Governo faz contas ao descongelamento da carreira docente. Negociações voltam em setembro

Miguel A. Lopes / Lusa

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues

Governo e professores continuam o braço de ferro. A reunião desta quarta-feira acabou sem qualquer acordo e, por isso, Governo e sindicatos de professores vão analisar os custos reais da recuperação do tempo de serviço congelado, criando para o efeito uma comissão técnica.

A reunião, que partiu de uma convocatória do Ministério da Educação face à disponibilidade dos professores para negociar, resultou na criação de uma comissão técnica, com a primeira reunião já agendada para a próxima semana. A continuidade das negociações foi remetida para setembro.

A comissão técnica será bipartida – entre sindicatos e Governo – e tem como principal objetivo estudar os impactos financeiros implícitos na contagem integral do tempo de serviço dos professores.

Esta foi a principal novidade saída desta reunião entre sindicatos de professores e Governo, com toda a equipa do Ministério da Educação e dois secretários de Estado das Finanças para discutir a recuperação do tempo de serviço congelado na carreira docente, a primeira do reatar de negociações.

“O Governo veio dizer que finalmente aceita que se crie uma comissão técnica para apurar quanto custa afinal o descongelamento“, disse Mário Nogueira, num palanque montado frente ao Ministério da Educação, perante cerca de um milhar de professores que ali se manifestou enquanto decorria a reunião.

Governo com maior abertura negocial

António Lucas, do secretariado da Fenprof disse, em declarações ao Público, que o ministro da educação, Tiago Brandão Rodrigues, “não insistiu” na proposta de recuperação do tempo de serviço dos professores avançada no final de Fevereiro – que apontava para a recuperação de 2 anos, nove meses e 18 dias.

Segundo o dirigente sindical, este foi o “sinal mais positivo” da reunião desta quarta-feira. O ministro admitiu mesmo, durante a reunião, que os professores podem vir a “recuperar um tempo de serviço mais alargado” do que aquele que estava previsto na proposta original do Governo.

Houve uma abertura negocial que não tinha sido demonstrada na última reunião a 4 de Junho”, explicou António Lucas.

Na verdade, o Governo não se comprometeu a contabilizar a totalidade do tempo de serviço dos professores – 9 anos, 4 meses e 2 dias -, mas mostrou, no entanto, maior abertura para negociar.

O Governo continua a dizer que “os cálculos disponíveis indicam que não é possível a contagem integral do tempo”. Tiago Brandão Rodrigues, em declarações aos jornalistas no final do encontro, disse que é necessário entender “até onde podemos ir”.

Nova ronda negocial em setembro

A criação de uma comissão técnica foi o único compromisso que ficou acordado na reunião desta quarta-feira. A primeira reunião deve realizar-se já na próxima semana e, em setembro, Governo e sindicatos partem para uma nova ronda negocial.

A greve dos professores às avaliações – em marcha desde o início do mês – mantêm-se até sexta-feira. Os professores vão depois suspender o protesto devido ao período de férias, mas prometem voltar logo depois no início do novo ano letivo.

Já na semana passada, os docentes tinham anunciado uma manifestação agendada para dia 5 de outubro, o dia do professor. Além disso, e duas semanas após o começo do ano letivo, ente 1 e 4 de outubro, estão previstas novas greves nas escolas.

No mesmo dia da reunião negocial, as escolas abriram as portas à meia-noite de ontem, para afixar as notas dos exames nacionais. Na terça-feira, o a tutela anunciou que todos os alunos do Secundário já tinham notas internas atribuídas, estando assim reunidas todas as condições para o Ensino Superior arrancar com “normalidade”.

A 1.ª fase de exames nacionais do Ensino Secundário decorreu entre 18 e 27 de junho. As candidaturas ao Ensino Superior arrancam no dia 18 de julho.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Aquecimento global no Pleistoceno elevou nível do mar até 13 metros

O aquecimento global no final do período do Pleistoceno, com temperaturas similares às previstas para este século, reduziu a camada de gelo da Antártida oriental e elevou o nível do mar até 13 metros acima …

Autor dos mais famosos estudos sobre comida viu 13 artigos retirados

O famoso investigador norte-americano está envolvido numa polémica, depois de 13 dos seus estudos científicos terem sido retirados de algumas publicações. É provável que nunca tenha ouvido falar de Brian Wansink mas, tal como recorda o …

NASA observa movimentos tectónicos recentes em Marte

A sonda Mars Express da NASA observou fissuras proeminentes em Marte causadas devido à ação de falhas tectónicas que atingiram a superfície do planeta há menos de dez milhões de anos. As imagens foram capturadas …

Mulher que acusa de abuso juiz nomeado por Trump para o Supremo aceita depor

Christine Blasey Ford, a mulher que acusou de agressão sexual o juiz Brett Kavanaugh, nomeado por Donald Trump para o Supremo Tribunal dos Estados Unidos, aceitou testemunhar perante o Senado, na próxima semana, disse neste …

Hubble deteta radiação nunca antes vista numa estrela de neutrões

Uma invulgar emissão de radiação infravermelha, de uma estrela de neutrões próxima, detetada pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA, pode indicar novas características nunca antes vistas. Uma possibilidade é que exista um disco poeirento em redor …

Sócrates acusa direita de estar "empenhada" no processo Marquês

O antigo primeiro-ministro José Sócrates acusou este sábado a direita política portuguesa de estar "empenhada no processo Marquês através da manutenção da procuradora-geral da República". O ex-governante, que esteve neste sábado em Vila do Conde, distrito …

André Ventura vai lançar movimento para destituir Rui Rio

O vereador do PSD em Loures André Ventura vai lançar na próxima semana o movimento Chega, para substituir Rui Rio na liderança e colocar o partido no “espetro ideológico do centro-direita português”. Em comunicado, André Ventura …

Universidade brasileira cria gelado que reduz efeitos colaterais da quimioterapia

Foi criado no Brasil um gelado que ajuda a diminuir os efeitos colaterais da quimioterapia em pacientes com cancro. Desenvolvido por investigadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o gelado tem três sabores: morango, …

Irmãos portugueses que combatiam pelo Daesh dados como mortos na Síria

Os irmãos Celso e Edgar foram dados como mortos na Síria, revela o jornal Expresso neste sábado. Os dois portugueses eram jiadistas que combatiam pelo autodenominado Estado Islâmico (Daesh). Em Raqqa eram conhecidos pelo seu nome …

Abate de animais nos canis é proibido a partir deste domingo

A lei que proíbe o abate de animais como medida de controlo da população entra em vigor este domingo, no continente, mas os veterinários alertam para o “pouco esforço que foi feito” de adaptação à …