Estado de emergência no Sudão. Militares assumem o poder

Stringer / EPA

Manifestante contra Governo militar no Sudão.

Com a queda do presidente Omar al-Bashir no Sudão, um Governo militar provisório vai assumir o poder por dois anos. No entanto, os sudaneses manifestaram-se e rejeitam essa hipótese.

Omar al-Bashir esteve quase 30 anos no poder, ao longo dos quais foi acusado de crimes de guerra e genocídio. O até agora vice-presidente e ministro da Defesa, o general Ahmed Awad Bin Auf, anunciou esta quinta-feira que o regime de al-Bashir caiu. Com isto, será o próprio a comandar um Governo provisório durante dois anos.

Os sudaneses ainda celebram a queda de Omar al-Bashir, mas agora manifestam-se, recusando que um Governo militar assuma o controlo do país e exigem um Governo civil. As ruas de Cartum encheram-se com manifestantes que, segundo a Euronews, não aceitam uma governação tão longa do conselho militar e exigem um Governo civil de transição.

“Se não trouxerem um Governo civil que represente adequadamente o povo sudanês, a nossa revolução será incompleta e não representará as esperanças e sonhos do povo sudanês. Por essa razão, continuaremos a greve e ficaremos na praça, até que todas as nossas exigências legítimas sejam atendidas”, disse um dos manifestantes.

Segundo a agência de notícias do Sudão, as forças armadas declararam respeitar todos os tratados “regionais e internacionais” e trabalhar para “a preservação e a dignidade dos direitos humanos”, assumindo ainda um “compromisso com as relações de boa vizinhança, assegurando relações internacionais equilibradas, tendo em conta os interesses supremos do Sudão”.

No entanto, o povo sudanês não se mostra satisfeito e as suas pretensões são apoiadas pela União Europeia e pelos Estados Unidos da América, que pedem que seja feita uma “rápida transiçãopara um Governo civil.

Ahmed Awad Bin Auf anunciou que o Sudão ficará sob estado de emergência nos próximos três meses e que os presos políticos serão imediatamente libertados. Apesar das promessas do chefe militar, os sudaneses não depositam grande confiança em Bin Auf, que era vice-presidente de al-Bashir.

De acordo com a Associated Press, vários veículos militares foram enviados para junto das principais pontes sobre o Nilo, em Cartum, enquanto milhares de populares mantêm as concentrações de protesto em vários pontos da capital, sobretudo junto ao quartel-general do Exército.

O Comité Central de Médicos do Sudão, uma organização sindical da oposição, afirmou que aumentou para 22 o número de mortos, desde sábado, entre os quais cinco militares que defendiam os manifestantes dos elementos do corpo de polícia.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

App deteta sinais de anemia. Basta fotografar a pálpebra com o smartphone

Uma equipa de cientistas desenvolveu um novo software capaz de tornar o diagnóstico de doenças do sangue muito mais simples, usando a câmara de um smartphone para avaliar os níveis de hemoglobina. A hemoglobina é uma …

O monumento mais alto do cemitério de Nova Orleães conta uma história de vingança e mesquinhez

Com 24 metros de altura, o Monumento Moriarty é o mais alto no cemitério Metairie de Nova Orleães, nos Estados Unidos. A sua construção conta uma história de mesquinhez: o memorial foi uma desculpa para …

FBI detém membro de um dos mais perigosos e lucrativos grupos de hackers

O FBI deteve recentemente um alegado membro de um dos mais temidos grupos de piratas informáticos do mundo, conhecido como Fin7. O grupo é suspeito de ataques informáticos que levaram a uma receita ilícita estimada em …

Artista gráfico faz reconstrução facial de Henrique VII de Inglaterra

Um artista gráfico fez uma reconstrução ultrarrealista de Henrique VII, Rei de Inglaterra entre 1485 e 1509. De acordo com o site Live Science, Matt Loughrey produziu a imagem de Henrique VII a partir da sua …

Marcelo promulga diploma que permite festa do Avante! (mas deixa recados ao Governo)

O Presidente da República promulgou, esta terça-feira, o diploma do parlamento sobre proibição de festivais e espetáculos de natureza análoga até 30 de setembro devido à covid-19, mas com reparos sobre "a garantia do princípio …

Governo italiano vai contratar 60 mil pessoas para vigiar distanciamento social

O Governo italiano vai contratar "assistentes cívicos" para garantir que os cidadãos cumprem o distanciamento social. Depois de mais de dois meses confinados nas suas casas para conter a propagação do coronavírus, os italianos começaram a …

Rio volta a admitir que PSD viabilize Orçamento Suplementar do Governo

O presidente do PSD afirmou hoje que viabilizará ao Governo uma proposta de Orçamento Suplementar, "como tudo indica que é", que proceda à adaptação de medidas a tomar até ao final do ano para o …

J.K. Rowling anuncia novo livro infantil a ser publicado gratuitamente online

A escritora britânica J.K. Rowling, autora da saga "Harry Potter", vai publicar um novo livro infantil, intitulado "The Ickabog", um conto de fadas que será disponibilizado 'online', gratuitamente e em formato de série, a partir …

Empresa portuguesa cria cabine que faz desinfeção total em 25 segundos

A Starmodular, uma empresa com sede em Belmonte, distrito de Castelo Branco, criou um sistema destinado a espaços abertos ao público que permite a desinfeção total em 25 segundos para evitar a propagação da Covid-19, …

TAP duramente criticada por marginalização do Norte. Rio fala em "empresa regional"

Rui Rio foi apenas uma das várias vozes que criticaram o novo plano de voo da TAP, em que a maioria das ligações repostas são de Lisboa. Marcelo Rebelo de Sousa também demonstrou a sua …