Orbán diz que Hungria não cederá a “chantagem” da UE na questão dos migrantes

Patrick Seeger / EPA

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, acusou a União Europeia de condenar a Hungria por não querer ser um país de migrantes, rejeitando abdicar da defesa das fronteiras do seu país.

“Não cederemos à chantagem das forças que apoiam os migrantes contra a Hungria. A Hungria protegerá as suas fronteiras, parará a imigração ilegal e defenderá os seus direitos”, disse o líder húngaro em sessão plenária com os eurodeputados em Estrasburgo.

Nesta quarta-feira, o Parlamento Europeu vai decidir se ativa ou não o procedimento previsto no artigo 7º do Tratado da União Europeia, relativo à existência de um risco manifesto de violação grave dos valores europeus.

No documento elaborado por Judith Sargentini constam várias “preocupações” sobre  sobre “o funcionamento do sistema constitucional e eleitoral”, “a independência do judiciário” e várias liberdades individuais, bem como os direitos dos refugiados. Para a União Europeia, está em causa a violação de graves direitos europeus na Hungria.

O primeiro-ministro húngaro evitou abordar todos os pontos do documento, optando antes por um discurso de soberania. “O relatório que vocês têm fere a Hungria, fere o povo húngaro, fere a sua honra“, disse Orbán.

Para o líder da Hungria, o seu país vai ser condenado porque “os húngaros decidiram que não vão ser um país de migrantes”.

Orbán, que tem mantido uma linha dura quanto à receção de refugiados, acusou “as forças que apoiam os migrantes” de “chantagearem” o seu país, defendendo os valores cristãos da Hungria. “Construímos cercas, prendemos centenas de milhares de imigrantes ilegais, mas protegemos a Hungria e a Europa”, reiterou no Parlamento Europeu.

“Não vão condenar um Governo mas sim um país que faz parte da História dos países cristãos europeus há séculos”, declarou Orbán, assumindo reiterada a sua posição clássica de defensor da civilização cristã – face aos imigrantes muçulmanos.

“A Hungria vai ser punida por ter decidido que não vai ser um país de migrantes. Mas não deixarei de proteger a fronteira e de defender o povo húngaro. Todos os países têm o direito de organizar a vida no seu território”, acrescentou.

Num discurso inflamado, o primeiro-ministro húngaro anteviu que “a maioria [dos eurodeputados]” vai aprovar o relatório da comissão parlamentar das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos do PE, que considera que existe um risco manifesto de violação grave, pela Hungria, dos valores europeus.

A Hungria pode assim seguir os passos da Polónia, país onde a Comissão Europeia ativou o procedimento do artigo 7.º em dezembro, por encontrar preocupações quanto à violação de direitos. A longo prazo, esta ação pode implicar a suspensão do direito de voto do país na União Europeia.

ZAP // Lusa / RFI

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. somos todos hungaros…… de facto a uniao europeia esta podre, os seus dirigentes sao mafiosos discarçados corrompidos pelas promessas dos senhores da guerra e do petroleo…….infelizmente o que os comunistas e centristas portugueses disseram da UE…era verdade. infelizmente temos que , ao fim de 20 anos reconhecer a razao dos comunistas e dos centristas em denunciar a mafia instalada na conduçao da politica da europa . esta exigencia ` dos paises autorizarem emigraçao ilegal, legal especialmente dos paises muçulmanos, financiada pelos grandes mafiosos internacionais e destinada a auto destruiçao da europa a curto e medio prazo éabsurda e totalmente anti europeia.
    mesmo que nao seja possivel evitar a destruiçao do estado europeu cristao e pluralista… pelo menos podemos denunciar!!!!
    claro que o costa e seus aliados esfregam as maos de contentes….. com mais procura, as casas sobem a preços virtiginosos, os bens de 1 necessidade sobrem a cada mes que passa..e as taxas robles virao por ai a torto e a direito.
    os portugueses ja nao podem frequentar museus e monumentos nacionais , tal os preços proibitivos que estes sucias incrementaram.
    so falta taxarem as casas viradas a nascente, taxarem as cidades a beira mar, taxarem os apartamentos com vista para os rios e o atlantico……e talvez tambem alargarem a todas as multicacionais a possibilidade de anexarem as praias aos seus espaços de turismo. esta cambada bem conectada com a mafia europeia…nada mais resta…..
    agora temos que ser todos hungaros.
    antes sermos hungaros que termos que vir a ser adeptos de regimes totalitarios xenofobos racistas e opressores!!!!

RESPONDER

Magia termodinâmica. Dispositivo promete transformar água a ferver em gelo sem consumir energia

Físicos da Universidade de Zurique, na Suíça, desenvolveram um dispositivo incrivelmente simples que permite que o calor flua temporariamente de um objeto frio para outro objeto quente sem precisar de uma fonte de alimentação externa. Para …

Papagaio cúmplice de criminosos detido pelas autoridades brasileiras

No Brasil, um papagaio cúmplice de traficantes de droga foi preso pelas autoridades. O animal avisava o casal de criminosos da chegada da polícia. Na favela da cidade de Teresina, no Brasil, o papagaio dizia "a …

Há duas portuguesas desaparecidas e sete mortos após naufrágio em São Tomé e Príncipe

O número de mortos causados pelo naufrágio de um navio perto da ilha são-tomense do Príncipe subiu para sete, existindo ainda 10 desaparecidos, disse fonte do governo regional. “Mais um corpo sem vida, de uma criança, …

Casal está em risco de pena de morte por construir uma casa no mar

Um americano e a sua namorada tailandesa podem terminar os seus dias na prisão ou até serem condenados à morte. As autoridades da Tailândia acusam o casal de ter construído uma casa em águas do país …

Muitas pessoas não se conseguem localizar num mapa

Quando o mau tempo ameaça, os meteorologistas usam mapas para mostrar onde estão localizadas as tempestades e para onde vão. Mas é importante que as pessoas saibam se estão no caminho destas catástrofes. Uma percentagem substancial …

Milícia planeava assassinar Barack Obama e Hillary Clinton

O líder de uma milícia norte-americana que capturava imigrantes sem documentos na fronteira com o México, Larry Hopkins, foi detido no sábado e confessou ao FBI que o grupo planeava matar Barack Obama, Hillary Clinton …

Urina ajuda arqueólogos a acompanhar a ascensão da agricultura

Estudar os vestígios de urina de ovelhas e cabras está a fornecer aos arqueólogos um vislumbre da domesticação de animais numa aldeia turca há 10.000 anos. Uma das transições mais marcantes da História foi quando o …

Inscrição antiga revela o que aconteceu à cidade prestes a tornar-se a capital da Assíria

Cientistas decifraram um texto do Rei Sargão II da Assíria, que governou entre 722 e 705 a.C. A inscrição, mal conservada, relata a conquista da cidade de Carquemis, descobrindo os planos para transformá-la na nova …

Uma das praias mais famosas do Hawai está prestes a ficar submersa

Os legisladores estão a tomar medidas para enfrentar os efeitos da mudança climática antes que seja tarde demais numa nova tentativa de reconstruir a famosa praia de Waikiki para proteger os moradores de futuras inundações. O …

Afinal, a chita não é o animal mais rápido do mundo

A classificação dos animais mais rápidos do planeta não tem, na maioria das vezes, em conta a proporção do seu tamanho e da sua velocidade máxima. Esta classificação, que utiliza como medida a quantidade de segundos …