Google ficou sem o domínio na Argentina (e Nicolás achou que ia ser o novo dono)

fedetorrico12 / Twitter

“brazuca podrás tener 5 mundiales pero, cuantos Google tenes?” (in Twitter)

Na última quarta-feira, um jovem argentino achou que ia ficar rico à custa da distração da Google no seu país. Acabou por não acontecer e tudo ficou resolvido.

“Que pague a dívida externa”, “que compre vacinas”, “não somos os donos do mundo porque não queremos”. Segundo o canal estatal russo RT, foram estas algumas das reações nas redes sociais depois de Nicolás Kuroña ter anunciado ao mundo que tinha comprado o domínio da Google na Argentina porque, alegadamente, a gigante tecnológica não o tinha renovado.

As mensagens dos utilizadores referiam-se, assim, à possibilidade de a poderosa empresa ter de pagar uma fortuna a este jovem para recuperar o seu domínio.

Tudo aconteceu quando, na quarta-feira, o jovem argentino escreveu na sua conta do Twitter que era o novo dono do domínio. Segundo Kuroña, bastou-lhe para isso entrar no site NIC Argentina, no qual se regista e administra os domínios neste país sul-americano, para perceber que o “google.com.ar” estava disponível.

O jovem explicou que esta situação se deveu ao facto de o anterior proprietário não ter feito a renovação e o respetivo pagamento. Assim, aproveitou o lance e desembolsou 270 pesos, cerca de 30 euros, para ficar com o domínio.

Simultaneamente, várias pessoas não estavam a conseguir aceder ao famoso motor de busca, aparecendo-lhes um anúncio a informar que o site estava indisponível. O tweet de Kuroña rapidamente se tornou viral e o seu nome transformou-se num dos assuntos do momento.

No entanto, por volta da meia-noite, depois de algumas horas, o site voltou a estar acessível. A empresa limitou-se a informar que tinha resolvido “o problema”, sem detalhar se tinha sido apenas uma questão técnica, ou se efetivamente tinha perdido o domínio.

Kuroña, que naquele curto espaço de tempo já passara de centenas para milhares de seguidores, também não esclareceu o que tinha acontecido. E no NIC Argentina a Google apareceu novamente como dona do domínio em questão.

A confusão adensou-se quando a empresa Open Data Córdoba, especializada em domínios argentinos, afirmou que a propriedade da Google relativamente ao domínio só expirava em julho, ou seja, não estava disponível como dizia o jovem, que, apesar disso, continua a ser tendência nas redes sociais e já foi catapultado para a fama.

“‘Google.com.ar’ não estava caducado. Isso só acontecia em julho. Até esta manhã estava em nome da Google. Alguém o transferiu ou alguma coisa estranha aconteceu”, explicou.

Afinal, o jovem Kuroña não é o novo dono do domínio, nem vai ficar rico às custas da gigante norte-americana, como muitos diziam. Foi uma boa tentativa, há que admitir, e fica pelo menos com uma boa história para contar (ou não).

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Esta história está necessariamente mal contada. Quem trabalha com sites sabe perfeitamente que não é possível alguém comprar um domínio que esteja dentro do prazo de possível renovação. E quanto a esse prazo, é quase impossível deixá-lo passar, quer devido ao número de avisos quer pelo facto de ainda existirem, penso que 15 ou 30 dias após o término do prazo, para poder reivindicar o domínio.

RESPONDER

Celebrar ou cancelar Napoleão? 200.º aniversário da morte do imperador desperta debate em França

No 200.º aniversário da morte de Napoleão Bonaparte, o presidente francês Emmanuel Macron optou por fazer o que os seus antecessores evitaram. Ao escolher colocar uma coroa de flores esta quarta-feira no túmulo de Napoleão sob …

Costa começa a namorar a esquerda. Negociações do Orçamento arrancam em julho

O Governo está a preparar-se para arrancar com as reuniões preliminares de negociação do Orçamento do Estado para 2022. O Público avança, esta quinta-feira, que os encontros formais vão ser realizados com os partidos de esquerda …

O orgulho, os milhões da Champions e (talvez) um título estão em jogo neste Clássico

O FC Porto não desiste da corrida pelo título, mas o segundo lugar é a principal luta deste Clássico. A posição dá lugar acesso direto à Liga dos Campeões. Benfica e FC Porto defrontam-se hoje na …

"Crise de saúde global". Biden apoia levantamento das patentes das vacinas (e UE segue o exemplo)

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, apoiou a proposta da Organização Mundial do Comércio (OMC) para renunciar às proteções de propriedade intelectual para as vacinas contra a covid-19. "Esta é uma crise de saúde global …

-

Confrontos entre polícia e adeptos em Alvalade. PSP avança com participação ao MP

A chegada da equipa do Sporting ao estádio de Alvalade ficou marcada por confrontos entre vários adeptos e a polícia. A PSP já anunciou que vai fazer uma participação ao Ministério Público. Depois da vitória por …

Centeno pressiona Costa: 6 mil milhões de medidas temporárias devem ser revertidos

Esta quinta-feira, o governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, avisou que "não podemos querer manter no futuro medidas que foram criadas para serem temporárias". As medidas cíclicas e temporárias adotadas no ano passado para responder …

Apoio ao aumento do salário mínimo "vale 84,5 euros por posto de trabalho"

O ministro da Economia explicou que o apoio ao aumento do salário mínimo, que só vai acontecer em 2021 e que custará cerca de 60 milhões de euros ao Estado, corresponde a 84,5 euros por …

Estádio Sp. Braga

Afinal, o Sporting de Braga é mais antigo do que se pensava

Uma investigação de dois sócios do Sporting de Braga descobriu documentos que os levam a concluir que o clube, a comemorar este ano o seu centenário, foi fundado em 1919 e não em 1921. A polémica …

"Espetáculo deplorável". Imigrantes realojados no Zmar de madrugada com forte efetivo policial

Cerca de 50 imigrantes que trabalham na agricultura em Odemira foram realojados durante a noite no complexo turístico Zmar e na Pousada da Juventude de Almograve, disse à agência Lusa fonte da Proteção Civil. Segundo o …

Encontrados os túmulos reais dos príncipes da Pereslávia

Uma equipa de arqueólogos russos identificou os túmulos reais dos príncipes da Pereslávia, Dmitri Alexandrovich e Ivan Dmitrievich, os descendentes de Alexandre I de Kiev, o lendário príncipe de Rus' e santo da Igreja Ortodoxa …