Álvaro Santos Pereira: Governo quis “remover a palavra corrupção” do relatório da OCDE

foreignoffice / Flickr

O ex-ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira

O antigo ministro Álvaro Santos Pereira disse esta quarta-feira no parlamento que houve “algum incómodo” e que um membro do Governo e a delegação portuguesa na OCDE quiseram remover a palavra corrupção do relatório da OCDE sobre Portugal, divulgado em fevereiro.

“Houve pelo menos algum incómodo. Quer a delegação portuguesa na OCDE, quer mais tarde um membro do Governo revelaram algumas preocupações com o relatório, nomeadamente manifestaram a sua intenção de remover a palavra corrupção do relatório, porque disseram que o problema da corrupção em Portugal não é dos mais graves”, afirmou esta quarta-feira Álvaro Santos Pereira, na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias.

O antigo ministro falava na qualidade de relator do relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sobre as perspetivas económicas para Portugal – Economic Survey, na parte que se refere à reforma da justiça e à corrupção, a requerimento do PSD. Questionado sobre a identidade do membro do Governo em causa, Álvaro Santos Pereira não adiantou nenhum nome.

O antigo ministro da Economia de Passos Coelho explicou que “a equipa que representou Portugal no comité era liderado pelo secretário de estado das Finanças Mourinho Félix”.

“Nada do que está neste relatório é extremamente controverso, o que não podíamos aceitar é só porque um Governo diz que não gosta da palavra corrupção, essa palavra não apareça”, frisou Álvaro Santos Pereira.

O diretor da OCDE referiu ainda que houve um outro país, “também latino”, que tentou que “não aparecessem gráficos de corrupção” e sublinhou que “em todos os países, desde a Dinamarca à Suécia, até Portugal, Itália e outros a questão da corrupção é central”.

O grupo parlamentar do PS questionou Álvaro Santos Pereira sobre se não seria recomendável o “relator” de um relatório não ser do próprio país, tal omo acontece no Fundo Monetário Internacional, por causa da questão dos conflitos de interesse.

O diretor da OCDE lembrou, contudo, que “não foi o relator” do documento, apontando que o o exemplo do secretário-geral da OCDE que, sendo mexicano, “apresenta muitos relatórios sobre o México”. “Porque é que, então, não posso apresentar relatórios sobre Portugal e falar sobre Portugal?” interrogou Álvaro Santos Pereira .

E questionou os deputados: “Onde é que está o meu suposto conflito de interesses?'”

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

      • Sim, e?
        E leis para melhor a transparência e combater a corrupção?
        Nada… e ainda andaram a vender o país ao desbarato em negociatas que, claramente, “transbordam” corrupção por todo o lado!…
        PS: Quem nomeia o PGR é o PR.

        • Tu és mesmo um profundo ignorante. Não compreendes que o combate à corrupção se faz a partir do momento em que passamos a ter uma PGR verdadeiramente independente? Achas mesmo que se fosse o anterior ou a sua adjunta alguma vez o Sócrates era preso e por aí fora?! Em que buraco é que tu andas enfiado?!
          PS: Quem nomeia o PGR é o PR mas indicado pelo Governo.
          PS2: Pior que ser cego é não querer ver.
          PS3: És burro que nem uma porta

          • “Tu és mesmo um profundo ignorante. ”
            “És burro que nem uma porta.”
            Com argumentos dessa “qualidade”, nem vale a pena dizer mais nada!…
            Pior é quem te dá atenção!…

RESPONDER

Afinal, o buraco negro mais próximo da Terra pode não ser um buraco negro

Um objeto identificado no início deste ano como o buraco negro mais próximo da Terra pode, afinal, não o ser. Depois de reanalisar os dados, diferentes equipas de cientistas concluíram que o sistema HR 6819 …

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …

Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o …

Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente. Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS …

A companhia aérea que faliu devido à covid-19 está de volta

A pandemia de covid-19 foi traiçoeira para muitas empresas. A Flybe, uma das primeiras vítimas, está agora a ressuscitar - e pode voltar a rasgar os céus já no próximo ano. A economia mundial foi muito …

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …