/

“Fumar mata.” Deputados britânicos querem que o aviso seja impresso em cada cigarro

Para desencorajar os fumadores, os deputados britânicos querem imprimir o slogan “Fumar mata” em cada cigarro de um maço de tabaco.

Deputados britânicos apresentaram, no Parlamento, uma emenda à Lei de Saúde e Cuidados de Saúde que permitiria ao Secretário da Saúde tornar obrigatória a inclusão de advertências, como “Fumar Mata”, nos cigarros.

Esta é apenas uma de um conjunto de medidas propostas pelos deputados do Reino Unido para encorajar mais pessoas a deixar este hábito nocivo e prejudicial à saúde.

“Sabemos que os cigarros são palitos de cancro e matam metade das pessoas que os utilizam. Por isso, espero que os avisos de saúde nos cigarros dissuadam as pessoas da tentação de fumar, especialmente os jovens”, disse a deputada trabalhista Mary Kelly Foy, citada pelo britânico The Guardian.

A deputada acrescentou ainda que espera que a medida seja capaz de encorajar “alguns fumadores a desistir” assim que leem o aviso de cada vez que optam por fumar um cigarro.

As mensagens de advertência impressas em cada cigarro não são uma ideia nova. Segundo Deborah Arnott, chefe executiva da Action on Smoking and Health (ASH), a iniciativa foi proposta, pela primeira vez, “há mais de quarenta anos pelo então ministro da Saúde George Young”.

Na altura, as empresas de tabaco recusaram, alegando ser “uma hipocrisia de cortar a respiração”, uma vez que a tinta seria tóxica para os fumadores.

O diário britânico adianta que a emenda de Mary Kelly Foy inclui ainda vários outros pontos como forçar a indústria tabaqueira a mencionar os riscos para a saúde do tabaco no interior dos maços; tributar os lucros das empresas para financiar atividades anti-tabaco; e aumentar a idade legal para a compra de um maço de cigarros de 18 para 21 anos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o tabaco é a causa da morte de mais de 8 milhões de pessoas por ano – quer por consumo direto, quer como resultado da exposição ao fumo passivo (cerca de um milhão).

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE