/

Gripe das aves saltou de galinhas para aves selvagens e está a espalhar-se rapidamente

1

Após uma série de surtos localizados nos últimos anos, a gripe aviária ressurgiu como um dos principais fatores de morte de aves em todo o Reino Unido.

Até às últimas semanas, o último surto da doença – também conhecida como gripe das aves — era tratado principalmente como um problema para galinhas e outras aves domésticas.

Isto desencadeou respostas localizadas, como abates, e os agricultores foram obrigados a manter os animais dentro de casa por seis meses durante o inverno.

Mas relatos de um grande número de aves marinhas selvagens encontradas mortas na Escócia e cada vez mais em Inglaterra e no País de Gales, sugerem que a gripe das aves agora é prevalente em aves selvagens na maior parte do norte da Grã-Bretanha.

Imagens como estas tornarão a crise muito mais visível para o público em geral e, naturalmente, as pessoas perguntarão o que mais podemos fazer para combater o surto.

O surto de gripe aviária de 2021-22

O surto de 2021-22 é um problema global, com casos do subtipo H5N1 virulento detetados na África Ocidental, Ásia e quase todos os países da Europa e América do Norte. É principalmente uma doença de aves domesticadas, onde acredita-se que tenha originado, e levou ao abate de centenas de milhões de aves, incluindo 38 milhões nos EUA apenas neste ano.

O surto foi inicialmente confinado às aves, e os agricultores foram forçados a abater 500.000 galinhas e outras aves. Em resposta, o Reino Unido estabeleceu uma Zona de Prevenção da Gripe Aviária, incluindo zonas de proteção de 10 km em torno dos casos detetados, com restrições à movimentação de aves e biossegurança aprimorada.

Durante o inverno, houve relatos de várias populações de aves selvagens afetadas pela gripe aviária. Estes incluíram a morte em massa de 4.000 aves em Solway Firth, representando um terço da população de gansos-de-faces-brancas que passam os invernos na área.

À medida que a primavera se transformou em verão, agora não há dúvida de que a gripe das aves está a espalhar-se para uma maior diversidade de aves selvagens no Reino Unido.

Além disso, à medida que esta época de reprodução atinge o seu pico, uma grande variedade de aves marinhas foi afetada.

A gripe aviária aumenta a panóplia de problemas que essas aves enfrentam e aumenta as preocupações de organizações como RSPB e Birdlife, que já consideram este surto o pior que o Reino Unido já enfrentou.

  ZAP // The Conversation

1 Comment

  1. A ser verdade que grande shit As aves selvagens estão por todo o lado. Também veio da china essa tal gripe, não veio?

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.