Hollande considera “moralmente inaceitável” Durão Barroso no Goldman Sachs

O Presidente francês, François Hollande, condenou esta quinta-feira como “moralmente inaceitável” o emprego do ex-presidente da Comissão Europeia Durão Barroso no banco Goldman Sachs.

O banco norte-americano Goldman Sachs anunciou na semana passada a contratação de Durão Barroso como presidente não-executivo da instituição e de consultor, num momento em que o setor financeiro foi abalado pelas dúvidas sobre a saída do Reino Unido da União Europeia.

François Hollande, que visita Portugal na próxima semana, falava numa entrevista no âmbito das comemorações do dia nacional de França.

“É uma questão moral e ética, ligada a uma pessoa. Não fui eu que escolhi Barroso para presidente da Comissão da União Europeia. Ele esteve dez anos à cabeça da Comissão”, referiu Hollande.

O chefe de Estado francês apontou que “a Goldman Sachs esteve no centro da crise dos subprimes e ajudou o Governo grego a ‘maquilhar’ as contas do Grécia. Moralmente é inaceitável”.

Hollande afirma que “é uma questão que não tem que ver com a Europa, tem que ver com a moral. O senhor Barroso foi presidente da Comissão Europeia no momento em que teve lugar a crise provoca pelos subprimes, na qual a Goldman Sachs foi um dos principais implicados – banco que reencontrámos mais tarde no caso grego, dado que era o banco que aconselhava os gregos e que maquilhava as contas que a Grécia transmitia à União Europeia”.

“Agora ficamos a saber, alguns anos mais tarde, que o senhor Barroso vai entrar no Goldman Sachs. Juridicamente é possível, mas moralmente é inaceitável“, considerou François Hollande.

França ao ataque

Antes de Hollande, também o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Jean-Marc Ayrault, defendeu que Barroso tem que renunciar ao emprego ou irá reforçar “o populismo” e o ceticismo em relação à Europa.

“Deve renunciar, é uma questão de ética, de moral”, declarou numa entrevista à Europe 1, acrescentando que a contratação é “totalmente chocante e melhor seria que Barroso fizesse outra coisa”.

Na quarta-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Europeus francês, Harlem Désir, considerou que sua contratação é “particularmente escandalosa tendo em conta o papel desempenhado pelo banco durante a crise financeira de 2008, mas também o papel na camuflagem das contas públicas da Grécia”.

O governante afirmou no parlamento que o ex-primeiro-ministro português “fez a cama dos antieuropeus“, e pediu solenemente a José Manuel Durão Barroso para não aceitar o emprego no banco.

Também o comissário europeu dos Assuntos Económicos e Financeiros, Pierre Moscovici, considerou que o ex-primeiro-ministro português devia ter feito uma reflexão “política, ética e pessoal” quando foi contratado pelo Goldman Sachs.

Quando um político passa para o setor privado deve “pensar na imagem que projeta”, acrescentou Pierre Moscovici, sublinhando que quando terminar o mandato que ocupa atualmente como comissário para os Assuntos Económicos e Financeiros da União Europeia não vai para a Goldman Sachs.

Barroso disse que a sua nomeação tinha como objetivo ajudar o Goldman Sachs a mitigar as consequências do brexit e a preparar-se para saída da UE.

Provedor de Justiça Europeu pediu na terça-feira que as regras em relação ao período de nojo dos ex-comissários sejam apertadas.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Mas considera aceitável andar com um cabeleireiro atrás dele por cerca de 10.000€ mensais pagos pelo povo francês e ele apenas com meia cabeleira e onde terá que acrescentar as despesas de deslocações, este é mesmo socialista tanto nas acções como nas declarações!

  2. O povo não quer saber, o povo quer é gritar golo enquanto roubaram da ultima o ouro todo dos cofres portugueses.
    De facto na ultima sessão de pão e circo enquanto o povo balholha gritava golo com a mini empunhada, durão ferroso secretamente saía do governo portugues para ir implodir a europa, pois que fique aqui esclarecido que este senhor faz parte do comité dos 300, uma agencia de terroristas Tecnocratas especializada unica e exclusivamente em implodir a economia global(plana) para benificio do conglomerado zionista. “o povo é sereno” e o povo acabou de se meter na 3ª mundial, boa noite e boa sorte para todos..

