Governo francês pede a Durão Barroso que rejeite cargo “escandaloso” no Goldman Sachs

O secretário de Estado dos Assuntos Europeus francês pediu solenemente ao antigo presidente da Comissão Europeia Durão Barroso para não aceitar trabalhar na Goldman Sachs, lembrando o papel do banco na Grécia e durante a crise financeira.

“O senhor Barroso fez a cama dos antieuropeus. Apelo, pois, solenemente, a que abandone esse cargo”, afirmou esta quarta-feira Harlem Désir perante os deputados franceses, referindo-se ao cargo de presidente não executivo e conselheiro da Goldman Sachs no seguimento da decisão britânica de sair da União Europeia.

Para o governante francês, esta contratação “é particularmente escandalosa tendo em conta o papel desempenhado pelo banco durante a crise financeira de 2008, mas também o papel na camuflagem das contas públicas da Grécia“.

Defendendo alterações às regras sobre as incompatibilidades dos líderes europeus quando saem dos cargos, Harlem Désir considerou que “moralmente, politicamente, eticamente, é uma falha por parte do senhor Barroso”.

E acrescentou: “este é o pior serviço que uma ex-presidente de uma instituição europeia poderá dar ao projeto europeu num momento da história em que, pelo contrário, precisa de ser sustentado, mantido e reforçado”.

Também Pierre Moscovici, comissário europeu dos Assuntos Económicos e Financeiros, admitiu que apesar de “não estar proibido”, o ex-presidente da Comissão Europeia Durão Barroso deveria ter feito uma “reflexão política, ética e pessoal” sobre os efeitos da contratação pelo banco Goldman Sachs.

Em entrevista à estação de rádio francesa Europe 1, Moscovici acrescentou que quando um político passa para o setor privado deve “pensar na imagem que projeta”, sublinhando que quando terminar o mandato que ocupa atualmente como comissário para os Assuntos Económicos e Financeiros da União Europeia não vai para a Goldman Sachs.

“Criticado por ter cão e por não ter”

O banco norte-americano Goldman Sachs anunciou a 8 de julho a contratação de Durão Barroso como presidente não-executivo da instituição e de consultor na subsidiária Goldman Sachs International (GSI), em Londres, num momento em que o setor financeiro foi abalado pelas dúvidas sobre a saída do Reino Unido da União Europeia.

José Manuel Durão Barroso, 60 anos, foi Primeiro-ministro de Portugal entre 2002 e 2004 e presidente da Comissão Europeia entre 2004 e 2014.

“Evidentemente, que conheço a União Europeia e o contexto britânico relativamente bem. Se o meu conselho for útil em tais circunstâncias, estou pronto a ajudar”, comentou Durão Barroso, em declarações ao Financial Times.

Durão Barroso não violou qualquer regra, uma vez que, 18 meses depois de ter terminado o seu mandato, nada obriga os ex-membros da Comissão Europeia a prestar contas à instituição.

“Os ex-comissários, obviamente, têm o direito de prosseguir a sua carreia profissional ou política”, disse um porta-voz da Comissão Europeia, acrescentando que é legítimo as pessoas com grande experiência e qualificações desempenhar funções de liderança no setor público ou privado.

Em declarações ao semanário Expresso, Durão Barroso afirmou que se é “criticado por ter cão e por não ter“.

“Se se fica na vida política é porque se vive à conta do Estado, se se vai para a vida privada é porque se está a aproveitar a experiência adquirida na política”, acrescentou o antigo primeiro-ministro ao semanário.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. O Durão Barroso sempre foi um ganancioso
    eu andei com ele no liceu e sei o que ele e
    Basta ver que ele veio de um partido de esquerda

  2. O título da vossa notícia está errado e não devia ter sido posto assim.
    Não foi a França, foi sim o PS da França.
    Como sabem agora não existem países, mas sim partidos políticos.
    Cumprimentos.

  3. Em 1975 andava este tipo no MRPP a lutar pelo fim do capitalismo!!!!
    Na Comissão Europeia aparentou estar a lidar com os efeitos ataque da Goldman-Sachs aos mais frágeis da Europa. Agora foi contratado pelos maiores banksters do Planeta!
    Pode-se pôr tudo à venda, até a dignidade!
    Dentro da inclinação habitual para condecorar pulhas Cavaco condecorou o José Manuel Durão Barroso com o Grande Colar da Ordem do Infante D. Henrique, por serviços «de extraordinária relevância» para Portugal e União Europeia (3/11/2014).

  4. Mas quem são estes xenófobos Franceses para nos virem dar lições de Diginidade, Altruísmo, Elevação, Educação, etc etc etc.

    Esqueceram-se da C. Lagarde do FMI e outros que tais.

    Se não querem que ninguém depois de estar num cargo politico, abrace projectos na vida privada, é muito fácil, criem legislação para tal….

  5. RESPONDER:
    Eu acho que isto do cherne, versus PIRANHA, já mete nojo. este individuo, pertence à escória da sociedade, mais ordinária da sociedade Portuguesa, juntamente com outros quejandos como, Dias Loureiro, Ricardo Salgado,Richiardi, Vara, Cavaco,Socrates,Rendeiro,Roques , e o mais mafioso de todos o do BPN, tenho nojo de dizer o nome dele.
    Campo pequeno com eles e touros à solta meus amigos.
    isto seria o mínimo dos mínimos para essa escumalha.
    VIVA PORTUGAL honesto e trabalhador que tanta complacência tem tido com esta escumalha.

  6. Já agora o senhor secretário de Estado francês peça também o despedimento do cabeleireiro do senhor Hollande, 10.000€ mensais + deslocações fica caríssimo ao povo francês.

  7. O argumento que o Sr. Barroso utiliza é falacioso. Não está em questão o simples facto de ele ter aceite trabalhar no sector privado, mas o facto de ter aceite trabalhar para a Goldman Sachs. E trabalhar para a Goldman Sachs ou para a Unicer não é a mesma coisa.

    Além disso, porque não põe os seus conhecimentos sobre a UE e outras matérias ao serviço de uma ONG que contribua positivamente para a sociedade? Certamente seria aceite em alguma…

  8. Pois é, e agora o que é que um “lambe-botas” profissional pode fazer? Continuar a lamber botas ao “Donos da Europa” ou lamber botas à “Goldman Sachs”. Certo é que com a contratação deste Sr. a GS fica com informação privilegiada dos assuntos internos da União Europeia, para além da influência politica que este Sr também tem no seio da Europa, enfim…é só vantagens. Ainda hoje vi a noticia de um outro Sr de nacionalidade Chinesa a ser condenado nos EUA por espionagem…não é a mesma coisa certo, ou é?

  9. Este gajo do hollande se tivesse dois dedos de inteligência estava calado. E pagar 9..850euros de salario mensal ao barbeiro é o quê? É moral? Estes gajos ainda estao aziados pelo euro. Metam uma rolha.

  10. Seria um grande feito se este tipo fosse dirigir a GS. Incompetente como é podia rebentar com eles num ápice. O problema é que vai continuar a ser lacaio deles. Gangster financeiro a usar das influências que desenvolveu para abrir as portas a mais escravatura financeira da qual passa a ser (já é) responsável. Falta de vergonha. Esta estirpe de gente mata mais população do que as guerras. Que a terra lhes seja leve.

RESPONDER

China já está a trabalhar no desenvolvimento de redes 6G

As autoridades chinesas divulgaram esta sexta-feira que já iniciaram pesquisas para o desenvolvimento de redes sem fio de sexta geração, apenas algumas semanas depois de as três principais operadoras de telecomunicações do país terem lançado …

Miguel Morgado desiste de se candidatar à liderança do PSD

O ex-adjunto de Pedro Passos Coelho anunciou, esta sexta-feira, que desistiu de avançar com a sua candidatura para liderar o PSD. Miguel Morgado anunciou, esta sexta-feira, através do Facebook, que "não foi infelizmente possível no presente …

Merkel fará a sua primeira visita ao antigo campo de concentração de Auschwitz

A chanceler alemã, Angela Merkel, pretende visitar o antigo campo de concentração nazi de Auschwitz na Polónia, pela primeira vez nos seus 14 anos no cargo, anunciou na quinta-feira um jornal de Munique. Segundo Sueddeutsche Zeitung, …

Bebé encontrado no lixo já está com uma família de acolhimento

O bebé encontrado num ecoponto, no início do mês, e que esteve até quinta-feira hospitalizado, já está com uma família de acolhimento, informou a Santa da Misericórdia de Lisboa esta sexta-feira. A instituição refere numa nota …

Fisco vai controlar declarações de IRS de beneficiários do programa "Regressar"

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai desenvolver mecanismos para verificar se os contribuintes abrangidos pelo regime fiscal do programa "Regressar" reúnem as condições exigidas, prevendo-se que parte desse controlo ocorra com a entrega da declaração …

Greta Thunberg vai de Lisboa a Madrid num carro elétrico emprestado por Espanha

A Junta da Extremadura, região espanhola, disponibilizou um carro elétrico à jovem ativista sueca Greta Thunberg para que possa viajar de Lisboa para Madrid para assistir à Cimeira do Clima respeitando o meio ambiente, adiantou …

Enfermeiros garantem voltar à luta com os 200 mil que sobraram do crowdfunding

Os enfermeiros, que no ano passado iniciaram o "Movimento Greve Cirúrgica", pretendem voltar às ações de protestos com os cerca de 200 mil euros que restaram da campanha de crowdfunding. A intenção é revelada por …

OCDE: Nova crise pode tirar metade do rendimento às famílias portuguesas

Uma nova crise económica e financeira a nível global pode ter efeitos dramáticos para as famílias portuguesas, levando à perda de metade dos seus rendimentos. Esta é a previsão da Organização para a Cooperação e …

O cofre da rica mãe, heranças às dúzias e a vida "sem luxos". O que Sócrates disse a Ivo Rosa

Foram cerca de 20 horas de interrogatório no âmbito da Operação Marquês, em que José Sócrates manteve, perante o juiz Ivo Rosa, a versão de que as avultadas quantias de dinheiro que gastou nos últimos …

Associados podem ser chamados a resolver "buraco" do Montepio

Os cerca de 630 mil associados e pensionistas da Associação Mutualista Montepio Geral correm o risco de virem a ser chamados para resolver as perdas da instituição financeira, escreve o jornal Público. De acordo com o …