Governo atribui cargos permanentes a adjuntos antes de sair

Miguel A. Lopes / Lusa

O lider do PSD, Pedro Passos Coelho, acompanhado pelo líder do CDS-PP, Paulo Portas (D), após o discurso da vitória nas eleições legislativas

Nas últimas semanas, enquanto o novo governo não toma posse, houve uma “dança de cadeiras” de adjuntos e de chefes de gabinete de ministros que foram deslocados para cargos de poder permanente.

A reportagem do programa “Sexta às 9“, exibida ontem à noite na RTP1, analisou as nomeações que foram publicadas em Diário da República desde que Cavaco Silva marcou a data das eleições legislativas e confirmou que o Governo ainda em funções exonerou vários chefes de gabinete e adjuntos, nomeando-os para altos cargos do Estado em comissões de serviço de três e quatro anos.

A investigação da estação pública apurou que “os casos mais flagrantes” ocorreram no Ministério da Segurança Social, liderado por Pedro Mota Soares, mas também se verificam casos nos gabinetes do primeiro-ministro e do vice-primeiro-ministro.

O programa dá, nomeadamente, o exemplo do diplomata Gilberto Jerónimo, ainda a exercer funções como chefe de gabinete de Passos Coelho, que foi promovido pelo próprio primeiro-ministro a Embaixador na UNESCO a 12 de Maio, um cargo que tinha sido suspenso durante a presente legislatura mas que foi reaberto para acolher esta nova nomeação.

Há também o caso do diplomata Marcelo Vaultier Mathias, ex-adjunto de Paulo Portas, que foi exonerado do cargo no passado 2 de Setembro para ser nomeado director de Serviços do Médio Oriente e do Magrebe.

No gabinete de Pedro Mota Soares, os jornalistas citam o exemplo da antiga adjunta do ministro, Joana Vallera, que foi retirada do cargo a 15 de Julho e, nesse mesmo dia, nomeada como Directora do Departamento de Gestão de Clientes do Instituto de Informática da Segurança Social, numa comissão de serviço de quatro anos.

Há ainda o caso de Gabriel de Osório Barros que foi chefe de gabinete do ministro da Segurança Social até às eleições e que foi depois nomeado para o cargo de Director do Instituto de Gestão Financeira do Ministério da Segurança Social, outro serviço para quatro anos.

O “Sexta às 9” fala também da situação do diplomata Mário Gomes que foi ex-adjunto do ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, e que foi retirado do cargo a 31 de Agosto e, no dia seguinte, nomeado Embaixador de Portugal na União para o Mediterrâneo.

Este cargo não tinha qualquer representante de Portugal a tempo inteiro, mas Mário Gomes vai desempenhar a função durante os próximos quatro anos.

ZAP

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Assim é que é!…
    Acautelar o futuro “dos portugueses”… Os outros que vierem se quiserem correr com eles, que os indemnizem….
    Os parolos que paguem!

  2. É Passos e Portas no seu melhor nível, compadrio e corrupção a fartazana. São os sociais democratas e os tais democratas cristãos, sao é um bando de FDP. Bandalhos.

  3. E com os job for the boys e as contas feitas pelas calculadoras do INE se vai reduzindo o desemprego em Portugal.
    Para PR bem podiam ser nomeados uns 3 logo de 1 vez – 1 para os dias pares outro para os ímpares e outro para os fins de semana, afinal o taxo é bom e quartos não faltam em belém.

  4. Na realidade o próximo governo só teria de demitir estes gajos nomeados à pressa pela escumalha, alegando incompetência por isso era justa causa e iam receber indemnizações à P.Q.Pariu Já quando foram corridos há uns anos atrás o Telmo Correia esteve até de madrugada a assinar nomeações e outros contratos que deveriam ter sido considerados ilegais pelo governo PS que se seguiu, mas como comem todos do mesmo tacho e quem paga sempre estes desaforos, são sempre os mesmos, então calaram-se que é para quando eles fizerem o mesmo, os outros que os substituírem não lhes fazerem o mesmo. Ebnfim estamos todos entregues à canalhada dos politiqueiros locais e aqueles que estão colocados lá fora na UE.

  5. A escumalha politica no seu melhor, mas pergunto eu, não haverá uma alminha que ponha estes jagunços na ordem? é que isto é gozar descaradamente com um povo que se sente impotente para fazer alguma coisa, isto é revoltante.

