Galamba acusa Passos de “descaramento” no caso Banif

Tiago Petinga / Lusa

O deputado do Partido Socialista (PS), João Galamba

O deputado João Galamba fala em “descaramento” do PSD ao culpar o Governo no caso dos lesados do Banif, sublinhando que o problema remonta à altura em que Passos Coelho era primeiro-ministro.

“Passos Coelho teve o descaramento de responsabilizar o atual Governo pelos problemas do Banif, quando foi o anterior Governo que andou muitos anos a empurrar os problemas com a barriga”, frisou o porta-voz do PS para as questões financeiras.

Durante a festa do PSD/Madeira que hoje se realizou no Chão da Lagoa, Passos Coelho acusou o executivo de António Costa de fugir às suas responsabilidades, referindo-se ao caso dos lesados do Banif e às recentes declarações do primeiro-ministro no Funchal.

“O Governo veio resolver o problema criado por Passos Coelho e foi disto que Passos Coelho convenientemente se esqueceu“, disse João Galamba, acusando o anterior Governo de ter deixado o problema do Banif arrastar-se “irresponsavelmente, sem nada fazer”, pelo menos durante dois anos.

Em declarações à Lusa, o deputado socialista argumentou que se alguém deve ser responsabilizado pela “inação” do Banif e pelos problemas no relacionamento com a Comissão Europeia, é, “sem dúvida alguma”, Passos Coelho e o Governo a que presidiu.

“É curioso que acuse o PS de irresponsabilidade quando ele próprio é o culpado desta acusação”, referiu, acrescentando que, “por razões eleitoralistas”, Passos Coelho “resolveu nada fazer” relativamente ao Banif.

João Galamba diz ainda estranhar que Passos Coelho atribua a responsabilidade ao atual Governo, quando os produtos “que causaram problemas aos lesados do Banif lhes foram vendidos quando o banco era público“, durante o Governo PSD/CDS.

A CMVM está a analisar mais de 800 queixas apresentadas pelos lesados do Banif, ao passo que na Assembleia da República foi apresentada uma petição pelos mesmos.

O Santander Totta adquiriu o Banif por 150 milhões de euros em dezembro de 2015, na sequência de uma resolução do Governo da República e do Banco de Portugal, através da qual foi criada a sociedade-veículo Oitante, para onde foi transferida a atividade bancária que o comprador não adquiriu.

Neste processo, cerca de 3.500 obrigacionistas subordinados, em grande parte oriundos da Região Autónoma da Madeira, perderam 263 milhões de euros.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Ataques falsos e graves". Manuel Vicente rejeita acusações de gestor de Isabel dos Santos

O ex-vice-presidente de Angola, Manuel Vicente, classificou a queixa que o antigo assessor de Isabel dos Santos na Sonangol, Mário Leite da Silva, apresentou junto de reguladores internacionais como "ataques falsos e graves" que visam servir …

Centros de instalação do SEF lotados. Migrantes colocados em cadeias e quartéis

Os centros que o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) tem para instalar os migrantes que aguardam execução das decisões de expulsão estão lotados. O Diário de Notícias adianta esta sexta-feira que os quatro espaços que …

Estrutura do Montepio é "insustentável a prazo". Reestruturação avança em Outubro

O Banco Montepio vai avançar com uma reestruturação em Outubro. Para já, ainda não se sabe quantos funcionários deverão deixar a instituição, mas é certo que a actual estrutura é "insustentável a prazo". Nas reuniões do …

Enquanto estava em coma, bens de Navalny foram congelados pela justiça russa

Oficiais de justiça russos congelaram as contas e uma parte do apartamento do opositor ao governo Alexei Navalny quando este permanecia em coma após um presumível envenenamento no final de agosto, indicou esta quinta-feira a …

Mais cinco mortes e 899 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta sexta-feira, mais cinco mortes e 899 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quinta-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …

Governo de Bolsonaro bate recorde de aprovação durante a pandemia

A aprovação do Governo brasileiro, presidido por Jair Bolsonaro, subiu para 40%, a maior percentagem desde o início do seu mandato, iniciado em janeiro de 2019, segundo uma sondagem do Instituto Ibope divulgada na quinta-feira. A …

Número de casos baixa nos EUA. Na Bélgica, deixa de ser obrigatório usar máscara na rua

A pandemia tem assolado toda a população mundial, mas há países que têm sofrido mais com o aumento de número de infetados e com mortes. Apesar de serem um dos países mais afetados, os EUA …

Seis enfermeiros infetados e cirurgias canceladas no hospital de Beja

O hospital de Beja detetou esta quinta-feira seis enfermeiros do bloco operatório infetados com Covid-19 e cancelou algumas cirurgias programadas por questões de segurança, disse à agência Lusa a presidente da Unidade Local de Saúde …

Reformas na função pública subiram para 43% (e um quinto são professores)

Mais de 6.500 trabalhadores das administrações públicas aposentaram-se na primeira metade deste ano, o que representa um crescimento de 43% face ao mesmo período de 2019. A maioria das saídas deriva de áreas como a …

“Arma de diagnóstico”. Teste que distingue covid-19 de outras infeções respiratórias chega a Portugal

A Unilabs vai disponibilizar um teste que permite “diferenciar o novo coronavírus de outros tipos de infeções respiratórias sazonais”, auxiliando os clínicos a realizarem diagnósticos mais precisos. “A ideia era tentarmos ter uma ferramenta de diagnóstico …