Holanda regista primeira morte no mundo de pessoa reinfetada com covid-19

Christophe Petit Tesson / EPA

A Holanda registou a primeira morte no mundo de uma pessoa contagiada pela segunda vez pelo novo coronavírus, uma mulher holandesa de 89 anos, que também sofria de uma forma rara de cancro de medula óssea.

Segundo as explicações dadas pela virologista holandesa Marion Koopmans, a paciente precisou de ser internada na primeira vaga da pandemia do novo coronavírus, após desenvolver sintomas como febre alta e tosse forte, mas teve alta após cinco dias e testou negativo em dois exames após o desaparecimento dos sintomas.

A paciente holandesa também sofria de uma doença conhecida como macroglobulinemia de Waldenström, uma forma rara de cancro da medula óssea, pelo que o seu sistema imunológico estava afetado há meses, noticiou a agência Lusa.

Dois meses após superar a covid-19, a mulher iniciou novas sessões de quimioterapia, mas começou a ter febre, tosse e falta de ar severa apenas dois dias depois do início do tratamento, por isso foi readmitida no hospital.

A paciente foi submetida ao teste para o novo coronavírus, o qual deu positivo, mas deu negativo em dois testes serológicos que foram feitos para detetar se ainda tinha anticorpos contra o vírus no sangue, após a primeira vez que foi infetada.

Oito dias após ser internada, a saúde da paciente piorou drasticamente e morreu em duas semanas.”Seguramente, morreu de covid-19, mas também estava muito doente”, disse Koopmans, que participa numa investigação sobre reinfeções realizada pela Universidade de Oxford.

A virologista holandesa destacou que existem cerca de 25 casos conhecidos de reinfeções em todo o mundo e, na maioria deles, desenvolveram-se sintomas menos graves do que durante a primeira infeção. Assim, os cientistas assumem que as reinfeções ainda são “exceções”, embora esta acredite que “haverá mais”.

Para a virologista, “uma questão importante é saber se isso é algo típico da covid-19”, pois em muitos casos o segundo contágio ocorreu apenas dois meses após a primeira infeção.

Embora a investigadora espere que a maioria das pessoas que superaram a primeira infeção pelo novo coronavírus estejam agora protegidas “por mais tempo”, Koopmans reconheceu que, em qualquer caso, “isso não durará uma vida inteira, porque isso nunca aconteceu com qualquer vírus respiratório”.

Ainda não está claro o que o conhecimento desses casos específicos pode significar para o desenvolvimento de uma vacina da covid-19, nem em que medida o sistema imunológico aprende o suficiente durante a primeira infeção pelo novo coronavírus, mas anticorpos produzidos naturalmente após um contágio inicial parecem desaparecer com relativa rapidez em certos casos.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Ridículo! Continuem a dormir e acenar com a cabeça, e vejam a vossa liberdade a ir pelo cano a abaixo. Deixem-se ficar sentados no sofá a ver o netflix, a novela ou o big borrada e mantenham o cérebro bem embrulhado em plástico numa caixinha debaixo da cama para ele não se estragar.

RESPONDER

Austrália aprova lei e é o primeiro país a obrigar Facebook e Google a pagar conteúdos jornalísticos

O Parlamento da Austrália aprovou a lei que impõe à Google e ao Facebook o pagamento aos órgãos de comunicação australianos pela publicação dos seus conteúdos jornalísticos, a primeira legislação do mundo deste género. A lei …

Situação clínica de Alfredo Quintana é "muito grave"

Alfredo Quintana, guarda-redes de andebol, de 32 anos, sofreu uma paragem cardíaca num treino, na segunda-feira. Encontra-se internado no Hospital de São João, no Porto, e a situação clínica é "muito grave". A situação clínica …

Documentos mostram que assassinos de Khashoggi usaram aviões de empresa controlada pelo príncipe herdeiro

Documentos judiciais revelam que os dois jatos particulares usados ​​pelos supostos assassinos do jornalista Jamal Khashoggi pertenciam a uma empresa que, menos de um ano antes, tinha sido apreendida pelo príncipe herdeiro da Arábia Saudita. Os …

António Guterres agradece confiança do Governo português

O secretário-geral da ONU expressou, esta quarta-feira, agradecimento e humildade por receber o apoio oficial do Governo português para um segundo mandato e prometeu fazer de tudo para continuar a ser digno da renomeação. "O secretário-geral …

Israel identifica cidadãos que não foram vacinados. Na Galiza, quem recusar vacina arrisca multa

O Parlamento israelita autorizou esta quarta-feira o Ministério da Saúde a comunicar às entidades públicas do país as identidades de pessoas não vacinadas contra a covid-19, levantando preocupações sobre a privacidade dos cidadãos que recusam …

Testes por saliva usados em eventos-piloto antes de festivais de verão

Os agentes ligados a festivais e concertos e a Direção-Geral de Saúde (DGS) vão realizar várias experiências-piloto para se perceber em que moldes se podem concretizar os festivais de música no verão. Uma das ideias é …

Mais 49 mortes e 1.160 casos de covid-19. Há menos doentes internados do que no Natal

O boletim divulgado esta quinta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS) indica que foram registados 1.160 novos casos de covid-19 em Portugal. Nas últimas 24 horas, morreram 49 pessoas. Portugal registou, esta quinta-feira, 1.160 novos casos de …

Bruxelas vai rever regras de uso de telemóvel em roaming

A Comissão Europeia vai rever as regras sobre o roaming do telemóvel, ajustando as tarifas máximas e aumentando a transparência, tendo em vista que o regulamento em vigor caduca a 30 de junho de 2022. Segundo …

Amnistia Internacional retira estatuto de prisioneiro de consciência a Navalny

A Amnistia Internacional anunciou que não pode considerar o principal opositor russo um "prisioneiro de consciência" devido a algumas declarações nacionalistas e xenófobas feitas por si no passado. Esta informação foi revelada, na terça-feira, pelo jornalista …

CGTP volta à rua com concentrações nos distritos e greves e plenários nas empresas

A CGTP vai voltar à rua pela valorização dos salários e do emprego e o respeito pelos direitos individuais e coletivos. A CGTP volta à rua com uma Jornada Nacional de Luta descentralizada para exigir melhores …