Grávida e três idosos mortos à facada em Barcelos

Hugo Delgado / Lusa

Quatro pessoas mortas à facada em São Veríssimo, Barcelos.

Quatro pessoas mortas à facada em São Veríssimo, Barcelos.

Um casal de idosos e duas mulheres, uma delas grávida, foram encontrados mortas na freguesia de São Veríssimo, em Barcelos. Terão sido esfaqueadas por um vizinho da localidade que se entregou às autoridades.

Uma fonte da GNR de Barcelos confirmou à SIC que as vítimas são um casal de 84 e 80 anos, uma mulher de 60 anos e uma outra de 37 anos que estaria grávida de sete meses.

A mesma fonte refere à estação de Carnaxide que foram atacadas “ao nível do pescoço” com “arma branca” e que o suspeito já confessou os homicídios.

Três das vítimas estariam em três casas diferentes, enquanto a grávida terá sido esfaqueada na rua, segundo refere o Jornal de Notícias.

O suspeito dos crimes, um homem de cerca de 60 anos, entregou-se às autoridades, conforme revelou uma testemunha à CMTV, contando que lhe pediu para chamar a GNR.

O JN refere que o homem “estava sob vigilância policial, com pulseira electrónica“, no âmbito de um caso de violência doméstica contra a mulher e os filhos que acabaram por emigrar para França.

“Há cerca de dois, três anos agrediu uma filha com um ferro“, esclarece na SIC o presidente da Junta de Freguesia de São Veríssimo, João Abreu, notando que foram os vizinhos que “evitaram que ela tivesse sido assassinada à paulada“.

“Foi preso e os moradores recusaram-se a fazer testemunho em benefício do homicida e como retaliação, acabou por assassinar estas pessoas”, acrescenta João Abreu.

O presidente da Junta conta também que o suspeito tinha dito que “se havia de vingar delas” e que terá também “agredido a esposa”.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. é pena que uma das vitimas não tenha sido o juiz que decretou que ficasse em prisão domiciliária. E não sei que raio de prisão domiciliária é esta que pemite que estes anormais andem a solta a fazer das suas.

  2. O estado “sacode” este e outros casos de verdadeiros killers, pois custam dinheiro lá dentro, e nós que contribuímos com os nossos impostos para pagar a chulice desta trupe de políticos que façam bom ou mau trabalho são bem pagos por isso é que levamos com isto. Que sociedade em que vivemos!

  3. Concordo em absoluto com o Rui, na verdade é pena que este juiz ou alguém muito querido dele não fosse umas das vítimas, tenho a certeza que numa próxima condenação tudo seria diferente.

  4. Mas afinal que país é este onde vivemos? Ainda há dias saiu um da prisão depois de 14 anos cumpridos por ter assassinado os dois pais, este mata quatro pessoas e no máximo irá cumprir 25 anos correspondentes a um crime e não os cumprirá por inteiro, todos os dias são anunciadas mortes da maneira mais bárbara que pode existir e não há deputados que consigam ver o que se passa à sua volta pois também ninguém os vê por qualquer parte a inteirarem-se dos problemas do povo.

  5. Este é o país do vale tudo, menos a pena de morte, porque se ela existisse era de menos um assassino, este já não matava mais ninguém, nem dava prejuízo ao estado. Agora vai ser condenado, a meio da pena tem atenuantes, é solto e os vizinhos ficam em pavor com o ASSASSINO À SOLTA. Mas esta é a justiça que por cá existe, tanta democracia PODRE.

  6. Pois, aqui é só expert’s….
    Até porque nos países onde há pena de morte (ou penas mais severas), como os EUA, não há muito mais homicídios e criminalidade violenta do que em Portugal, nem nada!…
    Está mais do que provado que as penas mais longas não resolvem nada e em alguns casos até são contra-producentes (basta ver o que acontece nos EUA) e por isso é que a grande maioria dos países civilizados as penas máximas andam nos 20-30 anos.
    Tem é que se investir em prevenir o crime, porque depois já é tarde…

  7. Um homem que fez o que fez à sogra e à filha devia ter ido direitinho para a cadeia cumprir os 3 anos. Deram-lhe suspensa e matou quatro. É culpado, mas o juiz que lhe suspendeu a pena é culpado a dobrar.

RESPONDER

Época balnear arranca no sábado, mas começa mais tarde no Norte

A época balnear arranca no próximo sábado, 6 de junho, mas não em todo o país. No Norte de Portugal só começa a 27 de junho. Segundo o despacho publicado esta quinta-feira em Diário da República, …

Um terço das empresas de restauração não reabriu

Cerca de um terço das empresas de restauração não retomou a atividade e quase metade tem registado uma faturação média inferior a 10%, revelou a associação representativa do setor. A Associação de Hotelaria, Restauração e Similares …

Ministério Público alemão assume que Maddie McCann está morta

O procuradores do Ministério Público alemão acreditam que Madeleine McCann foi assassinada. O investigador Christian Hoppe, do Bundeskriminalamt, revelou que a criança pode ter sido alvejada quando o suspeito assaltava o apartamento da família. O procuradores do …

Nadadores-salvadores devem privilegiar salvamento "sem entrar na água"

A Federação Portuguesa de Nadadores-Salvadores divulgou hoje alguns dos procedimentos que os vigilantes devem adotar na época balnear face à pandemia, como privilegiar o salvamento “sem entrar na água” ou abordar o náufrago pelas costas. “Ainda …

Confederação do Turismo propõe Lay-off simplificado, banco de horas e horário concentrado

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) propôs ao Governo 99 medidas para mitigar as consequências "gigantescas" que a pandemia está a ter no sector, apontando um cenário de "eclipse total e asfixia". Segundo noticiou esta …

Coreia do Norte ameaça romper acordo militar com Seul

A Coreia do Norte ameaçou hoje romper o acordo militar com a Coreia do Sul e fechar o gabinete de ligação transfronteiriça, se Seul não impedir que ativistas continuem a enviar panfletos através da fronteira. A …

Moratórias no crédito prolongadas até 31 de março de 2021

O Governo decidiu estender a moratória nos empréstimos dos bancos às famílias e empresas afetadas pela crise. As prestações e juros só voltarão a ser pagos depois de 31 de março de 2021, apurou o …

Santana Lopes deixou funções executivas no Aliança. Mas não "deserta"

O fundador do partido Aliança deixou, recentemente, as suas funções executivas por "motivos profissionais", mas promete "não desertar", "muito menos em alturas difíceis". No passado dia 15 de maio, Pedro Santana Lopes pediu a suspensão das …

Pela primeira vez em 30 anos, Hong Kong proíbe vigília em memória de Tiannamen

Pela primeira vez em 30 anos, tanto Hong Kong como Macau não vão ter vigílias em homenagem às vítimas do massacre de Tiananmen. A Polícia de Hong Kong proibiu a vigília em memória do massacre de …

Portugal com mais 8 mortos e 331 casos positivos em 24 horas

Portugal registou mais oito mortes e 331 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde. Esta quinta-feira, Portugal registou 1.455 mortes por …