Fundo ligado a Relvas tenta comprar Novo Banco com ataque a concorrente

José Sena Goulão / Lusa

Miguel Relvas, ex-ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares

Miguel Relvas, ex-ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares.

O Fundo Aethel, que está ligado a uma empresa de Miguel Relvas e que apareceu com uma proposta de última hora para a aquisição do Novo Banco, acusa a rival Lone Star de ser “oportunista”, notando que não defende os interesses de Portugal.

Este ataque à concorrência surge como o argumento de peso do Aethel para tentar entrar na corrida pelo Novo Banco, cujo processo de venda entrou na fase final de negociações, em exclusividade, com o Fundo norte-americano Lone Star.

O Dinheiro Vivo teve acesso à carta enviada pelo Aethel ao Ministério das Finanças e ao Banco de Portugal, no final de Fevereiro, onde o Fundo se compromete a adquirir 91% do capital do Novo Banco, deixando os 9% restantes nas mãos do Estado Português.

O Aethel propõe-se ainda a pagar “até 2,8 mil milhões” de euros e compromete-se a um aumento de capital de mil milhões de euros, sustenta o mesmo site económico.

O documento não inclui referências ao número de trabalhadores que “serão despedidos” ou aos balcões que serão encerrados, mas tem um forte ataque ao Lone Star, conforme destaca o Dinheiro Vivo.

Classificando os responsáveis do Fundo norte-americano como “novos operadores oportunistas”, o Aethel considera que, “com base nas informações públicas”, a sua oferta “não serve os interesses da República”.

Mas o Dinheiro Vivo constata que a proposta deste Fundo que tem ligações a Miguel Relvas, ex-ministro do governo PSD, pode também “ser vista como oportunista”. É que “os investidores que participam neste Fundo são aqueles que avançaram judicialmente contra o Banco de Portugal e que agora procuram fechar um acordo extrajudicial através da tomada do Novo Banco, ainda antes de qualquer decisão dos tribunais”, salienta a publicação.

Esta proposta de última hora não tem contudo, grandes hipóteses de ser considerada, a não ser que se invertam todas as regras do jogo, conforme aponta o Dinheiro Vivo.

O Aethel Partners, que detém 62% do capital da Pivot, empresa de que Relvas é accionista (31,7%), foi fundado por Aba Schubert e Ricardo Santos Silva.

Ricardo Santos Silva é também, presidente da Pivot, a empresa que aguarda a confirmação oficial do negócio de aquisição do Efisa, o Banco de Investimento do ex-BPN, além de ser presidente de duas sociedades sediadas no paraíso fiscal das ilhas Caimão (a Danae e a Perseus). Ele passou ainda, pelo BES Investimento, entre 2004 e 2007.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Com o Relvas a operação não deverá ter sucesso, nada como passarem a participação deste no Banco para as mãos das manas Mortágua e o apadrinhamento será quase certo.

RESPONDER

Documentário "low cost" afirma que Jesus era, afinal, um filósofo grego

O documentário Bible Conspiracies (Conspirações Bíblicas, em tradução livre), disponível na Amazon Prime desde novembro de 2017, tem dado que falar. Durante o filme, realizado em 2016, são proferidas várias afirmações que contrariam o que …

Choupette já é a gata mais rica do mundo e pode herdar fortuna de Karl Lagerfeld

A gata do estilista Karl Lagerfeld, Choupette, pode ser uma das beneficiárias da sua fortuna de mais de 170 milhões de euros. Não é que o felino precisasse, já que tem, só por si, um …

Gravuras rupestres descobertas na Serra da Gardunha

Um conjunto de rochas com gravuras rupestres foi descoberto na Serra da Gardunha, Fundão, e a primeira análise indica que serão do período entre o Calcolítico e a Idade do Bronze, disse o arqueólogo Martinho …

Cinco telemóveis são apreendidos por dia nas prisões portuguesas

O número de apreensões de telemóveis, drogas e armas brancas nas prisões portuguesas caiu em 2018. Ainda assim, foram confiscados 1934 aparelhos, o que dá uma média superior a cinco por dia. Para os guardas prisionais, …

Estado vai dar incentivo de 250 euros para compra de bicicletas elétricas

Visando impulsionar o uso de veículos mais verdes, o Governo vai conceder um incentivo de 250 euros para a compra de uma bicicleta elétrica. Os detalhes das novas regras deverão ser anunciadas já nos próximos …

Lisboa em primeiro lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir

A capital portuguesa subiu do 10.º para o 1.º lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir, da PricewaterhouseCoopers, avança a Visão. Lisboa foi alvo de uma ascensão sem precedentes, subindo do 10.º para o …

O Sol vai brilhar e os termómetros vão chegar aos 26 graus este fim de semana

As temperaturas máximas vão subir e o fim de semana promete ser solarengo, com os termómetros a chegarem aos 26 graus Celsius. A temperatura máxima vai subir nos próximos dias em Portugal continental, com a máxima …

Lidl deixa de vender sacos de plástico em Portugal

O Lidl Portugal vai deixar de vender sacos de plástico em todas as suas lojas no mercado português até ao final do ano, medida que será faseada e arranca em maio na região Norte, anunciou …

As mulheres ganham menos 2464 euros do que os homens por ano

Em média, as mulheres em Portugal ganham menos 176 euros por mês do que os homens. Anualmente, cria-se um fosso de 2464 euros, segundo dados de 2017 acedidos pelo Diário de Notícias. O diário avança estes …

Vem aí um novo Cartão de Cidadão e vai ser igual ao dos restantes países da UE

O Cartão do Cidadão vai mudar. As alterações serão residuais e poderão ser observadas já a partir de 2021, ano limite para que se atualize o formato de todos os documentos de identidade na União …