Glenn Greenwald deixa Intercept e acusa editores de “censura”. Foi proibido de publicar texto sobre Biden

gageskidmore / Flickr

Glenn Greenwald

O cofundador do site de investigação The Intercept, Glenn Greenwald, anunciou a sua demissão e acusou os restantes editores de “censura” por terem impedido a publicação de um artigo seu sobre o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden.

Glenn Greenwald escreveu uma publicação na plataforma digital Substack esta quinta-feira, onde revelou que ia deixar o The Intercept, site de notícias que ajudou a criar, depois do seu trabalho ser censurado. O jornalista explicou que os restantes editores o impediram de publicar um artigo sobre Joe Biden, a menos que removesse as partes em que criticava o candidato presidencial democrata.

De acordo com o The New York Times, o jornalista acusa a direção do site de violar a sua “liberdade editorial” por se recusar a publicar o artigo a menos que Greenwald removesse “todas as secções que criticavam o candidato presidencial democrata Joe Biden, o candidato veementemente apoiado pelos editores do Intercept de Nova Iorque”.

Greenwald partilhou mais tarde no Substack, um site de autopublicação, o rascunho mais recente do artigo, onde “levanta questões críticas sobre a conduta de Biden” e incide sobre os negócios do seu filho Hunter na China e na Ucrânia.

Greenwald ficou conhecido por publicar no The Guardian americano uma investigação sobre os mecanismos de espionagem ilegal levados a cabo pela Agência de Segurança Nacional, expostos por Edward Snowden, pelo qual foi premiado com o Prémio Pullitzer.

Em 2013, fundou o The Intercept, órgão de comunicação com a missão de “escrutinar os poderosos através de um jornalismo destemido e contraditório”.

No entanto, “as mesmas tendências de repressão, censura e homogeneidade ideológica que afligem a imprensa nacional de uma forma geral engoliram o órgão de comunicação que co-fundei, culminando na censura dos meus próprios artigos”, escreveu Greenwald.

Durante uma aparição no podcast de Joe Rogan na quarta-feira – um dia antes de anunciar a sua saída do The Intercept – Greenwald disse: “Acho que nunca fiquei tão enojado com os meus colegas de profissão como nas últimas três semanas por causa desta história.”

“Estão todos desesperados para que Trump perca as eleições, essa é a realidade. Todos querem que Biden ganhe, então não querem partilhar nenhuma informação nem histórias que possam ajudar Biden a perder”, acrescentou.

As críticas de Greenwald são apontadas ao quadro editorial do The Intercept dos EUA, e não à edição brasileira, país onde o jornalista vive há vários anos.

A publicação nega, no entanto, ter censurado o jornalista e acusa-o de “distorções e imprecisões”, garantindo que irá apresentar a sua versão. “Por agora, é importante deixar claro que o nosso objetivo em editar o seu trabalho era assegurar que seria rigoroso e justo”, afirma o site.

O artigo de Greenwald era uma tentativa de “reciclar as acusações duvidosas de uma campanha política – a de Trump – e branqueá-las como jornalismo”, rematam.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Polícia espanhola apreende 387 quilos de cocaína em navio chegado do Brasil

A polícia espanhola apreendeu 387 quilos de cocaína no porto de Santa Cruz de Tenerife, nas ilhas Canárias, numa inspeção feita a um camião que viajava num navio chegado do Brasil. O Ministério do Interior (Administração …

SEF detém suspeito de auxiliar pessoas a emigrar ilegalmente para a Irlanda

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, na segunda-feira, um cidadão europeu por suspeitas da prática do crime de auxílio à imigração ilegal. O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, em Lisboa, um cidadão …

Afinal, primeira morte por covid-19 na Europa foi na Sérvia

Um trabalhador da construção civil morreu de covid-19 em fevereiro de 2020 em Belgrado, 10 dias antes de outra pessoa ter morrido em França, podendo ter sido afinal a primeira morte pela doença no continente, …

Vacina da Johnson & Johnson considerada eficaz pelos Estados Unidos

O regulador norte-americano, a Food and Drug Administration, aprovou a vacina produzida pela Johnson & Johnson para utilização de emergência em todo o país. A vacina de dose única da Johnson & Johnson contra a covid-19 …

Banco de Portugal alerta sobre investimento em Bitcoin e outras criptomoedas

O Banco de Portugal (BdP) lançou esta quarta-feira um novo aviso aos consumidores sobre os riscos relativos ao investimento em bitcoin e outras criptomoedas, devido à "recente volatilidade observada nos preços de determinados ativos virtuais". "Não …

Sismo de magnitude 5,7 perto da capital da Islândia

O epicentro do terramoto, registado às 10:05 (mesma hora em Lisboa), situa-se perto do Monte Keilir, na Islândia. Um sismo de magnitude 5,6 abalou esta manhã o sudoeste da Islândia, incluindo a capital, Reiquejavique, sem vítimas …

Portugal terá de pedir mais fundos a Bruxelas, diz Durão Barroso

O antigo primeiro-ministro e antigo presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, acredita que Portugal terá de pedir mais fundos a Bruxelas, considerando que a crise será mais grave que o que está atualmente previsto. Em entrevista …

Maioria dos portugueses quer manter escolas fechadas (e quase metade defende encerramento até à Páscoa)

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias, Diário de Notícias e TSF revela que a maior parte dos portugueses defende o prolongamento do encerramento das escolas. A eventualidade de voltar a reabrir as escolas …

Costa anuncia apoio a recandidatura de Guterres à ONU. EUA querem voltar à instituição

O primeiro-ministro António Costa formalizou, esta quarta-feira, o apoio de Portugal à recandidatura de António Guterres a secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que ocupa o cargo desde 2016. "António Guterres serviu de forma exemplar …

PS e PSD vão chumbar audição do presidente do Tribunal Constitucional requerida pelo PAN

O PS e o PSD vão votar contra o requerimento do PAN para chamar o presidente do Tribunal Constitucional, João Caupers, à comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, por considerarem que não é competência do parlamento …