Incêndios em Castelo Branco e Santarém. Há quatro bombeiros feridos, um em estado grave

Miguel A. Lopes / Lusa

Dois incêndios em Castelo Branco estão a mobilizar mais de 500 operacionais e 15 meios aéreos. Há estradas cortadas e aldeias evacuadas.

Dois incêndios em povoamento florestal, todos no distrito de Castelo Branco, um no município de Vila de Rei e outro na Sertã, mobilizaram mais de 500 operacionais e 15 meios aéreos, segundo a página oficial da Proteção Civil, mas o número continua a aumentar.

A aldeia de Cardiga Fundeira, na Sertã, foi evacuada, de acordo com o Observador. O incêndio que começou às 14h47 na localidade de Rolã, freguesia de Cernanche do Bonjardim, Nesperal e Palhais, no concelho da Sertã, está a ser combatido por mais de 200 operacionais, apoiados por 55 viaturas e 8 meios aéreos.

Uma outra frente, em Ermida e Figueiredo, Sertã, está a mobilizar 33 operacionais e 3 meios aéreos, tendo começado às 15h01. Há uma terceira frente na localidade de Pombas, com início às 17h17, que mobiliza 17 operacionais e 2 meios aéreos.

Já às 14h50, em Fundada, Vila de Rei, começou outro incêndio, igualmente em povoamento florestal, que congrega no combate às chamas 157 operacionais, 48 viaturas e 4 meios aéreos.

A praia fluvial do Bostelim, em Vila de Rei, distrito de Castelo Branco, foi evacuada por precaução, disse fonte da Câmara local. O vice-presidente do Município de Vila de Rei, Paulo César, explicou à agência Lusa que o facto de várias autocaravanas utilizarem aquele local, poderia criar uma situação de pânico numa eventual necessidade de operações mais intensivas naquele local. Além disso, o fumo também contribuiu para a evacuação daquele espaço de lazer.

Segundo a rádio Condestável, de Cernache do Bonjardim, o parque de campismo da praia do Bostelim, no concelho de Vila de Rei, também foi evacuado por precaução. Cerca de 70 pessoas foram retiradas do local. A mesma rádio avança que foi ainda evacuada a localidade de Monte Novo, na freguesia da Fundada.

As zonas onde começaram os incêndios ficam relativamente próximas umas das outras, já que a povoação de Rolã, no município da Sertã, dista cerca de seis quilómetros em linha reta de Fundada, em Vila de Rei, concelho localizado a sul e vizinho do da Sertã.

A estrada nacional 2 (EN2), entre Vila de Rei e Sertã, nas proximidades da Cumeada, está cortada ao trânsito devido ao incêndio. “Não se passa mesmo. Até há meios operacionais que não conseguem passar”, disse à Lusa o vice-presidente do Município de Vila de Rei, Paulo César. O vice-presidente disse também que três aldeias estão próximas das chamas e em “perigo”, nomeadamente Monte Novo, Fouto e Relva do Boi.

A Nacional 244 está cortada em São João do Peso, segundo Alexandre Penha, adjunto operacional nacional da Proteção Civil.

O incêndio de Vila de Rei, de acordo com o vice-presidente do Município de Vila de Rei, Paulo César, tem duas frentes ativas, uma delas a progredir em direção a um dos incêndios da Sertã. O autarca disse também que o incêndio lavra numa zona de eucalipto e pinho, de regeneração natural, e que a região está a ser atingida por ventos fortes.

Foi evacuada, parcialmente, a aldeia de Cardiga. Estão a ser evacuadas as zonas mais isoladas, tendo sido dada prioridade aos cidadãos com mobilidade reduzida ou que estejam acamados. A praia fluvial do Bostelim foi evacuada por prevenção — ao todo, foram 60 as pessoas evacuadas. A Proteção Civil não tem, para já, informação de casas em risco.

Segundo o Região do Zêzere, os incêndios já têm uma grande dimensão e as chamas estão muito próximas de aldeias. Os incêndios estão a evoluir com “muita violência”, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Castelo Branco. De acordo com a fonte, o combate aos dois incêndios está a ser reforçado com meios de todo o país.

Segundo a SIC Notícias, há três aldeias em risco no concelho de Vila de Rei: Monte Novo, Cabeça do Poço e Chão da Telha. A Rádio Condestável está a avançar ainda que as chamas se aproximam “muito rapidamente” de Vale da Urra, também em Vila de Rei. O vento forte está a dificultar as operações.

Pelas 20h, o incêndio de Vila de Rei já chegou a Mação, no distrito de Santarém. Segundo o responsável pela proteção civil de Mação, António Louro, a frente de fogo que atinge o concelho de Vila de Rei entrou “com bastante violência” no concelho de Mação, adiantando ainda que se trata de uma frente com oito quilómetros, e que está a afetar a zona de Azinhal, Cardigos e Vinha Velha.

