Os gatos obrigaram os cães a escolher entre evolução ou extinção

O que poderia deixar o ego de um gato maior do que já é? Provavelmente a confirmação científica de que é melhor do que um cão – algo que, no passado, não estava muito longe da verdade.

Quando os membros da família Felidae viajaram da Ásia para a América do Norte, as suas proezas naturais de caça dizimaram a população da família dos cães, levando 40 das suas espécies à extinção – curiosamente, a chegada dos felinos desempenhou um papel maior do que as mudanças climáticas na evolução dos canídeos.

Segundo a análise de mais de dois mil fósseis publicada em junho na Proceedings of the National Academy of Sciences, quando estes gatos ferozes chegaram à América do Norte, a sua capacidade predatória superior aumentou a competição por alimento.

Como os recursos alimentares, ou presas, eram limitados, isto significava que nem todos os predadores iriam dormir com a barriga cheia.

Infelizmente para os canídeos, eram eles os que mais passavam fome, e as suas opções eram simples: adaptar-se ou morrer. Assim, a concorrência para obter comida está inevitavelmente ligada à evolução canídea.

Os cientistas observaram que uma taxa de extinção tão significativa está normalmente associada a uma mudança dramática no clima.

“Regra geral, esperamos que as mudanças climáticas desempenhem um papel esmagador na evolução da biodiversidade. Em vez disso, a concorrência entre as diferentes espécies de carnívoros provou ser ainda mais importante para os canídeos”, explicou a investigadora Daniele Silvestro, da Universidade de Gotemburgo, na Suécia.

Evolução dos cães

Até à chegada indesejada dos felinos à região, os cães estavam a dar-se muito bem na América do Norte.

Originários do continente cerca de 40 milhões de anos atrás, os canídeos estavam no seu momento mais diversificado 22 milhões anos atrás, com mais de 30 espécies. Apenas nove destas espécies sobreviveram até hoje.

À medida que os gatos ameaçavam a sobrevivência dos canídeos, estes evoluíram a partir disso – em particular, o tamanho corporal aumentou, com alguns a pesar 30 quilos, o que os colocou entre alguns dos maiores carnívoros da América do Norte.

Hoje, vários grandes carnívoros enfrentam riscos assustadores de extinção. No entanto, nenhuma das tendências atuais correspondem a este padrão antigo de extinção.

Em África, por exemplo, canídeos como os cães selvagens estão constantemente em concorrência com felinos, como os leões — mas não foram colocados frente a frente de uma hora para outra.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …