Guterres recomenda envio de monitores internacionais para vigiar cessar-fogo na Líbia

UN Geneva / Flickr

António Guterres

O secretário-geral da ONU, António Guterres, aconselhou o envio de monitores internacionais para a cidade de Sirte, porta de entrada para os principais campos petrolíferos da Líbia, para observar o acordo de cessar-fogo.

Num relatório provisório ao Conselho de Segurança sobre os acordos propostos para a monitorização do cessar-fogo, divulgado na segunda-feira, o chefe das Nações Unidas disse que uma equipa avançada devia ser enviada para Tripoli, capital da Líbia, como primeiro passo para “fornecer as bases para um mecanismo gradual de monitorização do cessar-fogo (da ONU), baseado em Sirte”.

A Líbia, que possui as reservas de petróleo mais importantes no continente africano, é um país imerso no caos político e de segurança desde a queda do regime de Muammar Kadhafi, em 2011.

Desde 2015, duas forças rivais disputam o poder na Líbia.

A Rússia apoia as forças do marechal Khalifa Haftar, enquanto a Turquia defende o Governo de Acordo Nacional (GAN), reconhecido pela ONU e sediado em Tripoli.

Sob a mediação da ONU, os líderes militares das fações beligerantes do conflito na Líbia encontraram-se em novembro, pela primeira vez, para discutir frente-a-frente a aplicação e a monitorização de um cessar-fogo que tinha sido anunciado em outubro passado.

O acordo prevê a retirada de todas as forças armadas das linhas de conflito e a saída de todos os mercenários e combatentes estrangeiros no prazo de três meses.

António Guterres precisou que a Comissão Militar Mista, com cinco representantes de cada uma das partes rivais, “solicitou que monitores internacionais individuais desarmados e sem uniformes fossem destacados sob os auspícios das Nações Unidas”, trabalhando em conjunto com equipas de monitorização dos governos rivais “para tarefas específicas de monitorização e verificação”.

“Os partidos líbios também transmitiram a sua posição firme de que nenhum destacamento de forças estrangeiras de qualquer tipo, incluindo pessoal uniformizado das Nações Unidas, devia ocorrer em território líbio”, acrescentou o secretário-geral.

Guterres salientou que a comissão acolheu favoravelmente as ofertas de apoio ao mecanismo de monitorização por parte de organizações regionais, incluindo a União Africana, a UE e a Liga Árabe, sob os auspícios da ONU.

A equipa ia providenciar inicialmente “supervisão”, ao longo da estrada costeira, em relação “à remoção de forças militares e mercenários, o destacamento da força policial conjunta e a remoção de resíduos explosivos de guerra, armadilhas e minas”.

“Assim que as condições o permitissem, alargariam o trabalho de controlo ao triângulo Abu Grein-Bin Jawad-Sawknah, e possivelmente mais além”, acrescentou.

Guterres apelou ainda para o apoio das partes no conflito.

“Um cessar-fogo duradouro na Líbia necessita, acima de tudo, da adesão das partes e dos cidadãos comuns” do país, disse o secretário-geral, que exortou também ao respeito do embargo de armas da ONU, amplamente quebrado.

Guterres acrescentou que o destacamento de monitores sob a égide da Missão de Apoio das Nações Unidas na Líbia (UNSMIL, na sigla em inglês) ia exigir financiamento e pessoal dos Estados-membros da ONU.

Na segunda-feira, o embaixador da Tunísia na ONU, Tarek Ladeb, atual presidente do Conselho de Segurança, disse esperar a adoção de uma resolução sobre um mecanismo de monitorização do cessar-fogo antes de os membros daquele órgão discutirem a UNSMIL, em 28 de janeiro.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Reino Unido em choque. Sabina Nessa pode ter sido assassinada por um estranho ainda em liberdade

Sabina Nessa, de 28 anos, terá sido assassinada enquanto caminhava pelo Cator Park, no sudeste de Londres, na passada sexta-feira. O percurso da sua casa até a um bar ia demorar apenas cinco minutos, mas …

A corrida a secretário-geral da UGT terá dois candidatos

É a primeira vez que a corrida à liderança da UGT conta com dois candidatos: além de José Abraão, atual dirigente da Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap), Mário Mourão, presidente do Sindicato dos …

Colapso da Evergrande. China pede a governos regionais que se "preparem para a possível tempestade"

As autoridades chinesas estão a pedir aos governos regionais para se prepararem para um possível colapso da Evergrande. O The Wall Street Journal noticia, esta quinta-feira, que as autoridades chinesas estão a pedir aos governos regionais …

Governo vai testar 35 mil funcionários de creches e pré-escolar até 3 de outubro

Os funcionários das creches, do pré-escolar e a rede nacional de amas começaram esta quinta-feira a ser testados à covid-19, numa ação que até 3 de outubro abrangerá 35 mil pessoas em todo o país. O …

Bem-vindo à última fase do desconfinamento: fim do certificado em restaurantes, máscara em transportes e lares

"Estamos em condições para avançar para a terceira fase de desconfinamento." Foi com esta frase que António Costa deu início à conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta quinta-feira. Portugal vai avançar para a …

EUA reabrirá campo de detenção de migrantes perto da prisão de Guantánamo

A administração do Presidente dos Estados Unidos (EUA) Joe Biden se prepara para reabrir um campo de detenção de migrantes na Baía de Guantánamo, após um aumento de migrantes e requerentes de asilo no sul …

Défice desce para 5,3% do PIB no 2.º trimestre do ano

O défice orçamental do primeiro semestre deste ano é de 5,5% do PIB. A meta do ministro das Finanças para o ano de 2021 é de 4,5%.  O défice orçamental fixou-se em 5,3% do PIB no …

É a maior contração desde 1995. INE revê queda do PIB para 8,4%

A queda foi pior do que se esperava: o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 8,4% e não 7,6%, indicam os recentes dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). O Produto Interno Bruto (PIB) caiu 8,4% em …

EUA aprovam terceira dose da Pfizer para maiores de 65 anos e grupos de risco

A Food and Drugs Adminustration (FDA) anunciou, na noite de quarta-feira, ter dado luz verde à administração de uma terceira dose da vacina da Pfizer em alguns casos. O organismo que regula a comercialização de medicamentos …

Estabelecimentos de Santos vão encerrar mais cedo. Psicólogos alertam que fim de restrições pode levar a excessos

Redução do horário é a solução encontrada pelos empresários para dar resposta à recente onda de criminalidade que se tem registado na zona de Santos. Especialistas em psicologia apontam o levantar das medidas de restrição, …