Google tem “planos muito agressivos” para Portugal (para investir e criar emprego)

A Google continua a “achar que Portugal é um país muito interessante para investir”. É o director-geral da multinacional no nosso país quem o diz, salientando que, apesar da pandemia, a tecnológica tem “planos muito agressivos” para investir e criar emprego em Portugal.

“Portugal é um país com potencial enorme. Não só é um bom país para investir, pequeno mas dinâmico, mas tem capacidade de atrair talento internacional e efectuar trabalho para o resto da Europa ou do mundo”, considera o director-geral da Google Portugal, Bernardo Correia, em entrevista à TSF.

Assim, “os planos são continuar a crescer e a apoiar Portugal”, frisa este responsável, notando que a Google quer aproveitar “o ecossistema das startups” e “montar operações internacionais aqui”.



“Apesar da crise e da pandemia”, a Google tem “planos muito agressivos aqui em Portugal, em termos de crescimento”, reforça Bernardo Correia, realçando que a empresa continua “a achar que Portugal é um país muito interessante para investir”.

Google só paga parte dos impostos em Portugal

Na mesma entrevista, o director-geral da Google Portugal fala da chamada “Taxa Google”, assegurando que se esta avançar, a empresa vai pagar o que tiver de ser.

A “taxa Google” ou “Gafa”, como também é conhecida por se aplicar a tecnológicas como Google, Apple, Facebook e Amazon, visa cobrar impostos de 3% às empresas digitais com receitas globais superiores a 750 milhões de euros ou lucros de 50 milhões de euros na Europa.

Para Bernardo Correia “o problema é que o lucro das multinacionais é taxado a nível internacional” e “qualquer multinacional europeia, que tenha um negócio nos EUA, por exemplo, não é muito diferente a maneira como é taxada”.

“O sistema de taxação internacional é um bocado igual para todos. Portanto, o que é preciso é reformar o sistema como um todo. Nesse dia, quando o sistema estiver reformado, e nós, mais uma vez, apoiamos fortemente a reforma, então pagaremos o nosso imposto de uma maneira diferente”, afiança o director-geral da Google Portugal.

“Esta “taxa Google” não é sobre o lucro, é sobre receita. É controversa exactamente por causa disso. É um princípio básico que se quebra“, diz ainda Bernardo Correia.

Mas “quando vier o decreto-lei que explique exactamente sobre o que é que incide e como incide, nós fazemos as contas e pagamos, como qualquer cidadão ou empresa responsável”, constata por fim.

Bernardo Correia revela ainda que o negócio da Google em Portugal “tem uma parte de taxação local e uma parte de taxação na Irlanda, que é onde se faz a facturação dos produtos vendidos em Portugal”.

“Pagamos 23 por cento de imposto sobre os lucros a nível internacional. É mais do que a média que se paga em Portugal, que é 21″, afirma também.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Com certeza Portugal é um país ótimo para investir = explorar. Tem uma das menores médias salariais do bloco, o que resulta em economia para estas empresas. Pagam ao trabalhador aqui metade do que pagariam em UK.

    • E se nao vierem, nem essa metadade os desempregados recebem. Acho muito bem que venham para ca. Nao sao eles que decidem o salario minimo em Portugal… que tambem e menos de metade da media no UK. Levamos mais barato e fazemos o trabalho, pois entao que venham e criem emprego para que nao tem nada.

  2. Os verdadeiros “artistas”…
    Faturaram na Europa toda mas a maioria dos impostos vão parar à Irlanda; agora querem fazer o trabalho mais barato e vem para Portugal – para facturar ainda mais e continuar a pagar pouco impostos na Irlanda!!
    Que belo sistema…

RESPONDER

Câmara de Torres Vedras deteta migrantes a viverem em armazéns e antigas pecuárias

Além de espaços sem condições de habitabilidade, como armazéns e pecuárias desativadas, a autarquia tem conhecimento de "casas alugadas a pessoas migrantes onde existe sobrelotação". A Câmara de Torres Vedras, no distrito de Lisboa, levantou coimas …

Parlamento aprova "direito ao esquecimento" para quem superou doenças graves

O Parlamento aprovou esta sexta-feira, na generalidade, o projeto-lei do PS que pretende consagrar o “direito ao esquecimento” para acabar com a discriminação de pessoas que tiveram cancro. O Parlamento aprovou, na generalidade, o projeto-lei do …

No seu último discurso, presidente do Supremo atira críticas aos megaprocessos

António Piçarra, presidente do Supremo Tribunal de Justiça, centrou o seu último discurso na falta de eficácia do sistema judicial em tratar os processos especialmente complexos de corrupção. Para o presidente do Supremo Tribunal de Justiça, …

Viagens não essenciais de e para o Reino Unido permitidas a partir de segunda-feira

Cristóvão Norte, deputado do PSD, criticou a indefinição em torno das viagens do Reino Unido para Portugal, em entrevista à BBC. Entretanto, esta manhã, fonte governamental revelou que as viagens não essenciais de e para …

PPP na saúde levou Estado a "poupar" mais de 200 milhões

As Parceiras Público-Privadas (PPP) dos hospitais de Braga, Vila Franca de Xira, Loures e Cascais trouxeram ao Estado uma "poupança" de 203 milhões de euros, menos de um terço do que se esperava no arranque …

Praias podem receber mais banhistas este verão

Apesar de o semáforo de lotação das praias se manter nesta época balnear, a percentagem de ocupação sobe para os 90%. Quem não respeitar as regras estará sujeito a coimas. As limitações à lotação, introduzidas no …

Ritmo de vacinação da UE ultrapassa o dos EUA e China. Grécia reabre turismo

Atualmente, o ritmo de vacinação da União Europeia ultrapassa o registado nos Estados Unidos da América e na China, de acordo com os dados da plataforma Our World in Data. Os dados recolhidos pelo Público …

"Síndrome de Havana" tem sido cada vez mais reportada por militares dos EUA

Diplomatas norte-americanos, espiões e funcionários da Defesa nacional dos EUA sofreram mais de 130 casos de lesões cerebrais, conhecidos como síndrome de Havana. Segundo o jornal The New York Times, três agentes da CIA revelaram ter …

Caso Maddie. Polícia alemã tem novas provas contra Brueckner

A polícia alemã tem novas provas contra Christian Brueckner, o principal suspeito do rapto de Madeleine McCann, que desapareceu do empreendimento turístico Ocean Club, no Algarve, há 14 anos. De acordo com o procurador Hans Christian …

PSP propôs festa dos adeptos dentro de Alvalade, mas "não foi aceite"

A PSP avança que sugeriu, na reunião de preparação da festa do título, que os festejos ocorressem dentro do Estádio de Alvalade, mas que a proposta não foi aceite. Esta quinta-feira, o presidente da Câmara de …