/

Homem que colidiu com uma carroça, matando três crianças, não vai ser acusado

Ronald Ramsey, o homem que colidiu com uma carroça provocando a morte de três crianças, não vai ser acusado pelo acidente. A decisão foi tomada em conjunto com a família das crianças, disseram as autoridades do Michigan, nos Estados Unidos.

As autoridades locais anunciaram esta semana que Ronald Ramsey não vai ser acusado pelo acidente que ocorreu em setembro de 2019, quando o homem tinha 83 anos.

De acordo com o New York Times, Ramsey ia a conduzir o seu carro quando bateu contra uma carroça, matando três crianças Amish e ferindo outra, a cerca de 30 quilómetros de Lansing, no estado de Michigan, nos Estados Unidos.

As crianças, com idades compreendidas entre os seis e os 13 anos, eram todas irmãs e estavam a caminho de casa, vindas da escola, sem a supervisão de um adulto, disse o xerife Tom Reich.

A decisão de não acusar Ramsey, no entanto, não está relacionada com a sua culpa, disseram as autoridades. “Com base na idade de Ramsey, na falta de antecedentes criminais e na atual pandemia de covid-19, seria improvável que ele fosse preso, mesmo que fosse condenado”, justificaram.

O homem, agora com 84 anos, poderia ter sido acusado de três crimes, enfrentando até 24 meses de liberdade condicional e até 12 meses de prisão por cada acusação.

“Após uma análise completa do caso e das possíveis consequências, chegou-se à conclusão de que a acusação formal e a condenação de Ramsey provavelmente não resultariam em mais do que uma condenação no papel”, disse Reich, acrescentando que a decisão foi tomada em conjunto com a família das crianças.

As colisões entre carros e carruagens puxadas por cavalos não são incomuns nas comunidades Amish, que rejeitam automóveis e outras tecnologias modernas. Em abril, cinco crianças morreram quando a sua carruagem capotou numa ponte no nordeste do Kentucky.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.