As chamas avançam “com muita violência”, registando-se “muito vento” no local, acrescentou. De acordo com o mesmo responsável, as próximas horas vão ser “muito difíceis”, adiantando que as operações estão centradas na proteção às populações.

O distrito de Castelo Branco está sob aviso vermelho por risco de incêndio, segundo o site do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). As temperaturas podem chegar aos 37 graus durante este sábado. Fonte dos bombeiros apelou, em declarações ao Mediotejo.net, a que as pessoas não circulem nos locais de incêndio, que deixem as suas casas e se desloquem para locais seguros.

Em declarações à Condestável, a presidente da União de Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais (UFCBNP), Filomena Bernardo, confirmou a ocorrência de uma colisão entre uma viatura dos bombeiros de Cernache do Bonjardim e um ligeiro. O acidente ocorreu pelas 17h50, havendo a registar dois feridos leves, bombeiros, que foram assistidos no Serviço de Atendimento Permanente da Sertã.

Quatro bombeiros ficaram feridos, um deles em estado grave, no combate aos incêndios. A ANEPC não revelou em que incêndio os bombeiros ficaram feridos e de que corporação são.

Neste momento, “não é possível afirmar” que o combate esteja a evoluir favoravelmente. “O prognóstico é reservado.” Ainda assim, “durante a noite, é expectável que as condições facilitem o combate”.

Está neste momento em curso um reforço de meios oriundos de Lisboa, Setúbal, Évora e Aveiro. “Serão feitos todos os reforços necessários”, garantiu Alexandre Penha.

Apesar de as chamas terem “passado” por várias aldeias, colocando-as “em perigo”, Paulo César, vice-presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei afirmou não ter notícia de feridos ou danos materiais. “O fogo já percorreu várias aldeias, houve projeções para o interior das aldeias, mas os bombeiros têm conseguido proteger as habitações. A nossa preocupação é salvaguardar os núcleos urbanos”, assinalou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Red Bull equacionou infeção voluntária dos seus pilotos

Um responsável da Red Bull admitiu que propôs aos pilotos da marca austríaca, que participa no Mundial de Fórmula 1, uma estratégia de infeção voluntária de covid-19, visando ficarem imunes no início da temporada. Helmut Marko …

TAP avança com lay-off para 90% dos trabalhadores (e reduz atividade para cinco voos semanais)

Numa mensagem enviada aos seus funcionários, a TAP revelou que vai mesmo avançar com um processo de 'lay-off' para 90% dos trabalhadores e com a redução do período normal de trabalho em 20% para os …

Estado vai devolver 3 mil milhões em reembolsos do IRS

O Estado vai devolver 3 mil milhões de euros aos contribuintes em reembolsos do IRS, cuja entrega arranca esta quarta-feira e se estende até 30 de junho. A informação foi avançada pelo ministro de Estado, …

Há quatro infetados no sistema prisional. Estão todos em isolamento domiciliário

O Ministério da Justiça revelou esta terça-feira que aumentou para quatro o número de infetados com covid-19 no sistema prisional e que estão todos em isolamento domiciliário segundo indicação da saúde pública. Em comunicado, o Ministério …

Sousa Cintra diz que Rafael Leão "não ficou no Sporting porque foi apertado"

Sousa Cintra, ex-líder da SAD do Sporting no tempo da Comissão de Gestão, lamenta a rescisão do jogador Rafael Leão, considerando que "ele não continuou porque foi apertado". O jovem jogador foi, recentemente, condenado a …

Portugal tem há cinco dias os mesmos 43 recuperados. DGS e especialistas explicam porquê

Portugal regista, desde o passado dia 27 de abril, os mesmos 43 recuperados da Covid-19, segundo os boletins epidemiológicos diários da Direção-Geral da Saúde. Questionado pela agência Lusa sobre a estagnação no número de altas hospitalares …

Morreu o coronel Andrade de Moura, um dos capitães de Abril

A Câmara Municipal de Estremoz, no distrito de Évora, prestou esta terça-feira homenagem ao coronel Andrade de Moura, um dos capitães de Abril de 1974, que morreu no passado dia 23 de março aos 86 …

À boleia da pandemia, Parlamento da Hungria reforça poderes de Viktor Orbán

O Parlamento húngaro aprovou, esta segunda-feira, uma série de medidas para fazer face à pandemia de covid-19, entre as quais um projeto de lei que permite o estado de emergência por tempo indeterminado. De acordo com …

Portugal deverá perder dois milhões de habitantes até 2080

A população residente em Portugal poderá baixar dos atuais 10,3 milhões de habitantes para 8,2 milhões em 2080, de acordo com projeções do Instituto Nacional de Estatística (INE) esta terça-feira divulgadas. Os mesmos dados indicam, porém, …

Ministro da Economia admite nacionalizar empresas em caso de necessidade para combater surto

O ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, admitiu esta terça-feira a possibilidade do Estado vir a nacionalizar empresas, caso seja necessário para combater as consequências económicas do surto de Covid-19. "O Estado tem ferramentas …