Governo cria moeda virtual e tem 90 mil euros para dar

European Committee of the Regions / Flickr

Graça Fonseca, secretária de Estado da Modernização Administrativa

O Governo português tem 90 mil euros para dar a três startups que concorram à iniciativa GovTech. Para isso, vai criar uma moeda virtual, mas sem valor real.

Para testar o sistema que está na base da bitcoin, blockchain, o Governo vai criar uma moeda virtual sem valor real que vai ditar quais as três startups que irão receber 30 mil euros cada.

O ECO explica que, no âmbito do GovTech, o desafio é apresentar projetos que poderão ganhar a um nível mundial. Para isso, as ideias devem ser inovadoras e enquadrar-se num dos 17 objetivos globais da Agenda 2030.

Para os concorrentes, as candidaturas abrem a 2 de maio e encerram a 8 de junho, num site que ainda está a ser desenvolvido para o efeito.

O programa é depois aberto a todos os portugueses que, depois de se autenticarem na plataforma via chave móvel digital e reclamar um saldo em tokens (moedas), poderão “investir” nos projetos que lhes despertarem mais interesse.

A secretária de Estado da Modernização Administrativa, Graça Fonseca, salienta o papel de “coinvestidores” que os portugueses poderão assumir neste âmbito. “Naturalmente, não estamos a emitir moeda virtual. A intenção é aproveitar uma tecnologia cada vez mais popular para gerar comunidade e promover um projeto transparente. Se funcionar bem, a porta fica aberta a futuras aplicações”, refere.

“Na prática, estamos a falar de votos“. O júri do concurso e os cidadãos que se inscreverem, vão dispor de um saldo em “GOVTECH” para fazer esses “coinvestimentos”, dando mais probabilidade a determinadas startups de ganhar. “Isto numa altura em que muitos dos novos produtos e serviços que vão surgindo já estão muito alinhados com os objetivos da Agenda 2030″ – só não sabem que o estão, indicou a secretária de Estado.

A votação dos projetos decorre até setembro. Os vencedores poderão também escolher uma incubadora da rede nacional para desenvolver a ideia, ter apoio à internacionalização, ganham também três bilhetes Alpha para o Web Summit e têm a hipótese de celebrar um protocolo com o Estado para desenvolver e testar o respetivo produto ou serviço.

Esta é uma forma encontrada pelo executivo para encarar o compromisso assumido perante a ONU nos “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”.

Graça Fonseca lembrou que se tratou de “um conjunto vasto de compromissos para os Estados” que foi “aprovado por unanimidade pela Assembleia Geral das Nações Unidas”, tendo como foco a geração de ideias que contribuam para objetivos globais como “erradicar a pobreza e a fome” ou “reduzir as desigualdades”.

ZAP //

PARTILHAR

17 COMENTÁRIOS

  1. Vai começar mais uma “festa”
    bitcoin, já deu problema, há muito está percebido que é um problema , e lá vai o nosso ” Estadosinho” investir em virtualidades…Se antes já era complicado provar culpa de prevaricadores, agora vai ser um arraial…Vamos lá ainda não estamos fartos (pensam)

    • Primeiro, não deve ter lido a notícia, pois o estado não vai investir em nada. Segundo, a Bitcoin é um problema porquê? Já teve algum problema com ela? Nós (Portugueses) temos perdido muito dinheiro, é verdade, mas é com os bancos, não é com a Bitcoin.

      • Justamente. As pessoas não percebem nada da tecnologia nem de economia e depois mandam bitaites só porque lhes apetece. Enfim..

    • Problema é opinar na ignorância. Informe—se e depois dê a sua opinião. O Estado não vai investir nada.O mesmo já não se pode dizer em relação aos euros que tem ido para salvar bancos.

    • É preciso perceber que a especulação foi e está a ser um problema difícil de gerir. Mas não é dificil perceber porque a Bitcoin chegou a valores de 20mil $USD. A não ser que se queira entrar pelo vazio a dentro!!! Nós possuímos uma cryptomoeda que inclu um nobre projecto vejamos a Blockchain do https.cryptoescudo.pt

  2. Esta Graça Fonseca pensa que por ter óculos é intelectual e tem ideias brilhantes. Totalmente errado. É apenas mais uma palerma… ainda que de óculos na cara.

      • E o caro amigo tem o problema da Albertina Correia, isto é, pouca atenção. Eu critiquei a secretária de estado que é apenas tonta e nada mais e não a Albertina. Quanto à Albertina tanto se me dá como se me deu. É para o lado que durmo melhor.
        E quanto à bitcoin é o maior esquema piramidal de que há memória a nível global. Desde logo não pode ser considerado moeda porque não satisfaz as funções básicas de uma moeda:

        – Meio de troca: A moeda é o instrumento intermediário de aceitação geral; é um meio de pagamento geral na realização de trocas. A Bitcoin não tem aceitação generalizada.

