Zelenskiy na segunda volta. Poroshenko enfrenta humorista nas presidenciais ucranianas

Stepan Franko / EPA

O candidato às eleições presidenciais, Volodymyr Zelenskiy.

O humorista ucraniano Volodymyr Zelenskiy e o atual líder do país, Petro Poroshenko, foram este domingo os candidatos mais votados nas eleições presidenciais, segundo as sondagens à boca das urnas. Os dois candidatos irão disputar a segunda volta a 21 de abril.

De acordo com a empresa TSN, Zelenskiy obteve 30,1% dos votos e Poroshenko 18,5%, enquanto a ex-primeira-ministra, Iulia Tymoshenko, conseguiu 14%, revelou o canal de televisão ucraniana 1+1.

Outras sondagens realizadas à boca das urnas e cujos resultados foram divulgados por outros meios ucranianos confirmam a clara vitória do ator frente ao atual presidente.

Esta vitória era esperada, uma vez que Volodymyr Zelenskiy ​liderava as sondagens de opinião desde finais de janeiro. Assim, Zelenskiy irá defrontar Poroshenko dentro de três semanas na corrida para a presidência do país.

À partida, o humorista de 41 anos parte como favorito, embora os analistas considerem que a máquina financeira e organizada ao serviço de Poroshenko poderá dar a volta a esta tendência.

Os ucranianos foram às urnas num cenário de um prolongado conflito armado com a Rússia e elevados níveis de corrupção. Os principais protagonistas revelam diferenças de posição sobre questões internas, mas todos mostram simpatia com a intenção de adesão da Ucrânia à União Europeia e à NATO.

Atlantic Council / Flickr

Petro Poroshenko, Presidente da Ucrânia

Com 41 anos de idade e uma década como ator, Volodymyr Zelenskiy enfrentou o atual presidente numas eleições a que concorreram 39 candidatos com pais com 35 milhões de eleitores.

Petro Poroshenko, 53 anos, atual presidente e de novo candidato em lista independente, derrotou em 2014 a voz mais crítica do seu mandato: Iulia Tymoshenko, a política que ocupou por duas vezes o lugar de primeira-ministra.

Tymoshenko denuncia fraude e reivindica segundo lugar

“A nossa equipa encontra-se em segundo lugar, com 20,9%” dos votos, disse a antiga tutelar do cargo, sustentando que as sondagens que lhe dão o terceiro lugar “são suspeitas e manipuladoras“.

Para provar a sua teoria, Tymoshenko revelou os resultados das sondagens, supostamente conduzidas pelos seus representantes em mais de 17 mil secções eleitorais, que mostraram o seu segundo lugar, com 20% dos votos. Segurando um pedaço de papel com esses números, ela não explicou como e quem fez essas sondagens.

Deirdre Boyer / Flickr

A ex-primeira-ministra da Ucrânia, Yulia Tymoshenko

De acordo com o Kyiv Post, Tymoshenko afirmou que “Poroshenko e a sua máfia” foram os responsáveis pelos resultados das sondagens “fraudulentas” e apelou aos seus partidários a comparecerem às assembleias de voto e defenderem os resultados.

“Acreditamos que Volodymyr Zelenskiy está em primeiro lugar, mas de acordo com os nossos dados, Poroshenko não está nem perto de estar em segundo lugar“, disse a candidata aos jornalistas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Hong Kong. Deputados pró-democracia forçam Carrie Lam a discursar à porta fechada

A chefe do Executivo de Hong Kong foi esta quarta-feira obrigada a discursar à porta fechada, depois ter sido impedida de falar no parlamento por deputados pró-democracia, que exibiram cartazes e projetaram um vídeo. O discurso …

CP recebeu injeções de 1800 milhões de euros do Estado nos últimos três anos

Nos últimos três anos, o Estado fez 17 operações de reforço de capital na CP, na ordem dos 1,8 mil milhões de euros. Estes serviram principalmente para pagar dívidas da empresa a privados e ao …

Imposto Mortágua foi aplicado a 75 mil contribuintes

O novo escalão do Adicional ao IMI, que prevê a aplicação de uma taxa de 1,5% sobre o valor patrimonial dos imóveis que ultrapasse os dois milhões, chegou a 331 contribuintes. Ao todo, o imposto …

Preço da luz vai descer 18 cêntimos no mercado regulado

Os preços da eletricidade no mercado regulado vão voltar a descer em 2020, segundo a proposta avançada esta terça-feira pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE). Esta terça-feira, a ERSE propôs uma atualização em baixa de …

Portugal teve perdas fiscais de 900 milhões de euros por menor tributação do gasóleo

A tributação ao gasóleo é mais baixa do que os impostos à gasolina. A diferença entre os dois combustíveis leva a perdas de 900 milhões de euros ao Estado. Quem abastece um carro a gasóleo na …

Dulce Neto é a primeira mulher a presidir a um Supremo Tribunal português

A juíza conselheira toma posse, esta quarta-feira, como presidente do Supremo Tribunal Administrativo (STA), tornando-se na primeira mulher a ocupar o lugar cimeiro de um supremo tribunal em Portugal. Dulce Neto, de 58 anos, foi eleita …

Défice zero e mais crescimento. Previsões de Centeno para o OE2020 são de "elevado risco"

O Governo faz uma revisão das metas para 2020 no esboço do Orçamento de Estado para o próximo ano que enviou à Comissão Europeia, prevendo um aumento do crescimento económico e um saldo orçamental equilibrado, …

Conselho nacional do PSD pode ser atirado para novembro. Apoios a Rio e Montenegro equilibrados

Rui Rio mantém o silêncio sobre uma recandidatura a líder do PSD, o que está a ser visto como um condicionamento do partido, tendo também nas suas mãos o calendário interno. O conselho nacional para …

Varandas quer vender já em janeiro (e há três nomes em cima da mesa)

O Sporting deverá vender um jogador já no próximo mercado de transferências em janeiro. O dinheiro será destinado a renovações e a trazer um novo reforço para o ataque. Frederico Varandas continua a sua saga para …

Médicos, enfermeiros e professores lamentam recondução de ministros

Médicos, enfermeiros e professores lamentaram a recondução de ministros na pasta da Saúde, Educação e das Finanças, reagindo assim à constituição do novo Governo entregue em Belém pelo primeiro-ministro indigitado, António Costa. O secretário-geral do …