Governo de Passos escondeu alertas sobre a CGD até 15 dias antes das eleições

José Sena Goulão / Lusa

Pedro Passos Coelho, Maria Luís Albuquerque

Pedro Passos Coelho, Maria Luís Albuquerque

O Ministério das Finanças de Maria Luís Albuquerque manteve na gaveta, durante seis meses, pareceres que davam conta do agravamento da situação financeira da Caixa Geral de Depósitos, só os despachando a 15 dias das eleições legislativas de 2015.

Uma informação apurada pelo jornal Público que salienta que há, pelo menos, dois pareceres da Inspecção-Geral das Finanças que “mostravam agravamento das imparidades da CGD” e que terão estado “guardados” durante seis meses.

Os documentos “estiveram guardados de Março a Setembro e só foram despachados pelo secretário de Estado das Finanças, Manuel Rodrigues, quinze dias antes das eleições legislativas de 2015″, destaca o diário.

Estes pareceres reportavam a relatórios trimestrais da Comissão de Auditoria da CGD de 2014, debruçando-se sobre o período de recapitalização do banco, levado a cabo por Maria Luís Albuquerque e decretado pelo ex-ministro das Finanças, Vítor Gaspar, em 2012, que resultou numa injecção pública de cerca de 1500 milhões de euros.

O Público conclui assim, que “é certo que apesar de o Governo saber da degradação da situação das imparidades, não ordenou qualquer auditoria ao banco”.

Um dado que vem ao encontro do relatório do Tribunal de Contas, divulgado na semana passada, e que acusa as Finanças de falta de controlo na CGD entre 2013 e 2015.

ZAP

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Lá está a Marilú e Passos no seu melhor.
    Esta notícia também não é surprendente, se pensarmos que o objectivo desta gentinha neoliberal era privatizar tudo. A CGD estava na linha, só que não foram a tempo. Embora não tivesse gostado da forma como Costa chegou ao poder, mesmo não sendo caso unico porque Passos fez o mesmo uns anos antes, começo a achar que Costa fez bem, pelo que vamos vendo.
    Achei graça a Passos quando disse que foi o unico primeiro ministro a meter dinheiro na CGD, pois é, esqueceu-se foi de dizer que nunca tivemos uma crise no sistema financeiro tão grande como houve e há, e que a CGD foi chamada pelo governo a injectar muito dinheiro em causas alheias para safar Bancos privados ” de amigos”. Por isso ficou descapitalizada. Para quem queria privatizar tudo, esta situação complicou os planos, porque a CGD, para ser vendida, tinham de recapitalizá-la outra vez e isso, se eles se tivessem mantido, iam fazê-lo para depois a “despacharem” com continhas em dia. São uns belos artistas, Passos Coelho e a Marilú.

    • curiosamente os unicos que pediram à CGD para meter dinheiro nos bancos amigos foram os governos PS…curioso de facto. Nota-se claramente a sua falta de conhecimento da recapitalização do sistema financeiro que foi feita com recurso a um financiamento da UE a 5% e que o governo emprestou aos bancos BCP e BPI em forma de CoCo’s a taxas de 8.5% crescente (a ganhar dinheiro portanto). Os tais “artistas” pegaram num País deixado falido pelo governo PS e endireitaram as contas. E já agora, PPC foi eleito após queda do governo PS pelo cumbo do PEC 4, não chegou ao poder da mesma forma que o Costa, há que saber um bocado do que se fala antes de comentar. E já agora, a crise de 1998, 2000 e 2009 foram graves a nível internacional, a diferença é que não tinhamos tido um socas a encher o bolso e a falir o país com o costa como numero 2 a ver tudo passar (sim pq acreditamos que ele nao sabia nem viu nada).

  2. Mas afinal a “geringonça/PS/PCP/BE” para recusar a auditoria externa às contas não está a argumentar que a devassa e divulgação dos problemas da caixa só agravariam a situação da Caixa?….Se é assim agora, então o que é que esteve mal no governo da coligação PSD/CDS?…Mas em boa verdade este alerta referia a toda a “porcaria” que os “Boys” nomeados pelos governos do PS andaram a fazer na CGD durante quase 2 décadas!….

    • Isso é que é transformar o assunto de modo a “puxar a brasa à sua sardinha”, … Carlos Rocha. No governo do PSD/CDS esteve tudo bem!
      E já agora, os seus amigalhaços só não privatizaram a Caixa, porque a “maravilhosa banca privada” começou toda a dar raia e assim perderam a oportunidade de privatizar a Caixa.
      Já viu o que era tornar a Caixa também um banco privado, quando os bancos privados estavam todos a falir?