        – Unidade de conta: Permite contabilizar ou exprimir numericamente os ativos e os passivos, os haveres e as dívidas. Cumpre, como praticamente qq coisa poderia cumprir desde que traduzida (valorizada) numa moeda internacionalmente aceite.

        – Reserva de valor: A moeda pode ser utilizada para acumulação de poder de compra no futuro. Não vai acontecer. A moeda perderá valor pelo facto de não ter aceitabilidade generalizada.

        • Por favor. Em vez de copiares parvoíces vê lá se fazes melhorzito o trabalho de casa.
          E não emprenhes pelos ouvidos!

          • Cala-te anormal. Que sejas um bruto que não conheça as funções que um ativo tem de ter para ser considerado uma moeda é um problema teu. Mas isso passava-te se não tivesses tanto tempo a cabeça enfiada na sanita. As ideias fluíam com mais lógica. Tens de te deixar disso, palerma!

            • Qual a parte em que depreendeste que o meu comentário se referia aos ativos (moeda)…?
              Ou simplesmente ficaste ofendidinha? 🙂

        • Tem toda a razão no que toca à desatenção. Por acaso apercebi-me na altura mas depois não estive para corrigir.

          Quanto à Bitcoin, o seu raciocínio não faz sentido. Enumerou uma série de razões pelas quais a Bitcoin não deve ser considerada uma moeda. Posso ou não concordar, e muitas das coisas que afirma dão para grandes debates. No entanto NENHUMA dessas razões justifica a sua afirmação inicial: de que a Bitcoin é um esquema em pirâmide. Das duas uma: 1) ou não sabe o que é a Bitcoin; 2) ou não sabe o que é um esquema em pirâmide.

          Cumprimentos

        • Sabe que o ouro não foi reconhecido pelo seu valor por toda a gente ao mesmo tempo?
          Não me diga, acha que o ouro é valioso porque é brilhante lelelelel.
          As cryptomoedas estão para ficar, não sei as voltas que o preço vai dar até serem aceites por todos, mas garanto-lhe no futuro ninguém vai querer dinheiro centralizado, inflacionaria, e controlado. Bitcoin é a solução, isto vai ser o futuro e devia ser óbvio que vai ser.
          A descentralização é mesmo o que precisamos.
          O blockchain é essencialmente uma base de dados imutável, pode ser usada para guardar transacções feitas através de cryptograpfia, OU pode ser usada também para outras coisas mas é claro que uma moeda terá sempre de fazer parte dum blockchain senão quem iria “minar” e manter o blockchain… É um sistema distribuído, logo descentralizado, que através da redundância de copias do blockchain por todo mundo, podemos-nos assegurar que nunca será alterado sem o consenso da maioria, logo algo como o bitcoin pode existir, melhor do que o ouro em quase todas as características.
          O uso de ‘smart contracts’ em negócios para executar automaticamente contratos sem necessidade dum homem no meio reduzirá custo e fraude, e aumentará a eficiência de negócios em geral. Julgo que muitos optarão por esta tecnologia.

  3. O interessante é que as inscrições para o concurso abrem dia 2 Maio (daqui a 1 mês) e encerram a 8 de Junho e a informação vai estar disponível num site que ainda não abriu, eh eh en, devo concluir que esta malta toda pensa que a inovação é só carregar num botão algures e está feito ou então o mais certo é que é mais uma brincadeira para amigos de alguém e que depois irão convidar os restantes membros do rebanho (cidadãos portugueses) a brincar com eles nas votações e trocas de moeda virtual.

  4. Se bem entendo também o governo português está disposto a entrar naquilo que eles entendiam por ilegal e inseguro, já nada surpreende nesta “democracia” de aventureiros!.

  5. Notícia pouco credível.
    Mas nada me surpreende que o governo queira um porco ou vários em troca duma chouriça.
    30k € ! Lol
    Os prazos são gritantes. Parece que estão mesmo a pedir uma shitcoin!
    Não precisamos de moedas centralizadas. Não queremos o controlo do governo é muito menos extorsão!

RESPONDER

A Lua pintou-se de vermelho na Argentina (e a causa não é propriamente boa)

Uma estranha lua com tons avermelhados pintou o céu da Argentina. O fenómeno misterioso encheu as redes sociais de fotografias e teorias. Em diferentes regiões da Argentina, várias pessoas puderam apreciar, nas últimas noites, a Lua …

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …