Greves na saúde aumentaram 70% no ano passado

As greves na Saúde provocaram, no ano passado, 115.905 dias de ausência ao trabalho, um aumento de 70% face a 2016.

As greves do setor da Saúde foram responsáveis por 115.905 dias de ausência ao trabalho só no ano passado, mais 69,3% do que os 68.443 dias registados em 20106.

O Jornal de Notícias avança, esta segunda-feira, que estas ausências contabilizam vários profissionais deste setor, nomeadamente, médicos, enfermeiros, técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica e trabalhadores da saúde. Este ano parece caminhar no mesmo sentido, já que a contestação no setor não dá sinais de abrandamento.

Em março, os enfermeiros realizaram uma paralisação; na semana passada foi a vez dos trabalhadores da saúde e a partir de terça-feira, até quinta-feira, os médicos estarão em greve. Para 24 e 5 deste mês está também agendada uma paralisação dos técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica.

Este ano conta já com várias paragens no setor, resta ainda saber se os números vão coincidir com os valores de 2017. No ano passado, de acordo com os dados divulgados pelo jornal, os profissionais de saúde pararam sobretudo nos meses de junho, julho, outubro, novembro e dezembro.

Esta forma de protesto levou ao adiamento de milhares de consultas, cirurgias e exames, tendo sido os utentes a pagaram a maior fatura destas sucessivas paralisações.

Os médicos pedem a compreensão dos utentes, lembrando que a luta é pela qualidade do Serviço Nacional de Saúde. O Bastonário dos Médicos Miguel Guimarães explica ainda que existe um grande desencanto com o atual ministro da Saúde. Por sua vez, os sindicatos acusam o Ministério da Saúde de se recusar a negociar.

Sindicatos médicos publicam nota aos utentes

Os sindicatos que convocaram a greve dos médicos, que começa esta terça-feira, publicaram hoje na imprensa uma mensagem aos utentes, na qual sublinham que o Governo gasta 120 milhões com serviços de empresas de trabalho temporário.

“Um dos argumentos do Ministério da Saúde é que não há dinheiro para implementar as medidas propostas pelos sindicatos. No entanto, gasta 120 milhões de euros com serviços de empresas de trabalho médico temporário, em vez de abrir concursos atempados para a contratação dos médicos especialistas necessários para o SNS”, afirmam os sindicatos.

A greve, que decorre entre terça e quinta-feira, foi convocada pelo Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e pela Federação Nacional dos Médicos (FNAM).

Na nota, os sindicatos explicam que convocaram a greve “face à degradação do Serviço Nacional de Saúde e das condições de trabalho dos médicos” e lembram que a paralisação surge “após dois anos de tentativas de negociação com o Ministério da Saúde”, sem resultados.

“Para termos médicos qualificados nos serviços é preciso descongelar as carreiras. Só com mais médicos qualificados é possível formar médicos mais novos. Estes médicos mais novos precisam de ter acesso a vagas no internato médico, para não os deixar sem formação”, recordam.

Os sindicatos frisam ainda que “os médicos sem formação são médicos indiferenciados e sem especialidade médica, o que compromete a qualidade do Serviço Nacional Saúde”.

“Com a falta de médicos e de serviços, os doentes esperam horas sem fim para serem atendidos, são adiadas consultas e cirurgias, as maternidades funcionam próximas da rotura, assim como a maior parte dos serviços”, sublinham.

Entre os motivos da greve estão a revisão das carreiras médicas e respetivas grelhas salariais, a redução do trabalho suplementar anual, o limite de 12 horas de trabalho semanal em serviço de urgência e o reajustamento das listas de utentes dos médicos de família, de 1.900 para 1.550 utentes.

O descongelamento da progressão da carreira médica e a criação de um estatuto profissional de desgaste rápido e de risco e penosidade acrescidos, com a diminuição da idade da reforma, são outros dos motivos apontados.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rui Rio vence segunda volta. Líder reeleito quer "estabilidade, lealdade e unidade"

O presidente social-democrata, Rui Rio, afirmou hoje que espera poder “trabalhar com estabilidade e lealdade”, recusou que o PSD esteja “partido” e vincou estar “a iniciar o momento para marcar a unidade” no partido. O líder …

Gatos não se importam de comer pessoas mortas (e há um estudo que mostra como o fazem)

Uma nova investigação analisou como é que dois gatos selvagens se alimentaram de cadáveres humanos. Os animais mostraram preferência por corpos específicos ao longo de vários dias. No Forensic Investigation Research Station, no estado norte-americano do …

"Árvores dinossauro". Bombeiros australianos conseguiram salvar floresta pré-histórica

Os bombeiros australianos conseguiram salvar dos incêndios uma floresta com árvores pré-históricas localizada no sudeste do país, anunciou o Governo. Em causa estão árvores da espécie Wollemia nobilis, vulgarmente conhecidas como Pinheiro de Wollemi, que se …

Príncipe Harry e Meghan renunciam aos títulos da realeza

O Palácio de Buckingham anunciou, este sábado, um acordo em que o príncipe Harry e a sua mulher renunciaram aos respetivos títulos, abandonando os deveres enquanto membros seniores da família real do Reino Unido e …

Polaris Slingshot chega ao mercado com um sistema de transmissão inovador

A nova versão do Polaris Slingshot vem equipado com um sistema de transmissão que mescla a condução do manual com o conforto do automático. Para quem não conhece o Polaris Slingshot, apresentado pela primeira vez em …

Turistas estão a invadir Hallstatt, a aldeia austríaca que terá inspirado "Frozen"

Considerado Património Mundial pela UNESCO desde 1997, Hallstatt, na Áustria, possui apenas 778 moradores e tem uma sequência de casas em estilo alpino. Em 2010, antes do lançamento do primeiro filme da Disney, "Frozen", a cidade …

Teerão vai enviar caixa negra do avião abatido para a Ucrânia

O Irão vai enviar para a Ucrânia as gravações da caixa negra do avião ucraniano que abateu acidentalmente, na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais. Hassan Rezaeifer, chefe de investigações de acidentes do …

António Folha já não é treinador do Portimonense

O treinador apresentou a demissão do comando técnico do Portimonense, este sábado, depois de perder na deslocação ao lanterna-vermelha Desportivo das Aves, por 3-0. "Antes de me fazerem qualquer pergunta sobre o jogo, queria transmitir que …

Há pombos cowboys em Las Vegas (e voluntários estão a tentar salvá-los)

Por alguma razão, alguém decidiu colar chapéus vermelhos minúsculos de cowboy em pombos de Las Vegas, nos Estados Unidos. Agora, a equipa do Lofty Hopes Pigeon Rescue está a tentar salvá-los. Há uma missão para resgatar …

Youtube encaminha milhões de utilizadores para desinformação climática

Os algoritmos do YouTube estão a encaminhar milhões de utilizadores de vídeos de empresas para a desinformação sobre as alterações climáticas, através de serviços de publicidade online, de acordo com uma investigação da comunidade virtual …