Homens mascarados invadiram metro e feriram 45 pessoas em Hong Kong. A polícia chegou demasiado tarde

A.Fauth / Flickr

Hong Kong passou uma noite de violência em que dezenas de homens mascarados invadiram uma estação de comboios.

Os homens, suspeitos de pertencerem a gangues, envergavam t-shirts brancas e agrediram manifestantes pró-democracia e transeuntes da área de Yueng Long. Apesar das várias semanas de manifestações, esta é a primeira vez que há este tipo de violência.

Filmagens publicadas nas redes sociais mostram um grupo de 12 invasores – alguns com máscaras pretas – a agredir pessoas com varas metálicas e de madeira dentro da estação, num confronto que feriu 45 passageiros. Dezenas de pessoas foram hospitalizadas e, segundo o hospital, há um homem em estado crítico e quatro homens e uma mulher em estado grave, de acordo com o The Guardian.

Entre os feridos no ataque, com idades compreendidas entre os 18 e os 64 anos, estão manifestantes que regressavam de um grande protesto contra o Governo, mas também uma grávida e uma outra mulher com uma criança de colo, de acordo com testemunhas.

“Estas (ações) prejudicaram gravemente o espírito de Estado de Direito ao qual Hong Kong está profundamente ligado e ofenderam seriamente todo o povo chinês, incluindo os sete milhões de compatriotas de Hong Kong”, afirmou Wang Zhimin, chefe do Gabinete de Ligação de Pequim, aos jornalistas.

Vários juristas de Hong Kong questionam por que motivo a polícia demorou tanto a chegar ao local, reporta a BBC.  Quando a polícia chegou à estação, depois das 23h locais, já os agressores tinham ido embora e manifestantes furiosos exigiram saber por que motivo as autoridades demoraram tanto tempo a chegar.

Na manhã desta segunda-feira, ativistas e dirigentes partidários criticaram a atuação policial. “Hong Kong agora permite que organizações criminosas façam o que querem e espanquem pessoas na rua?”, interrogou-se o deputado Lam Cheuk-ting, que estava entre os feridos, em declarações aos jornalistas.

Ray Chan, um outro deputado, lembrou que “Hong Kong tem um dos rácios polícia-cidadão mais elevados do mundo” antes de perguntar: “Onde estava a polícia?”.

A polícia, que entrou numa pequena localidade perto da estação de Yuen Long onde grupos de homens vestidos de branco se haviam concentrado na madrugada desta segunda-feira, disse não ter visto quaisquer armas.

Em comunicado, o Governo de Hong Kong confirmou que “algumas pessoas” atacaram passageiros na plataforma da estação e nos compartimentos do metro. “Isso levou a confrontos e a ferimentos. O Executivo condena veementemente qualquer tipo de violência e vai levar a cabo sérias ações de fiscalização”. Ativistas acreditam que já nos protestos pró-democracia de 2014 foram contratados agressores, possivelmente do sul da China, onde é comum as autoridades locais contratarem homens para intimidarem residentes.

Ainda são desconhecidos os autores dos ataques. Horas antes, uma marcha de centenas de milhares de pessoas terminou em confrontos com a polícia, que lançou gás lacrimogéneo e disparou balas de borracha para dispersar os manifestantes.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Quase 40% dos americanos com dificuldades financeiras. Doar sangue é a sua maior receita

A economia dos Estados Unidos (EUA), considerada uma das maiores do mundo, permitiu avanços sociais e tecnológicos inestimáveis. Contudo, atualmente, cerca de 40% dos norte-americanos afirmam ter dificuldade em pagar por comida, por habitação, por …

"Políticos devem ser colocados contra a parede". Greta pede desculpa

A ativista do clima Greta Thunberg pediu desculpa por ter dito que os políticos devem ser colocados “contra a parede”, após diversas pessoas terem considerado que a jovem estava a defender a violência. A sueca de …

Carnaval belga retirado da lista de Património Imaterial da UNESCO após queixas de antissemitismo

As festas da cidade de Aalst, na Bélgica, foram retirada da lista do Património Imaterial da Humanidade, depois de a UNESCO ter sancionado a presença de carros carnavalescos contendo imagens antissemitas. O presidente da Câmara …

Conselho de Ministros aprova proposta de OE2020 (e foram quase 10 horas de reunião)

O Conselho de Ministros aprovou hoje a proposta de Orçamento do Estado para 2020, dez horas depois de a reunião extraordinária ter começado, anunciou hoje o primeiro-ministro na sua página na rede social Twitter. "O Conselho …

Nova espécie de baleia mostra como este animal evoluiu para conseguir nadar

Cientistas descobriram uma nova espécie de baleia, que existiu há 35 milhões de anos, que pode dar novas pistas sobre como as baleias evoluíram para conseguir nadar. De acordo com a revista Newsweek, os investigadores analisaram …

Casal separado após sobreviver a Auschwitz reencontra-se 72 anos depois em Nova Iorque

Em 1944, David Wisnia e Helen "Zippi" Spitzer eram dois prisioneiros judeus e secretamente namorados que, miraculosamente, conseguiram sobreviver ao campo de concentração nazi Auschwitz, na Polónia. Porém, no final da guerra, foram separados depois de …

Benfica 4-0 Famalicão | Pizzi entrega saco cheio de Natal

O Benfica terminou o seu ano de Liga NOS com mais uma vitória, de novo por 4-0, tal como havia acontecido na anterior partida no Estádio da Luz, ante o Marítimo. Desta vez frente ao …

Morreu o ator Danny Aiello

Morreu esta quinta-feira, em Nova Jérsia, o ator Danny Aiello, que recordamos pelos seus muitos êxitos dos anos 80. Tinha 86 anos. "É com profunda dor que comunicamos que Danny Aiello, amado marido, pai, avô, ator …

Videojogo chinês incita jogadores a atacar os "traidores" em Hong Kong

Há um novo videojogo que está a ganhar popularidade na China. Chama-se "Fight the Traitors Together" e permite que os jogadores ataquem manifestantes de Hong Kong. No jogo, os jogadores podem bater nos manifestantes pró-democracia, sendo …

Mundial de Clubes proíbe demonstrações públicas de afeto

Começou na passada quarta-feira, dia 11 de dezembro, em Doha, capital do Catar, o Mundial de Clubes da FIFA, prova onde estão inseridos clubes como Flamengo e Liverpool. E esta até poderia ser mais uma …