/

Belenenses 0-4 Sporting | Melhor o resultado que a lesão

Mário Cruz / Lusa

O Sporting, da I Liga, venceu hoje o Belenenses, do Campeonato de Portugal, por 4-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, garantindo o apuramento para a próxima fase da competição.

No estádio do Restelo, o campeão nacional Sporting apontou o primeiro golo logo aos dois minutos, por Tiago Tomás, com o avançado a ‘bisar’ aos 68. Depois, Jovane Cabral, de penálti, aos 77, e Nuno Santos, também de grande penalidade, aos 80, ampliaram a vantagem.

O Sporting, atual campeão nacional, já venceu a Taça de Portugal por 17 vezes e está na quarta eliminatória da prova, que tem a final agendada para o dia 22 de maio de 2022.

No Restelo, num dos dérbis históricos do futebol português, os ‘leões’ reeditaram um jogo grande com o Belenenses, agora 9º e penúltimo da série E do Campeonato de Portugal, impondo-se por 4-0, num jogo mais emotivo do que a diferença de escalões faria imaginar, e que só foi resolvido na última meia hora, com a quebra física dos anfitriões.

Tiago Tomás fez a diferença ao marcar logo aos dois minutos, a emendar, ao segundo poste, cruzamento de Ruben Vinagre, enquanto aos 68 surgiu na pequena área a desviar, de cabeça, um cabeceamento de Feddal.

Quebrada a boa réplica, e dúvidas houvesse, aos 77 minutos Jovane Cabral, de penálti, fez o 3-0, e passados três minutos, Nuno Santos, igualmente de castigo máximo, apontou o 4-0, muito pesado para os azuis do Restelo, que tiveram no seu guarda-redes Marcelo Valverde o seu melhor elemento, mas que dispuseram também de situações para marcar.

Entre as muitas mexidas no ‘onze’, destacou-se os regressos de Pedro Gonçalves e Gonçalo Inácio, após lesão, bem com a estreia, e logo no onze, do guarda-redes João Virgínia e do lateral Gonçalo Esteves: João Goulart também mereceu uma oportunidade, a partir dos 82 minutos.

Pedro Porro lesiona-se de novo

A má notícia para Alvalade poderá ser a lesão de Pedro Porro — dependendo da gravidade que a mesma venha a revelar ter.

Acabado de regressar da seleção espanhola, que participou a semana passada na UEFA Nations Cup, o lateral direito entrou aos 66 minutos para o lugar de Sérgio Esteves, e lesionou-se 10 minutos mais tarde, após uma entrada dura de André Frias, tendo deixado o relvado de maca, com as mãos na cabeça e em lágrimas.

Porro precisava de jogar, pelo menos 25 minutos, precisava de carga. Foi uma entrada por trás, podia ser evitada. Precisava de carga. Não vou dizer que é grave e daqui a dois dias está disponível. Se o Gonçalo Esteves ou o Esgaio tiverem de jogar na Turquia… jogam”, explicou o treinador do Sporting, Rúben Amorim.

“Temos que ver, pode ser mais o susto. Não vou estar aqui a dizer mais nada. Vamos esperar…”, acrescentou o técnico leonino.

Entretanto, Pedro Porro já veio tranquilizar os adeptos leoninos num post publicado no seu perfil no Twitter. Poderá ter sido mesmo só o susto.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

ZAP // Lusa / Futebol 365

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.