/

Gabinete de segurança israelita reunido para discutir cessar-fogo na Faixa de Gaza

Mohammed Saber / EPA-EFE

O gabinete de segurança israelita está reunido para discutir um possível cessar-fogo, após 11 dias de confrontos armados entre Israel e o movimento islâmico palestiniano Hamas na Faixa de Gaza, anunciaram fontes oficiais.

A reunião, que conta com a presença do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, e os principais funcionários de segurança do país, ocorre no momento em que intensas negociações diplomáticas procuram pôr fim às hostilidades entre o Hamas e Israel, que já provocaram mais de 230 mortos, a maioria dos quais palestinianos.

De acordo com o Observador, responsáveis do Hamas já tinham dito à CNN que poderá estar “iminente” um cessar-fogo no conflito israelo-palestiniano, “possivelmente nas próximas 24 horas”.

Além disso, o The Times of Israel também noticiou que um cessar-fogo poderá chegar até sexta-feira, visto que os mediadores egípcios terão feito bons progressos na negociação com o grupo terrorista do Hamas, ao passo que Israel, por seu turno, terá “admitido, em privado” que já está perto de atingir os seus objetivos militares.

A CNN indica ainda que um dos líderes do Hamas descreveu, na quarta-feira, uma “atmosfera positiva” nas negociações, graças ao apoio dos “irmãos egípcios e qataris”.

No entanto, há que considerar a imprevisibilidade associada a grupos como o Movimento da Jihad Islâmica na Palestina que podem introduzir alguma incerteza neste processo.

Na quarta-feira, o Presidente dos EUA, Joe Biden, pediu uma “desaceleração” do conflito, sublinhando o “progresso” de Israel na redução das capacidades militares do Hamas.

O enviado da ONU para o Médio Oriente, Tor Wennesland, reuniu-se esta quinta-feira no Qatar com o chefe do departamento político do Hamas, Ismail Haniyeh, tendo abordado a possibilidade de uma diminuição da violência na região.

Também o chefe da diplomacia alemã, Heiko Maas, se deslocou a Israel, tendo-se reunido já com Netanyahu e estando ainda previsto um encontro com o presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, no início da noite desta quinta-feira.

Durante esta semana, também António Costa e Rui Rio se pronunciaram sobre a violência em Gaza, defendendo o fim dos ataques de Israel aos enclaves palestinianos e apelando ao cessar-fogo e ao diálogo.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE