“Gonçalo Esteves é o futuro do Sporting”. Adeptos rendidos ao ex-portista de 17 anos

1

Mário Cruz / Lusa

Gonçalo Esteves, Sporting

Lateral-direito Gonçalo Esteves, no Belenenses-Sporting da Taça de Portugal.

O lateral-direito Gonçalo Esteves, de apenas 17 anos, estreou-se na equipa principal do Sporting, no jogo da Taça de Portugal contra o Belenenses, e o treinador Ruben Amorim diz que é “o futuro” do clube. Os adeptos estão rendidos ao jovem de 17 anos que esteve 10 anos no FC Porto.

Ruben Amorim estreou Gonçalo Esteves e João Goulart no onze inicial da equipa principal dos leões, no jogo que o Sporting venceu ao Belenenses (4-0), em desafio da Taça de Portugal.

Já lá vão 10 jovens formados na Academia de Alcochete que se estrearam na equipa principal às mãos do treinador dos leões. E Gonçalo Esteves destaca-se como um dos talentos mais promissores.

“É claramente o futuro do Sporting naquela posição”, salienta Ruben Amorim, realçando que Gonçalo Esteves “tem muito talento”.

“Há mais jogadores na formação, mas o Esteves está à frente de todos”, sublinha o treinador, acrescentando que “pode e deve evoluir muito”.

“Vai crescer e é o futuro do Sporting”, reforça Ruben Amorim, considerando que “é um rapaz cheio de talento, de convicção naquilo que faz”.

Os adeptos leoninos mostram-se rendidos ao talento do jovem de 17 anos que esteve 10 anos na formação do FC Porto, antes de rumar a Alvalade no Verão deste ano.

Gonçalo Esteves, que é irmão do portista Tomás Esteves, foi um dos jovens destacados pelo jornal The Guardian na lista dos 60 maiores talentos nascidos em 2004, a “Next Generation”, como refere o diário britânico.

Além de Gonçalo Esteves, aparecem também na lista os benfiquistas Hugo Félix e André Gomes.

Depois da estreia pelo Sporting, o lateral revelou o “sentimento inexplicável” e mostrou-se “muito feliz pela vitória” que permite “seguir em frente” na Taça de Portugal. E ainda agradeceu “aos adeptos que foram incansáveis durante os 90 minutos”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Gonçalo Esteves entrou no FC Porto com apenas 7 anos, na mesma altura em que o irmão Tomás Esteves. Nos primeiros tempos, os dois jovens tinham que viajar desde Arcos de Valdevez, no distrito de Viana do Castelo, até ao Porto para poderem treinar. Uma viagem de cerca de 100 quilómetros para cada lado.

Quando deixou o FC Porto a custo zero, para assinar contrato com o Sporting até 2024, Gonçalo Esteves confessou que era “um dos dias mais difíceis” da sua vida.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.