Espanha reabre fronteiras a 22 de junho. Portugal diz que ainda não há uma decisão tomada

Espanha vai reabrir as fronteiras com Portugal e França a 22 de junho. O país tinha planeado abrir as fronteiras ao turismo estrangeiro a 1 de julho, mas decidiu adiantar a data. Porém, Portugal diz que ainda não há uma decisão tomada entre os dois países.

O anúncio foi feito pela ministra da Indústria, Comércio e Turismo espanhola, Reyes Maroto, em declarações ao jornal espanhol El Periodico.

Segundo a ministra, Espanha poderá começar a receber turistas a partir de 22 de junho, se o fizerem de acordo com as condições de segurança estabelecidas. Os primeiros a reabrir serão as ilhas Canárias e Baleares.

As fronteiras espanholas estão fechadas desde março, como uma das medidas para conter a propagação do novo coronavírus, permitindo apenas a passagem de trabalhadores transfronteiriços e condutores de mercadorias. A decisão surge após o Parlamento espanhol decidir prolongar o estado de emergência até 20 de junho.

Questionado pelo Diário de Notícias, fonte do Ministério da Administração Interna português disse que ainda não há uma decisão tomada sobre a reabertura das fronteiras com Espanha. Segundo o mesmo jornal, o acordo era manter o encerramento até 15 de junho e reavaliar a situação epidemiológica nos dis países para decidir o que fazer depois dessa data.

Já em declarações à agência Lusa, o ministro dos Negócios Estrangeiros português manifestou-se surpreendido com o anúncio por Espanha de uma reabertura da fronteira comum a 22 de junho e sublinhou que quem decide sobre a reabertura da fronteira portuguesa “é naturalmente Portugal”.

Augusto Santos Silva disse à Lusa que o anúncio “não se inscreve” no quadro de “cooperação estreita” entre os dois Governos para a gestão da fronteira comum. “Quem decide sobre a abertura da fronteira portuguesa é naturalmente Portugal e Portugal quer fazê-lo em coordenação estreita com o único Estado com o qual tem uma fronteira terrestre, Espanha”, acrescentou, precisando que já estão a ser pedidos “esclarecimentos ao Governo de Espanha”.

De acordo com o DN, a decisão tem de ser conjunta e tomada após conversações entre o ministro Eduardo Cabrita e o seu homólogo espanhol Fernando Grande-Marlaska.

Esta semana, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, admitiu manter encerradas as fronteiras terrestres e aérea com Espanha, enquanto existisse uma quarentena interna no país vizinho, ou seja, até ao fim de junho.

Espanha tinha decidido que iria abrir fronteiras em julho e promete dar garantias de segurança sanitária aos turistas, desafiando os espanhóis a planificarem as suas férias em território nacional.

O país vizinho foi um dos países bastante afetados pela pandemia de covid-19, tendo superado os 240 mil casos e 27 mil mortes.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Um dos poucos aspectos positivos desta grande trapalhada da China é voltarmos a ser quase um país normal com fronteiras. Até nos dá uns vislumbres da soberania que outrora tivemos e pela qual muito sangue os nossos “avós” derramaram.

  2. Portugal precisa do turismo Espanhol sem margem de dúvidas mas,acho que os nossos amigos Espanhois pensam que Portugal faz parte de Espanha.

RESPONDER

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …