“Gradualismo.” Rio diz que falou com Costa sobre mudanças na lei do estado de emergência

Inácio Rosa / Lusa

Rui Rio descarta a existência de abusos neste estado de emergência, mas considera que a legislação atual está “num quadro do tudo ou nada” e que é preciso aprender com a experiência da pandemia de covid-19.

Rui Rio, presidente social-democrata,defendeu esta quinta-feira que um novo quadro legal sobre o estado de emergência deve conter “algum gradualismo” para evitar “cheques em branco” ao Governo.

Na abertura de uma conferência online organizada pelo Conselho Estratégico Nacional do PSD sobre o “Quadro Legal e Operacional do Estado de Emergência”, Rio não considerou urgente esta revisão da lei, embora admita ter conversado com o primeiro-ministro, António Costa, sobre a utilidade de aproveitar a experiência da pandemia para “ajustar” a legislação.

“A perceção que tenho é de que a legislação está num quadro do tudo ou nada e, se calhar, devíamos ter legalmente diferentes cenários, algum gradualismo, para que a Assembleia não passe um cheque em branco ao Governo para fazer tudo e mais alguma coisa”, afirmou, sugerindo que se possam consagrar “estádios diferentes”.

Para Rui Rio, este “não é um problema premente”: “Apesar de tudo, isto funcionou direito, o Governo não procurou abusar, até ao contrário em algumas circunstâncias, teve medo e, num primeiro momento, foi preciso empurrá-lo para o estado de emergência”, considerou.

O presidente do PSD voltou a referir-se ao recente Congresso do PCP realizado durante o estado de emergência para considerar “útil” o debate sobre uma eventual revisão da lei 44/86, que define o regime do estado de sítio e do estado de emergência.

“É evidente que carece de um aperfeiçoamento na lei, ninguém no seu perfeito juízo dirá que os órgãos dos partidos não se podem reunir. Mas também no seu perfeito juízo dirá que, em cenário de pandemia, é um disparate juntar mil ou 600 pessoas ao mesmo tempo”, afirmou.

Rio recordou que, há mais de um ano, se tinha comprometido com a apresentação de um projeto de revisão constitucional por parte do PSD, o que não foi possível devido à pandemia de covid-19.

“O PSD nem tratou de formular esse projeto, vai começar a fazê-lo em breve. Esta experiência ditará se será ou não necessário algum ajustamento na Constituição ou apenas na lei”, acrescentou, considerando que conferências como a de hoje [esta quinta-feira] significam o “início de uma reflexão” sobre esta matéria.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

China pousa pela primeira vez uma nave em Marte

A China anunciou este sábado que pousou com sucesso a sua primeira nave espacial na superfície de Marte, avançou a agência estatal Xinhua citando a Administração Espacial Nacional da China. Ao pousar na planície Utopia, no …

Garrafas de água, sumo e latas de cerveja podem vir a ter uma taxa até 15 cêntimos

O preço de embalagens de água, sumos ou cerveja vai passar, em 2023, a vir acompanhado de uma taxa de depósito. O valor da tara deve variar entre os 5 e os 15 cêntimos. Como noticia …

Banco Montepio passa de lucros a prejuízos de 15,9 milhões no primeiro trimestre

O Banco Montepio registou prejuízos de 15,9 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano em comparação com lucros de 5,4 milhões no mesmo período do ano passado, foi divulgado esta sexta-feira ao mercado. De acordo …

Aviso da PSP a negar festejos em Alvalade andou “perdido” na CML. Medina sacode responsabilidades

O Sindicato dos Oficiais da PSP garante que município foi “redundantemente alertado” para entendimento de que devia ser recusada colocação de ecrãs gigantes junto a Alvalade. Contudo, a autarquia diz não ter informado os promotores …

Metrópole no Camboja medieval. Estudo mostra quantas pessoas viveram no Império de Angkor

Um novo estudo arqueológico mostra quantas pessoas viveram no antigo Império de Angkor ao longo do tempo. A população era comparável à da Roma antiga. Quão grandes eram as antigas cidades? No seu auge, há cerca …

Prazo para limpar terrenos termina hoje. Proprietários voltam a arriscar coimas

O prazo para a limpeza de terrenos florestais termina hoje, após ter sido prorrogado devido à pandemia e às condições climatéricas, pelo que os proprietários em incumprimento ficam sujeitos a contraordenações, com coimas entre 280 …

Entre indiretas a Rui Moreira e farpas a Costa, Rio acusa PS de ter desistido de ganhar o Porto

O Presidente do PSD participou na apresentação da candidatura de Vladimiro Feliz, que considera "competente" e "trabalhador" à Câmara do Porto. Por outro lado, Rio usou a ocasião para acusar o PS de ir a …

Cientistas descobrem o segredo das pessoas que vivem mais de 105 anos

Uma equipa de investigadores descobriu que os idosos que vivem mais de 105 anos tendem a possuir uma base genética única que torna os seus corpos mais eficazes na reparação de ADN. Esta é a primeira …

Quem já teve covid-19 pode agendar vacina em junho. No verão, vacinados podem vir a deixar máscara

Os doentes recuperados há mais de seis meses de infeção por SARS-CoV-2 vão poder marcar a sua vacinação através do portal de auto-agendamento a partir da primeira semana de junho, confirmou fonte da task force …

Governo aprova 11 milhões de euros para SIRESP de indemnização compensatória

A indemnização compensatória foi aprovada no dia em que o Presidente da República promulgou o decreto-lei que define o modelo transitório de gestão, operação, manutenção, modernização e ampliação da rede de comunicações do Estado SIRESP. O …