninguém sabe quando se vai apagar)

As antigas Minas do Pejão ainda não pararam de arder desde os incêndios de Outubro de 2017 e não há perspectivas claras quanto ao momento em que o incêndio vai conseguir ser extinto. Na melhor das hipóteses, talvez isso suceda daqui a quatro meses.

Os fogos de Outubro de 2017 que afectaram Castelo de Paiva, no distrito de Aveiro, provocaram a combustão dos resíduos de carvão da antiga Mina do Pejão. Passado um ano e três meses, ainda não foi possível extinguir o fogo subterrâneo, que atinge o carvão existente no subsolo, como avança o presidente da Câmara de Castelo de Paiva, Gonçalo Rocha, em declarações à TSF.

A principal preocupação do autarca prende-se com o facto de a combustão estar a libertar gases para a atmosfera. Deputados do PS e do Bloco de Esquerda já questionaram o Governo sobre o caso, temendo consequências negativas para a Saúde Pública.

Gonçalo Rocha acredita que o incêndio estará próximo de ser extinto e espera que o fogo não entre “nos perfis mais profundos das galerias de carvão”, o que levaria a “consequências muito mais gravosas“, como destaca na TSF.

A “situação ainda é de risco com temperaturas entre 600 a 700 graus“, realça o autarca.

A empresa pública que está a trabalhar na extinção do incêndio, a Empresa de Desenvolvimento Mineiro (EDM), perspectiva que as chamas podem ser apagadas de vez nos próximos quatro meses.

Fonte da EDM refere à TSF que assinou um contrato público com uma empresa que vai tentar apagar o fogo o mais rápido possível. Esse contrato público prevê precisamente o prazo de quatro meses para a extinção.

No terreno, está em marcha uma grande operação com “dois bulldozers pesados, quatro viaturas pesadas e dois veículos ligeiros de combate a incêndios, oito elementos especializados de combate a incêndios, equipamento de protecção e monitorização, três técnicos de apoio e uma equipa de mecânica de prevenção”, como reporta a TSF.

São meios “ajustados e adaptados às necessidades”, realça a EDM, notando que “a complexidade dos materiais“, “bem como a elevada temperatura” têm dificultado os trabalhos.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

    • O incendio não é no interior da mina, mas nas escombreiras, que são depósitos à superficie, e que teem carvão de qualidade inferior e por isso não ia para a EDP nem Cimpor, os ultimos clientes das extintas Minas Do Pejão. São montes formados pelos residuos da lavaria, por isso não se pode tapar, porque é a céu aberto. Alguns até já estão arborizados.

RESPONDER

Cientistas identificam a região com o ar mais limpo à face da Terra

Uma equipa de cientistas da Universidade Estadual do Colorado (EUA) identificou a região atmosférica que possui o ar mais limpo à face da Terra. Os especialistas, liderados pela professora Sonia Kreidenweis, descobriram que a camada limite …

Abono extra e complemento de estabilização. Governo cria dois novos apoios cumulativos para quem perdeu rendimentos

O Programa de Estabilização Económica e Social (PEES) do Governo vai incluir dois novos apoios para trabalhadores e famílias que perderam parte dos seus salários nos últimos três meses devido à pandemia de covid-19. A notícia …

Bolsonaro veta transferência de 1,5 mil milhões de euros para estados e municípios

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, vetou na quarta-feira a transferência de 8,6 mil milhões de reais (1,5 mil milhões de euros) do Fundo de Reservas Monetárias (FRM) para estados e municípios combaterem a covid-19. A decisão …

O núcleo da Terra pode esconder mais de cinco oceanos no seu interior

Um novo estudo sugere que o núcleo da Terra pode abrigar uma grande quantidade de água no seu interior. Segundo os investigadores, a quantidade pode chegar ao equivalente a cinco oceanos. Muitos estudos comprovam que, sob …

Descoberto novo tipo de matéria exótica no "coração" das estrelas de neutrões

Uma investigação levada a cabo por um grupo de cientistas da Finlândia encontrou fortes evidências da existência de matéria exótica de quarks no interior dos núcleos das maiores estrelas de neutrões. Em comunicado, os cientistas …

Os asteróides Ryugu e Bennu podem ser "filhos" de um mesmo pai

Os asteróides Ryugu e Bennu podem ter sido formados a partir de um outro asteróide de grandes dimensões, sugere uma investigação internacional. Simulações numéricas de grandes ruturas de asteróides, como as que ocorrem no cinturão de …

Diário de oficial nazi revela localização de tesouro escondido na Polónia durante a 2.ª Guerra Mundial

Um diário que esteve na posse de uma sociedade secreta durante décadas contém um mapa que descreve a localização de mais de 30 toneladas de ouro escondidas pelos nazis durante a Segunda Guerra Mundial. Escrito há …

"Pés de café" ajudam robôs a andar mais rápido (e sem tropeçar)

Uma das principais aplicações para robôs com pernas é a exploração de locais de desastre. No entanto, para atravessar os escombros, estas máquinas precisam de ter "pés" firmes. Uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, …

Famalicão 2-1 FC Porto | Dragões falham reentrada

O FC Porto ficou hoje com a liderança da I Liga portuguesa de futebol em risco, ao perder em casa do Famalicão, por 2-1, na 25.ª jornada, que marca o regresso após a paragem devido …

Empresas chinesas compram soja dos EUA apesar de suspensão imposta pelo Governo

Empresas estatais chinesas terão comprado pelo menos três carregamentos de soja aos Estados Unidos (EUA), mesmo após o Governo ter levantado uma suspensão. Esta surgiu depois de Washington afirmar que terminaria com o acordo comercial …