  3. Todos se lembram do comuniasta Fujão Barroso( https://www.youtube.com/watch?v=QvsYS4xX8oU ) , aliás este senhor como o comentário em cima o referencia muito bem é um dos responsáveis pelo roubo dos cofres de ouro portugues, e responsavel tambem por colocar todos os imoveis do governo penhorados(facto podem verificar). È mesmo uma tristeza ver este povo a correr mais para a “programação zombie” da bola que para as assembleias para se procurar os verdadeiros criminosos..

  4. Até pode ser não aceitável, mas quem é esta personagem p/ criticar os outros quando ele tem o cabeleireiro pago pelo povo + UE p/ lhe pentear a CARECA (sim porque ele pouco cabelo tem) a ganhar 10.000€ por mês + o que gasta c/ a “AMIGA” que também é o povo+UE q paga of course. Vem este falar dos outros. Olha p/ TI e retifica-te não fales dos outros se tens telhado de vidro…

  5. o tal mrpp que se fez passar por psd mostrou as as garras de esquerda
    ja não leh chega a reforma para ir trablahar para outro
    se eu mandasse na cee a primeira medida que tomava ele cortar-lhe a pensao de reforma e as regalias
    um tipo asqueroso que nem a Portugal quer voltar

MAI abre inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por agente da PSP

O Ministério da Administração Interna (MAI) já abriu um inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por um agente da PSP, na Amadora, de maneira a apurar responsabilidades. "O Ministro da Administração Interna …

Ronaldo volta a marcar e Sarri só tem de agradecer a Dolores por criar um espécime assim

Cristiano Ronaldo leva quatro jogos consecutivos a marcar e mais de 30 golos esta temporada, entre clube e seleção. Sarri disse que o mérito é de Dolores, "por criar uma espécime assim". A Juventus derrotou, esta …

Ana Gomes apontada à Presidência. "Costa jamais permitirá"

O antigo eurodeputado socialista Francisco Assis lançou o nome da também antiga eurodeputada do PS Ana Gomes como possível candidata à Presidência da República, manifestando desde logo o seu apoio a uma eventual candidatura. "Acho …

Silas deve deixar o Sporting no fim da época (ou até antes)

O Jogo escreve que Silas deverá deixar o Sporting no fim desta temporada, havendo também a possibilidade de sair antes do fim do mês de maio. O desportivo, que avança a notícia esta quinta-feira, adianta …

Taxa para descolagens e aterragens no Montijo reduz fatura da ANA em oito milhões

Uma das decisões da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) que fazem parte da aprovação da construção do novo aeroporto do Montijo é a criação de uma taxa de 4,5 euros a aplicar a cada movimento …

Vitória-Porto: O guião de uma vingança aos minhotos com Telles e Soares como atores principais

Depois da derrota com o Braga para a liga, o FC Porto conseguiu derrotar o Vitória de Guimarães, avançando para a final da Taça da Liga, que se jogará frente aos bracarenses. Antes de se falar …

Paulo Pedroso disse a António Costa que queria voltar à vida partidária (mas não teve resposta)

No início desta semana, Paulo Pedroso, ex-ministro do Trabalho e da Solidariedade, disse que tinha saído do Partido Socialista (PS). Agora, de acordo com o jornal Público, o antigo porta-voz do PS saiu em rota …

Fenprof sai da reunião com ministro sem "uma única resposta"

O Ministério da Educação e os sindicatos estiveram reunidos esta quarta-feira, mas os professores não trazem novidades, apenas a intenção de um novo encontro. A Fenprof não espera soluções para os problemas dos professores e da …

"Nem favor, nem desfavor". Costa nega tratamento especial a Isabel dos Santos

O primeiro-ministro falou esta quarta-feira pela primeira vez do caso "Luanda Leaks", rejeitando a acusação do Bloco de Esquerda de que deu um tratamento especial à empresária angolana Isabel dos Santos. António Costa falava aos jornalistas …

Código de conduta para polícias na gaveta há dois anos

O manual de conduta para polícias começou a ser feito em 2018 com o objetivo de uniformizar os procedimentos da PSP e da GNR. A intenção era uniformizar a atuação das principais forças policiais que dependem …