Rota do Cabo: Funcionária emitiu 15 mil números de contribuinte fraudulentos em três anos

Tiago Henrique Marques / Lusa

Funcionários das Finanças, da Segurança Social, do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e advogados estão entre os principais suspeitos desta rede criminosa de auxílio à imigração ilegal.

A Polícia Judiciária (PJ) desmantelou, esta terça-feira, uma organização criminosa de auxílio à imigração ilegal. No total, 22 pessoas foram detidas, incluindo três advogados, dois funcionários do Fisco, dois funcionários da Segurança Social, uma inspetora do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e angariadores de “clientes”.

O grupo suspeito criava empresas fantasma para criar contratos de trabalho fictícios para as centenas de imigrantes oriundos do Paquistão, Índia, Nepal ou países africanos. De acordo com o Jornal de Notícias, a rede conseguia obter documentos e autorizações de residência graças à cumplicidade de funcionários do Estado que recebiam 200 euros por cada processo, sendo que alguns eram resolvidos em apenas dois dias.

Para se perceber a dimensão desta fraude, escreve também o jornal Público, uma só funcionária da Autoridade Tributária (AT) emitiu 15 mil números de contribuinte fraudulentos num período de três anos.

Além do Fisco, a ajuda na Segurança Social também era preciosa. Para isso, uma empregada de limpeza do Centro Distrital da Segurança Social de Lisboa fazia chegar a um funcionário os requerimentos dos clientes para a emissão dos números de Segurança Social, que depois fazia chegar aos irmãos do advogado que era o líder do esquema.

O diário escreve até que havia uma expressão em código para falar com a agora arguida ao telefone, para saber se os processos já tinham sido despachados. “Trazes as chamuças hoje?”.

Os clientes pagavam entre mil e cinco mil euros ao líder desta rede para que tratasse de toda a documentação. De acordo com o JN, depois de terem os processos tratados, os imigrantes instalavam-se em França ou no Reino Unido, ou ficavam a trabalhar na agricultura em zonas como a Zambujeira do Mar ou Grândola. Caso não pagassem na totalidade os serviços prestados pelo advogado, as vítimas desta rede tinham de trabalhar até conseguir pagar as dívidas, que podiam aumentar com os juros.

Além desta situação, a rede criminosa também angariava noivas para os chamados “casamentos brancos” – um imigrante casava com uma mulher de nacionalidade portuguesa e obtinha assim o visto comunitário. Os valores pagos chegaram a atingir os 12 mil euros.

Os detidos na chamada Operação Rota do Cabo, com idades compreendidas entre os 28 e os 64 anos, são suspeitos da prática dos crimes de associação criminosa, auxílio à imigração ilegal, de casamento por conveniência, de falsificação de documentos, de abuso de poder, de corrupção ativa e passiva, de branqueamento, de falsidade informática e acesso indevido, atividade criminosa que permitiu obter elevados proventos financeiros.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …