Governo polaco “faz limpeza” nas rádios e televisões públicas

O presidente da Polónia, Jaroslaw Kaczynski

Os conservadores no poder na Polónia vão ter o controlo dos “media” públicos do país, tendo confiado ao ministro do Tesouro a nomeação de novos responsáveis editoriais e diretivos após a aprovação de uma lei polémica no Parlamento.

Aprovada por 232 deputados, com 152 votos contra e 34 abstenções, a nova lei foi apresentada segunda-feira no Parlamento pelo governo do presidente Jaroslaw Kaczynski, para debate com caráter de urgência.

As novas disposições implicam o fim imediato dos mandatos dos atuais membros das direções de informação e dos conselhos de fiscalização da televisão e rádio públicas.

Tudo estará dependente do ministro do Tesouro polaco, que terá a competência de nomear e demitir os novos diretores dos órgãos de comunicação social públicos, até aqui escolhidos por concurso organizado pelo Conselho Nacional do Audiovisual (KRRiT).

Várias organizações internacionais, como a União Europeia de Rádio Televisão, a Associação de Jornalistas Europeus, os Repórteres Sem Fronteiras, manifestaram já “indignação” face às novas disposições, “introduzidas à pressa e sem qualquer consulta e análise prévias”, lê-se no portal da UER.

Também o vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans, “já pediu informações” ao Governo polaco sobre o projeto de lei aprovado.

Por seu lado, e numa carta dirigida ao ministro da Cultura polaco, a AEJ declara-se “profundamente preocupada” com as alterações aprovadas.

“As disposições colocam a televisão e a rádio públicas sob o controlo direto do Governo, implicam despedimentos por razões políticas de jornalistas respeitados e conduz a uma ingerência editorial sistemática no conteúdo das emissões e, favor do próprio Governo”, lê-se no documento da AEJ.

“Num primeiro passo, modificamos os princípios de eleição dos responsáveis da televisão pública (TVP) e da Rádio Polaca (PR)”, disse aos jornalistas o vice-ministro da Cultura, Krzysztof Czabanski, encarregado da reforma no setor.

A etapa seguinte, prosseguiu, é aprovar uma lei sobre os “media” nacionais que vai alterar o regime de funcionamento dos órgãos de comunicação social públicos, bem como os princípios do respetivo financiamento.

O partido Direito e Justiça (PiS), de Jaroslaw Kaczynski, já indicou na televisão e na rádio públicas, bem como na agência noticiosa PAP, que as sociedades de direito comercial controladas pelo Estado serão transformadas em instituições culturais, enformadas por um Conselho de Media Nacionais, a criar pelo executivo.

Segundo o PiS, as alterações conduzirão a uma “racionalização” de meios e à “diminuição” dos custos da gestão das empresas públicas de comunicação social e ainda a “elevar os níveis profissionais e éticos necessários para realizar a missão pública”.

Para toda a oposição polaca, as novas disposições constituem “uma simples tomada de poder nos meios de comunicação social públicos” por parte dos conservadores, no poder há cerca de seis meses.

Para entrar em vigor, a nova lei terá de obter a aprovação do Senado, dominado pelo PiS.

Bom Dia

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. No mundo existem MAUS ditadores, e esses levam no trombil no momento apropriado, e BONS ditadores, como este Jaroslaw Kaczynski, que a Europa acarinha enternecedoramente, até ao dia que se torne inconveniente, sei lá… e a história vai-se repetindo, sem que se aprenda muito com o passado.

RESPONDER

Cientistas explicam porque trabalhar à noite faz mal aos intestinos

As pessoas que trabalham à noite têm mais probabilidades de desenvolver inflamações intestinais, porque há células que contribuem para a saúde intestinal que deixam de receber informações vitais do cérebro, indica um estudo divulgado esta …

Marinha dos EUA admite que vídeos de OVNI's são verdadeiros (e não era suposto ninguém saber)

A Marinha dos EUA confirmou que imagens de OVNIs que surgiram nos últimos anos são reais e que nunca pretenderam que o vídeo fosse visto pelo público. As imagens que apareceram pela primeira vez online em …

O Pólo Norte vai ter um hotel de luxo (iluminado pelas auroras boreais)

https://vimeo.com/360873720 O hotel "mais a norte do mundo" só existirá durante um mês e o glamping de luxo será para muito poucos: o custo é de 95 mil euros por pessoa por três dias. Em 2020, o …

Whitney Houston vai regressar aos palcos (em holograma)

Whitney Houston vai "regressar" aos palcos, em formato holograma. Foi anunciada uma digressão da cantora por várias salas do Reino Unido, em 2020. Os planos para uma digressão de holograma de Whitney Houston têm sido discutidos …

Victor Vescovo diz que chegou ao ponto mais profundo dos oceanos. James Cameron não concorda

James Cameron levantou dúvidas sobre as recentes declarações de Victor Vescovo sobre ter quebrado o recorde do mergulho mais profundo no oceano, dizendo que o empresário não pode ter descido mais, uma vez que não …

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …