Governo quer soluções para idosos “depositados” nos hospitais

Rodrigo Gatinho / portugal.gov

O Ministro da Saúde, Paulo Macedo

O Ministro da Saúde, Paulo Macedo

O Ministério da Saúde e a Segurança Social vão trabalhar em conjunto para encontrar soluções mais eficazes para casos de idosos “depositados” nos hospitais e para impedir “assimetrias” nas taxas de vacinação em lares, disse hoje o ministro Paulo Macedo.

Durante uma visita ao serviço de urgência e à maternidade do Hospital de Guimarães, o ministro da Saúde explicou, em declarações à Lusa, que há lares com taxas de vacinação de “quase 100%”, mas que existem outros onde essa taxa é quase nula e onde se deixa “infetar” os utentes, levados depois “sem critérios” para as urgências.

Paulo Macedo lembrou ainda que a existência destes “casos sociais” de doentes internados em hospitais sem ser por razões de saúde também influencia o funcionamento das urgências em períodos de maior afluência.

“Vamos trabalhar este mês com a Segurança Social em dois aspetos: por um lado, os casos sociais para pôr estas pessoas onde possam ter assistência que não médica porque já não são casos clínicos, mas sim uma assistência em termos sociais”, apontou o ministro.

Por outro lado, o trabalho conjunto servirá para “ter a certeza de que não há assimetrias nas taxas de vacinação dentro dos lares”, o que, afirmou o ministro, acontece.

“Sabemos que as há. Há lares que têm taxas de vacinação na ordem dos 100% e depois há outros lares que não prestam qualquer atenção a esta taxa e deixam infetar o doente, não cuidam dele atempadamente, deixam infetar todos os outros residentes e depois, pura e simplesmente, são levados para as urgências sem qualquer critério e de forma desatempada”, referiu.

Além disso, o responsável apontou o desejo de ter “soluções mais eficazes” para os chamados casos sociais, que, disse, influenciam também o funcionamento das unidades hospitalares.

“Durante estas épocas festivas uma das razões porque também não havia, por vezes, a possibilidade de agilizar mais camas em internamento é porque há um conjunto de pessoas nos hospitais sem ser por qualquer razão de saúde mas porque são casos sociais”, explanou.

Por isso, Paulo Macedo quer que o funcionamento dos lares seja acompanhado.

“Aqui a questão é sabermos se de facto as pessoas dos lares recebem os cuidados clínicos e de enfermagem a que têm direito e que não são, pura e simplesmente, ao primeiro sinal, despejadas no hospital”, referiu.

Paulo Macedo aproveitou ainda a visita ao Hospital de Guimarães para lembrar dados já fornecidos pela Administração Central do Sistema de Saúde, apontando que na sexta-feira 1.941 médicos ingressam no Serviço Nacional de Saúde para o início do ano comum do internato médico.

Destes médicos, 201 (10,35%) são portugueses licenciados em países terceiros, na sua maioria Espanha (131) e República Checa (48), e 58 têm nacionalidade estrangeira.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Veneno de caracol marinho usado para criar insulina híbrida promissora no tratamento da diabetes

Cientistas criaram uma versão minimalista e híbrida de insulina, a partir da hormona humana e de um caracol marinho, que pode vir a melhorar o tratamento da diabetes, divulgou a universidade norte-americana de Ciências da …

Sequelas da covid-19 em doentes mais graves ainda estão por compreender

O acompanhamento depois da alta para doentes que estiveram internados com covid-19 é um dos grandes desafios do sistema de saúde para compreender que sequelas, por enquanto desconhecidas, a doença poderá deixar. “Só daqui a seis …

Criança nasce com duas bocas nos EUA. É o 35.º caso registado desde 1900

A menina, nascida nos Estados Unidos, foi operada ao seis meses para remover a cavidade oral secundária, que incluía dentes, língua e um lábio. Uma bebé nasceu nos Estados Unidos com duas bocas, devido a uma …

Funcionários do Facebook em "greve virtual" face à recusa de Zuckerberg em agir contra Trump

Os funcionários do Facebook estão insatisfeitos com a decisão do fundador da rede social de manter uma postura neutra perante as recentes publicações do Presidente dos Estados Unidos. De acordo com o jornal The Guardian, os …

Inteligência Artificial recria "verdadeiro" rosto de Napoleão Bonaparte

Recorrendo a uma técnica de Inteligência Artificial, um artista holandês criou um retrato em alta definição do imperador francês Napoleão Bonaparte. O fotógrafo freelancer holandês Bas Uterwijk, cujo pseudónimo é Gandbrood, recorreu a uma rede neuronal …

"Apito" da covid-19. Novo teste deteta novo coronavírus em apenas um minuto

Uma equipa de cientistas da Universidade Ben-Gurion, em Israel, desenvolveu um novo dispositivo que é capaz de detetar a presença do novo coronavírus no organismo humano em apenas um minuto. O novo teste, desenvolvido pelos investigadores …

"We Call it Alentejo". Novo filme promocional destaca as maravilhas alentejanas

A gastronomia e vinhos, as pequenas aldeias, a sustentabilidade e a natureza são atributos do Alentejo evidenciados no mais recente filme promocional do território, lançado pela agência regional de promoção turística para chamar visitantes estrangeiros. Com …

Curandeiro convocou cerca de 100 pessoas para se abraçarem contra a "farsa" da pandemia

Josep Pàmies, um agricultor espanhol defensor das terapias alternativas, convocou cerca de 100 pessoas a abraçarem-se a beijarem-se contra a "farsa" da pandemia. No sábado, cerca de uma centena de pessoas juntaram-se em Balanguer, na província …

Rússia anuncia início de ensaios clínicos de uma vacina contra a covid-19

A Rússia vai começar os ensaios clínicos de uma vacina contra a covid-19 em 50 soldados que se ofereceram para participar nos testes, anunciou esta terça-feira o Ministério da Defesa. "Para verificar a segurança e eficácia …

Montenegro tem uma carta na manga para promover o turismo

Para incentivar o turismo, Montenegro tem a intenção de usar a carta da segurança sanitária para convencer os turistas estrangeiros a visitar o país. No dia 25 de maio, Montenegro declarou-se um "país livre de coronavírus" …