Hollande considera “moralmente inaceitável” Durão Barroso no Goldman Sachs

O Presidente francês, François Hollande, condenou esta quinta-feira como “moralmente inaceitável” o emprego do ex-presidente da Comissão Europeia Durão Barroso no banco Goldman Sachs.

O banco norte-americano Goldman Sachs anunciou na semana passada a contratação de Durão Barroso como presidente não-executivo da instituição e de consultor, num momento em que o setor financeiro foi abalado pelas dúvidas sobre a saída do Reino Unido da União Europeia.

François Hollande, que visita Portugal na próxima semana, falava numa entrevista no âmbito das comemorações do dia nacional de França.

“É uma questão moral e ética, ligada a uma pessoa. Não fui eu que escolhi Barroso para presidente da Comissão da União Europeia. Ele esteve dez anos à cabeça da Comissão”, referiu Hollande.

O chefe de Estado francês apontou que “a Goldman Sachs esteve no centro da crise dos subprimes e ajudou o Governo grego a ‘maquilhar’ as contas do Grécia. Moralmente é inaceitável”.

Hollande afirma que “é uma questão que não tem que ver com a Europa, tem que ver com a moral. O senhor Barroso foi presidente da Comissão Europeia no momento em que teve lugar a crise provoca pelos subprimes, na qual a Goldman Sachs foi um dos principais implicados – banco que reencontrámos mais tarde no caso grego, dado que era o banco que aconselhava os gregos e que maquilhava as contas que a Grécia transmitia à União Europeia”.

“Agora ficamos a saber, alguns anos mais tarde, que o senhor Barroso vai entrar no Goldman Sachs. Juridicamente é possível, mas moralmente é inaceitável“, considerou François Hollande.

França ao ataque

Antes de Hollande, também o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Jean-Marc Ayrault, defendeu que Barroso tem que renunciar ao emprego ou irá reforçar “o populismo” e o ceticismo em relação à Europa.

“Deve renunciar, é uma questão de ética, de moral”, declarou numa entrevista à Europe 1, acrescentando que a contratação é “totalmente chocante e melhor seria que Barroso fizesse outra coisa”.

Na quarta-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Europeus francês, Harlem Désir, considerou que sua contratação é “particularmente escandalosa tendo em conta o papel desempenhado pelo banco durante a crise financeira de 2008, mas também o papel na camuflagem das contas públicas da Grécia”.

O governante afirmou no parlamento que o ex-primeiro-ministro português “fez a cama dos antieuropeus“, e pediu solenemente a José Manuel Durão Barroso para não aceitar o emprego no banco.

Também o comissário europeu dos Assuntos Económicos e Financeiros, Pierre Moscovici, considerou que o ex-primeiro-ministro português devia ter feito uma reflexão “política, ética e pessoal” quando foi contratado pelo Goldman Sachs.

Quando um político passa para o setor privado deve “pensar na imagem que projeta”, acrescentou Pierre Moscovici, sublinhando que quando terminar o mandato que ocupa atualmente como comissário para os Assuntos Económicos e Financeiros da União Europeia não vai para a Goldman Sachs.

Barroso disse que a sua nomeação tinha como objetivo ajudar o Goldman Sachs a mitigar as consequências do brexit e a preparar-se para saída da UE.

Provedor de Justiça Europeu pediu na terça-feira que as regras em relação ao período de nojo dos ex-comissários sejam apertadas.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Mas considera aceitável andar com um cabeleireiro atrás dele por cerca de 10.000€ mensais pagos pelo povo francês e ele apenas com meia cabeleira e onde terá que acrescentar as despesas de deslocações, este é mesmo socialista tanto nas acções como nas declarações!

  2. O povo não quer saber, o povo quer é gritar golo enquanto roubaram da ultima o ouro todo dos cofres portugueses.
    De facto na ultima sessão de pão e circo enquanto o povo balholha gritava golo com a mini empunhada, durão ferroso secretamente saía do governo portugues para ir implodir a europa, pois que fique aqui esclarecido que este senhor faz parte do comité dos 300, uma agencia de terroristas Tecnocratas especializada unica e exclusivamente em implodir a economia global(plana) para benificio do conglomerado zionista. “o povo é sereno” e o povo acabou de se meter na 3ª mundial, boa noite e boa sorte para todos..

  3. Todos se lembram do comuniasta Fujão Barroso( https://www.youtube.com/watch?v=QvsYS4xX8oU ) , aliás este senhor como o comentário em cima o referencia muito bem é um dos responsáveis pelo roubo dos cofres de ouro portugues, e responsavel tambem por colocar todos os imoveis do governo penhorados(facto podem verificar). È mesmo uma tristeza ver este povo a correr mais para a “programação zombie” da bola que para as assembleias para se procurar os verdadeiros criminosos..

  4. Até pode ser não aceitável, mas quem é esta personagem p/ criticar os outros quando ele tem o cabeleireiro pago pelo povo + UE p/ lhe pentear a CARECA (sim porque ele pouco cabelo tem) a ganhar 10.000€ por mês + o que gasta c/ a “AMIGA” que também é o povo+UE q paga of course. Vem este falar dos outros. Olha p/ TI e retifica-te não fales dos outros se tens telhado de vidro…

  5. o tal mrpp que se fez passar por psd mostrou as as garras de esquerda
    ja não leh chega a reforma para ir trablahar para outro
    se eu mandasse na cee a primeira medida que tomava ele cortar-lhe a pensao de reforma e as regalias
    um tipo asqueroso que nem a Portugal quer voltar

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …