Governo estuda metro ligeiro na Vasco da Gama para fazer ligação ao novo aeroporto

O Governo e a ANA assinam esta quarta-feira um memorando de entendimento para “estudar aprofundadamente” um aeroporto no Montijo complementar ao de Lisboa, dez anos depois de ter sido equacionada a hipótese “Portela + 1”, abandonada em 2008.

O memorando que será assinado hoje volta a colocar o Montijo no centro de um debate que nos últimos anos tem sido marcado por sucessivos avanços e recuos, sendo a construção da infraestrutura em Alcochete, concelho de Alenquer, a que esteve mais próxima de se tornar realidade.

A cerimónia de assinatura do acordo, que decorre em Lisboa, vai contar com as presenças do primeiro-ministro, António Costa, do ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, do presidente da Confederação do Turismo Português, Francisco Calheiros, do presidente da VINCI Airports, Nicolas Notebaert, e do presidente da ANA Aeroportos de Portugal, Jorge Ponce de Leão.

O primeiro-ministro já disse que uma decisão definitiva sobre a localização do futuro aeroporto no Montijo está condicionada à conclusão de um relatório sobre o impacto da migração de aves naquela zona, nomeadamente para a segurança migratória.

Segundo o jornal Público, os estudos para o plano de ligações entre os dois aeroportos ainda estão por concluir, algo com que a VINCI Airports se vai comprometer hoje com a assinatura do memorando.

Neste campo, o Governo estará a estudar a construção de um metro ligeiro na ponte Vasco da Gama, uma vez que esta infraestrutura não suporta uma linha ferroviária tradicional, escreve o jornal.

Segundo apurou o diário, o dossier das infraestruturas inclui também uma renegociação da parceria público privada (PPP) com a Lusoponte, que foi adiada no pressuposto de que a localização de um aeroporto do Montijo coloca o Estado numa posição negocial mais favorável.

Esta solução no Montijo, que deverá assumir parte do tráfego das companhias low cost, volta a estar em cima da mesa, numa altura em que o aeroporto de Lisboa atingiu, no ano de 2016, 22 milhões de passageiros.

De acordo com o Público, a ANA prefere a adaptação da base do Montijo, onde já existe uma pista da Força Aérea portuguesa, uma vez que não devem ser precisos mais do que 250 milhões de euros. No entanto, será preciso gastar mais de 300 milhões para modernizar o próprio Humberto Delgado.

O objetivo do Governo, escreve o jornal, é financiar esta operação através das taxas aeroportuárias pagas pelas companhias de aviação e, em último caso, pelos próprios passageiros que nelas viajam.

Esta terça-feira, os pilotos alertaram que o Montijo não poderá ser alternativa nos voos de longo curso, mas fonte do Ministério do Planeamento já assegurou que terá condições para receber aviões de maior porte, em situações de contingência ou indisponibilidade temporária do aeroporto principal.

A decisão oficial para o arranque das obras só deverá ser tomada no final deste ano, para que os trabalhos possam estar no terreno durante 2018 e sejam terminados em 2021.

Marcelo Rebelo de Sousa já sugeriu que o aeroporto complementar de Lisboa seja batizado com o nome de Mário Soares, em homenagem ao ex-chefe de Estado falecido em janeiro.

“Se é possível ao Presidente da República fazer alguma sugestão, ela é de que essa nova realidade mereça o nome de Mário Soares, homenagem justa a quem serviu o país”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"A situação está caótica": Hospital de Penafiel com vários profissionais infetados

Colaboradores de vários grupos profissionais do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, em Penafiel, estão infetados com o novo coronavírus, disse esta terça-feira a administração daquela unidade, sem precisar o número de casos. "Tal como em …

"Santo Graal". Cientistas criam o primeiro supercondutor a temperatura ambiente do mundo

Uma equipa de físicos criou o primeiro material capaz de supercondutividade em temperatura ambiente, desenvolvendo um processo que pode ajudar a "quebrar barreiras e abrir a porta a muitas potenciais aplicações". Desde a sua descoberta, há …

Planetas parecidos com a Terra costumam ter "guarda-costas"

Um grupo internacional de astrónomos, liderado por Martin Schlecker do Instituto Max Planck para Astronomia, descobriu que o arranjo de planetas rochosos, gasosos e gelados nos sistemas planetários aparentemente não é aleatório e depende apenas …

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …