Governo prepara revolução nas reformas e abre guerra com militares

O Governo está a preparar um conjunto de alterações profundas ao regime de reformas dos militares, entre as quais a equiparação das pensões militares à dos polícias, aumentando assim a idade da reforma para mais um ano e dois meses.

Diário de Notícias avança a notícia esta sexta-feira com base num documento de trabalho, que foi distribuído ao mais alto nível para pareceres reservados, a que teve acesso.

O diploma, escreve o jornal, partiu da iniciativa da ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, que “assumiu publicamente querer equiparar os regimes da PSP e da GNR, colocando polícias militares ao mesmo nível”.

De acordo com o diário, o documento preparado vai mais longe, alargando-o aos militares das Forças Armadas e do Exército e ao pessoal da Marinha e do Exército e ao pessoal do Corpo da Guarda Prisional.

O jornal salienta que, no preâmbulo do referido projecto de lei, é apontado que se pretende “proceder a uma uniformização das condições e das regras de atribuição e de cálculo das pensões de aposentação e de reforma e de pensão de velhice entre os militares das Forças Armadas, da GNR, da Polícia Marítima e outro pessoal militarizado, dos agentes com funções policiais da PSP e do pessoal do Corpo da Guarda Prisional”.

“Frontalmente contra”

A Associação Nacional de Sargentos considera “inaceitável” a intenção do governo de aumentar a idade da reforma dos militares para mais um ano e dois meses (igual à dos polícias).

A Associação Nacional de Sargentos (ANS) é “frontalmente contra, porque há determinadas funções que os militares têm que não são compagináveis a degradação física própria da idade”, salienta, em declarações à agência Lusa, José Gonçalves, presidente da ANS.

O presidente da ANS diz não ter conhecimento oficial desta informação, adiantando que na quinta-feira foi ao Ministério da Defesa entregar um ofício a solicitar informações ao ministro Azeredo Lopes.

“Quero lembrar também que houve uma redução de efectivos. Neste momento, somos 32 mil militares a dar resposta a tudo o que é actividade operacional das Forças Armadas. Trinta e dois mil militares é metade do Estádio da Luz“, sublinha ainda José Gonçalves.

O dirigente associativo realça que estes 32 mil militares têm de dar cobertura à Zona Económica Exclusiva (ZEE) em termos de segurança e patrulha, busca e salvamento, o que é “impraticável com pessoas com idades acima de determinado patamar”.

“Nós estamos a trabalhar em frentes operacionais no limite e os próprios chefes militares têm referido isso. Não estamos a ver de que forma o Governo poderá empenhar mais anos nesta actividade sem recrutar mais gente para as forças armadas”, acrescenta.

O mesmo responsável frisa que a média de idade da reforma está actualmente nos 55 anos, mais 40 anos de serviço.

“Há actividades que são críticas dentro das Forças Armadas como por exemplo os nadadores-salvadores, pilotos, bombeiros, entre outras”, salienta.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Reformados aos 55 anos… por estarem velhos para a profissão, até acho bem, ser militar é deveras exigente para os mais novos e muito mais para os mais “velhos”…
    No entanto acho mal que a maior parte das vezes esses militares que estão velhos para serem militares, que recebem pensão para deixar de trabalhar… vêm cá para fora fazerem por vezes o que faziam lá dentro…. e cá fora já não são velhos??? o problema não é o facto de terem 2 ou 3 ordenados, o problema é que se foram reformados… não podem ou não devem trabalhar cá fora.

  2. Como é normal e justo: nenhum reformado do estado pode acumular a reforma com outra actividade privada.
    A menos, claro está, que seja um deputado, político ou gestor de alto nível!!!

  3. https://www.dinheirovivo.pt/invalidos/portugal-tem-uma-das-idades-de-reforma-mais-elevadas-do-mundo/

    Ora 55 anos, mais 40 anos de serviço. Se entrou para a tropa num minimo com 17 anos 17+40= 57 aos 57 passa a reserva de 5 anos = reforma aos 62 acho que não me enganei nas contas, mas se entrar como a média com 20 anos então a reforma é aos 65 afinal não difere muito da lei civil. Defendem a pátria com o sacrifício da propria vida! com a agravante de um serviço mais exigente disponivis 24horas por dia e a qualquer hora e sem limite de horas essa história das 35 / 40 horas semanais não se aplica aos militares. Descontam como o resto dos cidadãos IRS, CES, CGA/SS, ADM (saúde) e durante 14 meses mas se uma pessoa estiver doente um ano inteiro estará doente 12 meses porque raio terá de descontar 14 meses, e não estão isentos de taxa moderadora. Outra da saúde é relativa ao conjuge onde se o conjuge trabalhar por mais mais mal pago que seja o emprego tem de descontar também para a sáude ADM, se a quiser ter (e atualmente para que serve o ADM? para engordar o IASFA?), mas sobre o ordenado do militar. Se não trabalhar que é o caso de desempregada ou porque não precisa por o militar ser de alta patente e receber um bom soldo, nesse caso o ADM é gratuito, ou melhor é só suportado pelo militar, é à moda dos tempos modernos aos ricos não custa até porque os descontos pouca mossa fazem aos pobres não lhes descontam nada e aos assim assim esses são chupados até aos ossos e depois logo se vê.
    Afinal para que existe um ministro da defesa se a ministra da ADM INT resolve tudo a bem da economia podia-se acabar com o da defesa.

  4. 32000 é metade do estádio da luz.
    Não consigo imaginar está ordem de grandeza pq nunca entrei no estádio da luz.
    Quantas vezes é que enchiam o teatro de S Carlos

  5. 0 reformado ou o pensionista do governo não pode cà fora trabalhar em qualquer instituição de governo,mas nos privados podem.Este comentário é para as pessoas que não sabiam,assim á menos mal entendidos alberto pereira

RESPONDER

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …

Ventura anuncia recandidatura ao Chega e só sai do parlamento quando “metade daquela esquerda" sair

André Ventura anunciou esta noite a recandidatura à liderança do Chega, numa cerimónia em Leiria em que disse que só vai sair do parlamento “quando metade daquela esquerda sair”. “Estamos a fazer uma revolução democrática e …