Dois anos, 9 meses e 18 dias. Governo e professores falham acordo sobre tempo das carreiras

André Kosters / Lusa

O Ministro da Educação Tiago Brandão Rodrigues

A reunião desta sexta-feira acabou sem acordo. Ministro da Educação anunciou que o Governo vai aprovar um decreto-lei que só vai reconhecer dois anos, nove meses e 18 dias aos professores.

O Governo vai aprovar um decreto-lei para reconhecer aos professores apenas 30% do total de tempo de serviço que os docentes viram congelado, isto é, dos nove anos, quatro meses e dois dias o Governo só vai considerar dois anos, nove meses e 18 dias.

O anúncio foi feito após a reunião negocial com os sindicatos, que acabou sem acordo, em conferência de imprensa pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues. A medida só terá efeitos a partir de janeiro do próximo ano, mas o ministro não revelou quando irá ser aprovado o decreto-lei.

Ministério das Finanças e Ministério da Educação esclarecem que o tempo de serviço que vai ser considerado diz respeito a uma fatia do congelamento que esteve em vigor entre 2011 e 2017.

Além disso, o comunicado do executivo refere ainda que “a solução apresentada significa uma aceleração muito significativa das progressões a partir de 1 de janeiro de 2019, no limite do esforço financeiro que o país pode fazer“.

O Governo entende assim que está a cumprir o previsto na lei do Orçamento do Estado para 2018, uma resposta às acusações do PCP e do Bloco de Esquerda que acusaram o Governo de não cumprir a lei.

No que diz respeito à reunião desta sexta-feira, Tiago Brandão Rodrigues afirmou que a inflexibilidade dos sindicatos travou as negociações. “Fizemos uma proposta às organizações sindicais de podermos bonificar os docentes com dois anos, nove meses e 18 dias e os sindicatos foram absolutamente inflexíveis“, explicou, frisando o que considerou ser a “boa fé” e “flexibilidade” do Governo durante todo o processo.

Mário Nogueira, secretário geral da Fenprof, adiantou que o Governo não comunicou esta decisão durante a reunião, que foi “deserta” sem “qualquer resposta”. Em reação, a Fenprof manteve a greve marcada para outubro, avança o Observador. A paralisação irá acontecer entre os dias 1 e 4, correspondendo cada dia a uma região diferente do país.

À saída, Mário Nogueira resumiu a reunião com o Governo como “uma comédia de muito mau gosto”. “Esta reunião foi um autêntico deserto sem respostas. Agora, é a luta. Neste momento não há negociação. Acabou”, avançou ainda o líder da Fenprof.

Entretanto, o primeiro-ministro António Costa reagiu, lamentando que os sindicatos se tenham “mantido irredutíveis no finca-pé, sem terem correspondido ao esforço” do Governo para encontrar um consenso.

Tenho pena. Como se costuma dizer, é sempre preferível um mau acordo que um desacordo. Tenho pena que não tenha havido acordo”, disse Costa, acrescentando que espera que o ano letivo decorra “da forma mais tranquila possível”

Os professores saberão distinguir bem, como sempre souberam distinguir, aquilo que são conflitos laborais daquilo que é absolutamente fundamental que é o seu compromisso com as crianças, com as famílias, com o país”, concluiu.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A caminho da destruição. Encontrado exoplaneta que orbita a sua estrela em apenas 18 horas

Astrónomos da Universidade de Warwick descobriram um exoplaneta com o mais pequeno período orbital de qualquer exoplaneta conhecido. Chamado de NGTS-10b, o recordista completa uma rotação em torno da sua estrela em apenas 18 horas. O …

Como seria o Universo sem matéria escura? Os cientistas simularam-no (e ficaram surpreendidos)

Há quase meio século que os astrónomos estão convencidos de que a maior parte do Universo é formado por matéria escura, invisível para os nossos instrumentos e que só conseguimos detetar através da gravidade. Mas …

Estes pássaros evitam comida nojenta após terem visto vídeos no computador

Aves capturadas por uma equipa de investigadores finlandesa aprenderam a evitar certos alimentos após terem assistido a vídeos de outros pássaros a comer essas mesmas comidas e a reagir negativamente. Os cientistas capturaram 39 espécimes de …

Mitsubishi apresenta solução para escritórios stressantes: claraboias virtuais

Se depender da Mitsubishi, a cultura de trabalho do Japão vai ficar menos stressante e depressiva, graças à sua mais recente invenção. A divisão de equipamentos elétricos da gigante japonesa Mitsubishi lançou um sistema de claraboia …

FC Porto 1-0 Portimonense | Génio de Telles garante triunfo

O FC Porto sofreu bastante para vencer o Portimonense, 17º classificado da Liga NOS, por 1-0. Naturalmente dominadores e donos da iniciativa atacante desde os primeiros minutos, os “dragões” terminaram com uma superioridade estatística à prova …

Vulcões de gelo surgem nas margens de um lago gelado nos Estados Unidos

As estranhas e inusitadas formações de gelo surgem quando as temperaturas atingem valores muito baixos, e proporcionam um verdadeiro espetáculo nas margens do lago Michigan, nos Estados Unidos. No dia 16 de fevereiro, funcionários do Serviço …

Pela primeira vez, átomos são capturados de forma individual

Naquela que é uma estreia na física quântica, investigadores "mantiveram" átomos individuais no lugar e observaram interações atómicas complexas nunca antes vistas. Pela primeira vez na física quântica, investigadores conseguiram "segurar" átomos individuais num local fixo …

Sporting 2-0 Boavista | Plata fez xeque-mate às panteras

O Sporting venceu e convenceu. Os “leões” venceram neste domingo o Boavista por 2-0, num duelo relativo à 22ª jornada da Liga NOS. Numa espécie de jogo de xadrez, os comandados de Jorge Silas fizeram xeque-mate …

Exército sem candidatos suficientes para preencher 70 vagas

O Exército português abriu um concurso, em janeiro, para preencher 70 vagas para oficiais contratados. Pela primeira vez, não teve candidaturas suficientes: recebeu 145, quando devia ter recebido pelo menos 304. De acordo com o jornal …

Recuperados novos artefactos do HMS Erebus, um dos navios que se perdeu no Ártico há 170 anos

Uma equipa de investigadores continua a tentar resolver o mistério do misterioso desaparecimento da expedição de Sir John Franklin em busca da Passagem Noroeste. Agora, os arqueólogos subaquáticos revelam mais de 350 artefactos recém-recuperados do HMS …