  6. Votassem no Agir, como eu. Com sorte, poderíamos ter uma assembleia de nus. Gente sem nada a esconder. Uma assembleia com políticas transparentes e sempre poderíamos gritar “os deputados vão nus!”

  7. Os cofres estão cheios. Com o fruto do suor dos Portugueses. Mas há três milhões no limiar da pobreza!.. Mas eles ganharam as eleições… (como é possível!..) . E eles continuam a gozar connosco e nós continuamos impávidos e serenos a ver esta palhaçada toda. Pergunto: ATÉ QUANDO SE TEMOS TUDO SINALIZADO? QUANDO É QUE VAMOS COMEÇAR A FAZER-LHES UMAS FESTINHAS NA CARA E DAR-LHES UNS PONTAPÉS NO RABO?
    CHEGA!… Vão gozar com a pata que os lambeu!..

  8. Mais do mesmo, venha quem vier, cabe-nos a nós cidadãos acabar com isto, porque insistimos em votar sempre nos mesmos, quando tem havido cada vez mais opções de escolha? Mude-se a constituição, isso sim é que era bem feito, acabar com o parlamento tal qual esta agora, relembro que há uns anos atrás foram gastos 4 milhões de euros em obras no parlamento e não houve nenhum partido com assento no dito que se tenha manifestado contra esse gasto, recolha-se os bons exemplos de países mais desenvolvidos, países nórdicos onde as mentalidades são diferentes e as mordomias passam por passes sociais para os ministros e deputados e motoristas para cada ministro contam-se pelos dedos de uma mão.
    Enfim, como já foi dito aqui ” Os políticos são a mentira, legitimada pela vontade do povo! ”
    ( Jose Saramago )

Responder a Lucas Cancelar resposta

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …

Grimaldo joga consecutivamente há 68 jornadas (só é ultrapassado por um guarda-redes)

Alejandro Grimaldo está há 68 jornadas a jogar consecutivamente a titular na lateral esquerda do Benfica - são dois anos sem descanso. Os números são avançados pelo desportivo A Bola, que dá conta que o lateral-esquerdo …

"Prática comercial enganosa". NOS obrigada a retirar campanha publicitária sobre 5G

A Associação da Auto Regulação Publicitária (ARP) deu razão a uma queixa da Meo e mandou a NOS retirar uma campanha de publicidade sobre um tarifário móvel 5G por considerar que constitui "uma prática comercial …

Eleição autárquica dos EUA pode ser desempatada com moeda ao ar

Um eleição autárquica numa pequena vila no Ohio, nos Estados Unidos, pode vir a ser decidida com o lançamento de uma moeda ao ar, o famoso jogo do "cara ou coroa". De acordo com o The …

Primeiro aniversário dos Coletes Amarelos. França receia novos tumultos

O clima de tensão regressa a França, com os coletes amarelos a anunciarem a preparação de novas ações para assinalar o primeiro aniversário do início do movimento. A 17 de novembro, o movimento Coletes Amarelos assinala …

Violência leva a mais violência, alerta chefe do Governo de Hong Kong

A chefe do Governo de Hong Kong condenou a “extensa violência” que marcou o dia de greve na cidade, realçando que esta “não resolverá nada” nem fará o Governo ceder aos “apelos políticos” dos manifestantes. Carrie …

Morreu Teresa Tarouca, fadista de "Saudade, silêncio e sombra"

A fadista Teresa Tarouca morreu na madrugada desta segunda-feira, no Hospital S. Francisco Xavier, em Lisboa, aos 77 anos, vítima de pneumonia dupla, disse à agência Lusa fonte próxima da família. O corpo de Teresa Tarouca …

Uma queda da varanda. Morreu fundador dos Capacetes Brancos que Rússia acusou de ser espião

O antigo oficial do exército britânico James Le Mesurier, um dos fundadores do movimento humanitário Capacetes Brancos que tem ajudado milhares de pessoas na Síria, foi encontrado morto perto de casa. Terá caído da varanda …

Nuno foi para a Noruega treinar uma equipa de futebol e acabou como vice-presidente da Câmara de Notodden

Nuno Marques emigrou para a Noruega há 15 anos para treinar uma equipa de futebol e acabou eleito vice-presidente da Câmara de Notodden (Leste), funções que jamais aceitaria em Portugal, onde “o principal problema da …