Governo francês pede a Durão Barroso que rejeite cargo “escandaloso” no Goldman Sachs

O secretário de Estado dos Assuntos Europeus francês pediu solenemente ao antigo presidente da Comissão Europeia Durão Barroso para não aceitar trabalhar na Goldman Sachs, lembrando o papel do banco na Grécia e durante a crise financeira.

“O senhor Barroso fez a cama dos antieuropeus. Apelo, pois, solenemente, a que abandone esse cargo”, afirmou esta quarta-feira Harlem Désir perante os deputados franceses, referindo-se ao cargo de presidente não executivo e conselheiro da Goldman Sachs no seguimento da decisão britânica de sair da União Europeia.

Para o governante francês, esta contratação “é particularmente escandalosa tendo em conta o papel desempenhado pelo banco durante a crise financeira de 2008, mas também o papel na camuflagem das contas públicas da Grécia“.

Defendendo alterações às regras sobre as incompatibilidades dos líderes europeus quando saem dos cargos, Harlem Désir considerou que “moralmente, politicamente, eticamente, é uma falha por parte do senhor Barroso”.

E acrescentou: “este é o pior serviço que uma ex-presidente de uma instituição europeia poderá dar ao projeto europeu num momento da história em que, pelo contrário, precisa de ser sustentado, mantido e reforçado”.

Também Pierre Moscovici, comissário europeu dos Assuntos Económicos e Financeiros, admitiu que apesar de “não estar proibido”, o ex-presidente da Comissão Europeia Durão Barroso deveria ter feito uma “reflexão política, ética e pessoal” sobre os efeitos da contratação pelo banco Goldman Sachs.

Em entrevista à estação de rádio francesa Europe 1, Moscovici acrescentou que quando um político passa para o setor privado deve “pensar na imagem que projeta”, sublinhando que quando terminar o mandato que ocupa atualmente como comissário para os Assuntos Económicos e Financeiros da União Europeia não vai para a Goldman Sachs.

“Criticado por ter cão e por não ter”

O banco norte-americano Goldman Sachs anunciou a 8 de julho a contratação de Durão Barroso como presidente não-executivo da instituição e de consultor na subsidiária Goldman Sachs International (GSI), em Londres, num momento em que o setor financeiro foi abalado pelas dúvidas sobre a saída do Reino Unido da União Europeia.

José Manuel Durão Barroso, 60 anos, foi Primeiro-ministro de Portugal entre 2002 e 2004 e presidente da Comissão Europeia entre 2004 e 2014.

“Evidentemente, que conheço a União Europeia e o contexto britânico relativamente bem. Se o meu conselho for útil em tais circunstâncias, estou pronto a ajudar”, comentou Durão Barroso, em declarações ao Financial Times.

Durão Barroso não violou qualquer regra, uma vez que, 18 meses depois de ter terminado o seu mandato, nada obriga os ex-membros da Comissão Europeia a prestar contas à instituição.

“Os ex-comissários, obviamente, têm o direito de prosseguir a sua carreia profissional ou política”, disse um porta-voz da Comissão Europeia, acrescentando que é legítimo as pessoas com grande experiência e qualificações desempenhar funções de liderança no setor público ou privado.

Em declarações ao semanário Expresso, Durão Barroso afirmou que se é “criticado por ter cão e por não ter“.

“Se se fica na vida política é porque se vive à conta do Estado, se se vai para a vida privada é porque se está a aproveitar a experiência adquirida na política”, acrescentou o antigo primeiro-ministro ao semanário.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. O Durão Barroso sempre foi um ganancioso
    eu andei com ele no liceu e sei o que ele e
    Basta ver que ele veio de um partido de esquerda

  2. O título da vossa notícia está errado e não devia ter sido posto assim.
    Não foi a França, foi sim o PS da França.
    Como sabem agora não existem países, mas sim partidos políticos.
    Cumprimentos.

  3. Em 1975 andava este tipo no MRPP a lutar pelo fim do capitalismo!!!!
    Na Comissão Europeia aparentou estar a lidar com os efeitos ataque da Goldman-Sachs aos mais frágeis da Europa. Agora foi contratado pelos maiores banksters do Planeta!
    Pode-se pôr tudo à venda, até a dignidade!
    Dentro da inclinação habitual para condecorar pulhas Cavaco condecorou o José Manuel Durão Barroso com o Grande Colar da Ordem do Infante D. Henrique, por serviços «de extraordinária relevância» para Portugal e União Europeia (3/11/2014).

  4. Mas quem são estes xenófobos Franceses para nos virem dar lições de Diginidade, Altruísmo, Elevação, Educação, etc etc etc.

    Esqueceram-se da C. Lagarde do FMI e outros que tais.

    Se não querem que ninguém depois de estar num cargo politico, abrace projectos na vida privada, é muito fácil, criem legislação para tal….

  5. RESPONDER:
    Eu acho que isto do cherne, versus PIRANHA, já mete nojo. este individuo, pertence à escória da sociedade, mais ordinária da sociedade Portuguesa, juntamente com outros quejandos como, Dias Loureiro, Ricardo Salgado,Richiardi, Vara, Cavaco,Socrates,Rendeiro,Roques , e o mais mafioso de todos o do BPN, tenho nojo de dizer o nome dele.
    Campo pequeno com eles e touros à solta meus amigos.
    isto seria o mínimo dos mínimos para essa escumalha.
    VIVA PORTUGAL honesto e trabalhador que tanta complacência tem tido com esta escumalha.

  6. Já agora o senhor secretário de Estado francês peça também o despedimento do cabeleireiro do senhor Hollande, 10.000€ mensais + deslocações fica caríssimo ao povo francês.

  7. O argumento que o Sr. Barroso utiliza é falacioso. Não está em questão o simples facto de ele ter aceite trabalhar no sector privado, mas o facto de ter aceite trabalhar para a Goldman Sachs. E trabalhar para a Goldman Sachs ou para a Unicer não é a mesma coisa.

    Além disso, porque não põe os seus conhecimentos sobre a UE e outras matérias ao serviço de uma ONG que contribua positivamente para a sociedade? Certamente seria aceite em alguma…

  8. Pois é, e agora o que é que um “lambe-botas” profissional pode fazer? Continuar a lamber botas ao “Donos da Europa” ou lamber botas à “Goldman Sachs”. Certo é que com a contratação deste Sr. a GS fica com informação privilegiada dos assuntos internos da União Europeia, para além da influência politica que este Sr também tem no seio da Europa, enfim…é só vantagens. Ainda hoje vi a noticia de um outro Sr de nacionalidade Chinesa a ser condenado nos EUA por espionagem…não é a mesma coisa certo, ou é?

  9. Este gajo do hollande se tivesse dois dedos de inteligência estava calado. E pagar 9..850euros de salario mensal ao barbeiro é o quê? É moral? Estes gajos ainda estao aziados pelo euro. Metam uma rolha.

  10. Seria um grande feito se este tipo fosse dirigir a GS. Incompetente como é podia rebentar com eles num ápice. O problema é que vai continuar a ser lacaio deles. Gangster financeiro a usar das influências que desenvolveu para abrir as portas a mais escravatura financeira da qual passa a ser (já é) responsável. Falta de vergonha. Esta estirpe de gente mata mais população do que as guerras. Que a terra lhes seja leve.

RESPONDER

Associações querem maior acesso a medicamentos inovadores para esclerose múltipla

Associações representativas dos cidadãos com esclerose múltipla divulgaram esta quinta-feira uma carta aberta em que defendem um maior acesso a medicamentos inovadores e que cada doente tenha um plano integrado de gestão da doença. Na carta …

Conceição sobre Nakajima: "Não basta ter contrato com o FC Porto, é preciso senti-lo"

Na antevisão ao jogo com o Young Boys para a Liga Europa, que acontece esta quinta-feira no Estádio do Dragão, o treinador tentou pôr um ponto final na polémica com o jogador japonês. Depois da vitória …

Arábia Saudita diz que ataque foi "inquestionavelmente patrocinado pelo Irão"

O Ministério da Defesa da Arábia Saudita defende que o ataque a duas instalações petrolíferas no sábado foi "inquestionavelmente patrocinado pelo Irão". As tensões começam a escalar no Médio Oriente, principalmente após o ataque de sábado …

Elisa Ferreira vai tutelar fundos distribuídos pelo marido. PE reunido para analisar "conflito de interesses"

A comissária portuguesa vai gerir a pasta que integra os fundos distribuídos pelo marido, presidente da CCDRN. Eurodeputados falam em conflito de interesses. A Comissão de Assuntos Jurídicos do Parlamento Europeu (PE) está reunida em Estrasburgo, …

​ERSE diz que "não tem capacidade" para analisar preço dos combustíveis

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) admitiu que não tem capacidade para analisar o preço dos combustíveis, afirmou a presidente do regulador, Cristina Portugal, em entrevista ao programa Hora da Verdade, da Renascença e …

Autarca de Amarante nega ter participado em viagem à Turquia

A Câmara de Amarante informou hoje que "nenhum autarca" do município participou numa viagem à Turquia, paga por uma empresa investigada pelo Ministério Público (MP). Em comunicado enviado ao ZAP, a câmara refere que o presidente …

Primeiros humanos talhavam elefantes com ferramenta de 5 centímetros

Retirar o máximo de carne possível de uma carcaça era algo importante há milhares de anos atrás. Para um melhor aproveitamento, eram usadas lâminas de apenas cinco centímetros, que os arqueólogos ignoraram até agora. Normalmente, ao …

Trudeau pediu desculpa por ter escurecido tom de pele em festa em 2001

Em 2001, Justin Trudeau escureceu o tom de pele para um baile de máscaras. Agora, o primeiro-ministro do Canadá reconhece que não o devia ter feito. O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, disse esta quinta-feira que "lamenta …

Práticas da EDP Produção custaram 140 milhões de euros aos consumidores

As práticas da EDP Produção no mercado que levaram a Autoridade da Concorrência a aplicar uma multa de 48 milhões de euros terão custado 140 milhões de euros aos consumidores, adiantou o regulador. "Estima-se que a …

Dragões de Komodo têm uma "armadura" debaixo da pele

Um novo estudo mostra que debaixo da sua pele escamosa, os dragões de Komodo estão quase todos cobertos por uma armadura de pequenos ossos. Os dragões de Komodo (Varanus komodoensis) são conhecidos por serem fortes, rápidos …