    • Ora aí está a verdade. A imprensa publica o que quer e só acredita quem quer. Só os tótós acreditariam que se o anterior governo tivesse feito asneiras na CGD a geringonça ficaria calada. Olhem logo quem… O bosta que está sempre a mandar postas de pescada podres, qdo alguma não lhe agrada, alguma vez o ouviram falar sobre a CGD? Pq se recusa a geringonça a fazer uma auditoria à CGD como o anterior governo tem exigido? Ficam calados e nem uma palavra. Pq será? Pensam que eles não sabem a porcaria que encontrariam e os responsáveis? Vcs leem os artigos da imprensa que agora deu para carregar no anterior e toca todos a mandar tiros às cegas. É como a da venda de parte das minas de diamantes…alguém sabe o que se passou? O que forçou essa venda? A razão dessa venda? Não acham estranho a imprensa saber e a geringonça não saber? Pq não se manifesta? Mas saltam todos como bulldogs sem saberem de nada. A imprensa é tendenciosa. Qdo um governo é novo, está nas boas graças, é só notícias más do anterior e boas do atual, seja quem for e qdo for. Hoje estão uns na mó de baixo e outros na mó de cima, qdo houver mudanças será a mesma coisa, só mudam de lugar, mas o veneno é destilado pela imprensa na mesma.

  3. É por estas e por outras que já não se pode confiar nos políticos, porque aos poucos percebe-se que a grande maioria destes recorrem a esquemas, conforme são os seus interesses, para mascararem a realidade.

RESPONDER

Epidemiologista chefe da DGS abandona cargo. Saída foi "programada"

A chefe da divisão de Epidemiologia e Estatística da Direção-Geral da Saúde, Rita Sá Machado, vai integrar a equipa da Missão Permanente de Portugal junto dos Organismos e Organizações Internacionais das Nações Unidas, em Genebra. A …

"É com Vieira que o FC Porto consegue tirar a final da Taça do Jamor"

Rui Gomes da Silva, candidato à presidência do Benfica, apontou baterias ao atual presidente das águias, Luís Filipe Vieira, poucas horas depois de a Federação Portuguesa de Futebol ter anunciado que a final da Taça …

Rui Rio propôs fim dos debates quinzenais sem consultar deputados

A bancada do PSD só recebeu as propostas do partido para alterar o regimento da Assembleia da República mais de 24 horas depois do anúncio feito por Rui Rio, na terça-feira, no Porto. Rui Rio, líder …

TAP escapa à nacionalização. Estado assume controlo com 72,5% da companhia

O Estado e os acionistas privados da TAP estão perto de chegar a acordo, devendo a companhia aérea escapar à nacionalização. Ainda não há fumo branco, mas o acordo sobre o futuro da TAP deverá …

Encontradas 115 crianças enterradas com moedas na boca na Polónia

Trabalhadores que construíam uma nova estrada na Polónia encontraram os restos de 115 corpos de crianças enterras com moedas na boca. Durante os trabalhos de construção de uma autoestrada em Jezowe, na Polónia, trabalhadores descobriram restos …

À frente de Figo, Futre e Ronaldo. Joelson é o terceiro mais novo de sempre a estrear-se pelo Sporting

O Sporting venceu esta quinta-feira na receção ao Gil Vicente, por 2-1, no jogo de encerramento da 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol. A partida marcou também a estreia do jovem extremo Joelson …

Austrália pondera dar refúgio a quem abandone Hong Kong

O primeiro-ministro australiano disse esta quinta-feira que o Governo está a ponderar dar refúgio aos residentes de Hong Kong que desejem abandonar a ex-colónia britânica devido à nova lei de segurança nacional imposta por Pequim. Scott …

Vieira ainda sonha com Jesus (e a Libertadores pode ajudar no regresso)

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, não desistiu de voltar a colocar Jorge Jesus no comando técnico da equipa da Luz e, caso a Taça dos Libertadores não seja realizada, o regresso do treinador …

Marta Temido garante que não há descontrolo em Lisboa (mas assume falhas)

Em entrevista à RTP, a ministra da Saúde garantiu que não há "descontrolo" na evolução da pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, mas sublinhou que se trata de uma "situação de sobressalto, …

A genética ajuda a determinar o quão afetuosas são as mulheres (mas não os homens)

A genética desempenha um papel importante no nível de afetividade das mulheres, mas o mesmo não acontece entre os homens, concluiu uma nova investigação científica levada a cabo com gémeos. Na nova investigação, recentemente publicada …