Google garante “alterações significativas” na forma como opera na Europa

Thomas Hawk / Flickr

-

O vice-presidente do Google Kent Walker garantiu hoj eque o grupo fará “alterações significativas” na forma como opera na Europa, no âmbito do acordo alcançado com a Comissão Europeia.

“Continuaremos a fazer alterações significativas na forma como a Google opera na Europa. Temos trabalhado com a Comissão Europeia para resolvermos em conjunto as questões levantadas e estamos determinados em solucionar esta matéria”, afirmou Kent Walker, numa declaração escrita.

A posição do responsável do Google foi tomada no dia em que os editores de media europeus, entre os quais o European Publishers Council (EPC), presidido por Francisco Pinto Balsemão, se manifestaram “profundamente preocupados” face ao acordo alcançado entre a Comissão Europeia e o grupo Google.

“Estamos perplexos e profundamente preocupados com este princípio de acordo. A Comissão Europeia está a perder uma grande oportunidade de mostrar que defende os direitos de autor e que valoriza o trabalho dos media profissionais. É injusto e grave favorecer os motores de busca em detrimento do jornalismo independente e de qualidade, absolutamente necessário para qualquer democracia”, considerou o presidente do EPC, Francisco Pinto Balsemão.

Na quarta-feira, a Comissão Europeia anunciou ter chegado a um princípio de acordo com o grupo Google em torno da investigação à empresa norte-americana por alegada concorrência desleal no sistema de pesquisa e publicidade na Internet.

Concorrência desleal

Falando em conferência de imprensa em Bruxelas, o comissário da Concorrência, Joaquín Almunia, adiantou ter recebido do gigante norte-americano uma “proposta de compromisso melhorada” face à investigação que foi iniciada em 2010, devido a queixas apresentadas por vários operadores online.

Segundo Bruxelas, o Google compromete-se a incluir nos seus serviços de busca especializada, de “forma claramente visível” e através de “um método objetivo”, os serviços de três operadores rivais, além de remover as restrições nas pesquisas de operadores concorrentes.

A Comissão Europeia referiu ainda que aguardará pelas opiniões dos principais concorrentes e das empresas queixosas para tomar “uma decisão final” sobre a proposta feita pelo Google, que caso seja sancionado pode vir a pagar uma multa a rondar 10% da sua faturação anual.

Queixosos não consultados

Em meados de Janeiro, a Comissão Europeia decidiu dar uma última oportunidade ao motor de pesquisa Google para que apresente novas propostas que atenuem as suspeitas de que é alvo em termos de posição dominante e que evite, assim, de ser alvo de uma multa milionária.

Perante esta nova oportunidade dada à Google, uma aliança de editores de jornais e revistas europeias, entre os quais o European Newspaper Publisher’s Association (ENPA), o European Magazine Media Association (EMMA) e a European Publisher’s Council (EPC), criticou o facto de nenhum dos queixosos – a associação espanhola de jornais diários (AEDE), a federação de editores de jornais alemães (BDZV) ou a associação de editores de revistas alemãs (VDZ) – ter sido consultado neste último desenvolvimento.

Desde a abertura do processo, em 2008, a Comissão tem dado oportunidade à Google de apresentar medidas voluntárias.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Novas tabelas do IRS. Salários e pensões até 686 euros isentos de retenção na fonte

O valor a partir do qual salários e pensões passam a descontar IRS em 2021 vai aumentar para 686 euros mensais, subindo 27 euros face ao limite de 2020, segundo as novas tabelas de retenção …

Governo não deverá proibir circulação entre concelhos a 24 e 25 de dezembro

O Governo não vai aplicar as restrições à circulação entre concelhos na véspera e dia de Natal. Esta é uma das medidas em cima da mesa que o Conselho de Ministros vai discutir esta sexta-feira. O …

IA prevê a estrutura de uma proteína e supera um dos maiores desafios da biologia

Um sistema de Inteligência Artificial desenvolvido pela DeepMind, empresa britânica detida pela Google, conseguiu superar um dos maiores desafios da biologia ao prever com precisão a estrutura de uma proteína a partir de apenas a …

Novo estado de emergência. Especialistas voltam a reunir no Infarmed, Marcelo recebe partidos

Especialistas, dirigentes dos partidos políticos e parceiros sociais voltam a reunir-se esta quinta-feira para analisar a situação epidemiológica da covid-19, em vésperas de nova renovação do estado de emergência e da decisão sobre as medidas …

A tríade Mendes-Fosun-Wolves. O quid pro quo que pode estar perto do fim

A ligação entre Jorge Mendes, a Fosun e o Wolverhampton há muito que é contestada. Agora, pode estar perto do fim graças a novos regulamentos para agentes de jogadores. As participações sociais da Gestifute S.A. e …

Greve de fome. Ljubomir Stanisic assistido no hospital, Governo desmente recusa em receber manifestantes

O chef Ljubomir Stanisic, um dos rostos do movimento "A Pão e Água" e que estava há seis dias a fazer greve de fome em frente ao parlamento, foi na quarta-feira transportado para o Hospital …

"Não tenhamos ilusões". Marcelo alerta que o processo de vacinação vai levar muitos meses

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, alertou esta quarta-feira que o processo de vacinação contra a covid-19 em Portugal vai levar "muitos meses", apelando aos portugueses para não baixarem a guarda. “Não tenhamos ilusões, …

As primeiras vacinas de combate à covid-19 exigem conservação a temperaturas negativas. A ciência explica porquê

O mês de novembro trouxe notícias encorajadoras sobre a produção de vacinas de combate à covid-19. Contudo, tanto a promissora descoberta da Moderna como a da Pfizer /BioNTech, usam uma tecnologia que obriga a que …

Já dois nomes na calha para substituir Zidane no Real Madrid

Já há dois nomes na calha para substituir o treinador do Real Madrid, Zinedine Zidane, cuja continuidade no emblema espanhol está em risco depois de alguns desaires no campeonato e na Liga dos Campeões.  A notícia é …

Câmara do Porto quer isentar estacionamento em parques municipais por 120 minutos

A Câmara do Porto vai propor isentar do pagamento da taxa de estacionamento em cinco parques municipais, por um período de 120 minutos, por cada cliente, entre os dias 8 de dezembro e 8 de …