O próximo presidente do Sporting vai precisar de 60 milhões

Manuel de Almeida / Lusa

Bruno de Carvalho com José Maria Ricciardi

O banqueiro José Maria Ricciardi considerou na quarta feira, numa entrevista à TVI 24, que qualquer candidato a presidente do Sporting vai precisar duma avultada quantia em dinheiro, que poderá ascender a 60 milhões ou mais.

Para Ricciardi, que já foi apoiante de Bruno de Carvalho, a série de rescisões por justa causa terão impacto no montante que o próximo presidente do clube precisará.

“Não tenho uma estimativa mas dependerá do resultado das rescisões destes nove jogadores. Se for dada razão aos mesmos, e há uma probabilidade razoável que isso aconteça, infelizmente, por tudo o que se passou. Isso tem uma interferência nos valores”, disse citado pelo Diário de Notícias.

O banqueiro explicou que “as consequências dessas rescisões passarão por pagar os restantes anos de contrato aos jogadores e, além disso, haverá o contrato dos ativos”, alertando que a “perda poderá oscilar entre os 100 e os 200 milhões de euros”.

Ricciardi considerou também que a destituição do Conselho Diretivo suspenso pode ajudar a reverter as decisões dos jogadores. “Acredito que alguns jogadores possam voltar atrás. Não direi todos. Ou para ficar no Sporting ou para aceitarem ser negociados”.

Confrontado com o valor de 60 milhões, o banqueiro disse que “poderá precisar de mais porque corre-se esse risco. Esse será talvez o valor mínimo que esta SAD poderá precisar”, acrescentou.

A Assembleia Geral de dia 23 foi também abordada na entrevista. Ricciardi grantiu que estará “como sócio a votar”, apelando por isso “que todos os sócios possam ir a esta AG, onde se vai jogar o futuro de uma grande instituição como o Sporting.”

Ricciardi não descarta candidatura

Ricciardi não descartou a possibilidade de concorrer à presidência do clube, mas considerou que o problema não está na ordem do dia, realçando que as eleições só serão possíveis se os sócios votarem na AG de sábado. O banqueiro sublinhou a existência de “alternativas fortíssimas“.

“Qualquer candidatura terá de ser um pouco diferente das atuais a instituições como FC Porto ou Benfica. O Sporting está numa situação dramática – em pré-falência, pré-insolvência na SAD – e qualquer candidatura terá de ter uma capacidade económica e financeira muito para além do que seria o normal, até do ponto de vista desportivo”.

A candidatura terá ainda de “ser agregadora porque o Conselho Diretivo suspenso dividiu e partiu o clube. Nunca se viu em 112 anos de história andarem uns grupos contra outros”.

Questionado sobre as candidaturas de Dionísio Castro e Frederico Varandas, considerou que esta não é uma boa altura para debater essas propostas, uma vez que os sportinguistas “ainda não votaram se querem que esta direção continue ou não”.

Novamente  confrontado com a possibilidade de ser candidato, o banqueiro admitiu que “não está com falsas modéstias, mas existem outras alternativas fortíssimas no Sporting. Não faltarão sportinguistas que possam ser candidatos se os sócios assim o decidirem”, concluiu.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Jogadores do Porto irritados com fúrias de Sérgio Conceição

Os jogadores do FC Porto estão incomodados com os ataques de fúria do seu treinador, Sérgio Conceição, que em alguns casos já levaram a situações de humilhação pública. O caso mais mediático foi o de …

Prejuízos na TAP agravam-se e podem afastar Neeleman. Governo já procura novo comprador

A TAP apresentou prejuízos de cerca de 119 milhões de euros no primeiro semestre de 2019, um agravamento de 29 milhões relativamente a 2018. São os resultados negativos mais elevados desde a privatização da companhia …

"Deixem as vacas em paz!" Marcado mega churrasco de protesto na Universidade de Coimbra

Continuam a chover críticas à Universidade de Coimbra depois da decisão de banir a carne de vaca das cantinas. Associações do sector da produção bovina apelam a que se "deixem as vacas em paz" e …

Parte do programa do PDR é literalmente igual ao do PSD

O programa eleitoral do PDR para as legislativas de 6 de outubro é "exactamente igual" ao programa do PSD. São parágrafos inteiros e medidas exactamente iguais, diz o Público. Os programas eleitorais do Partido Democrático Republicano, …

Cofina chega a acordo com Prisa. TVI vendida por 255 milhões de euros

A Cofina SGPS anunciou este sábado ter chegado a acordo com a espanhola Prisa para comprar a totalidade das ações que detém na Media Capital, valorizando a empresa em 255 milhões de euros. Em comunicado enviado …

BE é feminista porque "isso é querer igualdade e segurança" (e não queima pontes)

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda assumiu sexta-feira o partido como feminista, explicando que "isso é querer igualdade e segurança" para ambos os sexos, e que é preciso "mudar as regras do jogo em …

O mistério da origem do estanho da Idade do Bronze foi finalmente resolvido

A origem do estanho usado na Idade do Bronze tem sido um dos maiores enigmas da pesquisa arqueológica. Agora, investigadores resolveram parte do quebra-cabeças. Um grupo de arqueólogs da Universidade de Heidelberg e do Centro de …

Votos postais dos portugueses no Reino Unido estão a ser devolvidos aos remetentes

Os correios britânicos estão a investigar "com urgência" a razão pela qual os envelopes com os votos postais dos portugueses residentes no país estão a ser devolvidos aos remetentes, informou hoje uma fonte oficial à …

Fuligem da poluição do ar encontrada na placenta de mulheres grávidas

Manchas de fuligem expelidas de motores de automóveis e centrais de combustíveis fósseis podem ser encontradas no lado fetal da placenta. Uma equipa liderada por cientistas da Universidade Hasselt, na Bélgica, estudou as placentas após o …

Mosquitos geneticamente modificados libertados no Brasil estão a reproduzir-se

O inesperado aconteceu: mosquitos geneticamente modificados estão a reproduzir-se no Brasil. A empresa responsável pela criação destes insetos mutantes realça que não há perigo para a saúde das pessoas. O plano para reduzir a população local …